s
Iscas Intelectuais
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil 736 – Coisas Sobre Você
Café Brasil 736 – Coisas Sobre Você
A Bianca Oliveira é jornalista, apresentadora de ...

Ver mais

Café Brasil 735 – Morrer de quê?
Café Brasil 735 – Morrer de quê?
Fala a verdade, quem é que não se pegou pensando sobre ...

Ver mais

Café Brasil 734 – Globalização e Globalismo
Café Brasil 734 – Globalização e Globalismo
Olha, vira e mexe a gente ouve falar em globalização e ...

Ver mais

Café Brasil 733 – Agro Resenha
Café Brasil 733 – Agro Resenha
O agronegócio, que talvez seja o mais espetacular caso ...

Ver mais

Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Nos 14 anos em que produzimos podcasts, esta talvez ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

O turismo e a economia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O turismo e a economia A indústria do turismo passou certamente pelo maior desafio das últimas décadas, mas é forte o bastante para superar. Esteja atento às possibilidades tecnológicas e agregue ...

Ver mais

O boom no turismo regional no mundo pós-pandemia do coronavírus
Michel Torres
Estratégias para diferenciação e melhor aproveitamento da imensa demanda por hotéis e pousadas Um detalhe sobre a pandemia do coronavírus em curso é que as áreas com focos concentrados são ...

Ver mais

Boicote, Coelhinho?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O britânico Charles Cunningham entrou pra História de um jeito muito diferente. Em 1880, foi à Irlanda dirigir os negócios de um grande proprietário de terras local. Acabou entrando em desavenças ...

Ver mais

Aquém do potencial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Aquém do potencial  “A economia está sujeita a conveniências políticas que a levaram por maus caminhos. Por isso enfatizo tanto a gravidade da situação, na esperança de levar seus responsáveis ao ...

Ver mais

Cafezinho 319 – A cizânia
Cafezinho 319 – A cizânia
Fique de olho nos Tullius Detritus que infestam sua vida.

Ver mais

Cafezinho 317 – Declaração de Princípios
Cafezinho 317 – Declaração de Princípios
Quando decidi que lançaria meu primeiro curso on-line, ...

Ver mais

Cafezinho 316 – Não somos estúpidos
Cafezinho 316 – Não somos estúpidos
Não, não é para mergulhar no otimismo cego, que é tão ...

Ver mais

Cafezinho 315 – Como nasce uma palestra
Cafezinho 315 – Como nasce uma palestra
É exatamente como um pintor, um escultor, um músico ...

Ver mais

5 desafios para os negócios nessa crise da COVID-19

5 desafios para os negócios nessa crise da COVID-19

Michel Torres -

“Nada é permanente, exceto a mudança.” Heráclito de Éfeso

À medida que a crise da COVID-19 continua impactando a todos, a pergunta sobre “quando vai passar?” vai dando lugar a “o que posso fazer para trabalhar e viver melhor?”. Aquela sensação de todo mundo em compasso de espera vai dando lugar à necessidade gritante de tentar retomar a vida e o trabalho.

Nossa situação atual é profundamente perturbadora. As imensas dificuldades enfrentadas pelas empresas podem gerar um desemprego numa escala nunca vista e isso certamente traria ainda mais problemas sociais do que os muitos que já temos.

Levando em conta as muitas conversas que tenho com clientes – empresários e diretores de empresas de todos os portes – levantei cinco atitudes práticas para nos ajudar a passar por essa crise:

1 – Agir e avançar

De todas as complicações trazidas com essa crise, talvez a mais angustiante seja a paralisia gerada pela incerteza, acarretando um excesso de análise e uma quase incapacidade de se fazer algo.

Atrasar as decisões levará apenas a mais problemas – e esses problemas exigirão mais decisões. Li um artigo esses dias onde o autor comparava o que estamos passando com uma guerra e em determinado momento disse que “nas forças armadas, não importa em que direção você escolhe se mover quando está sob um ataque de morteiro, desde que você se mova. As decisões nunca são definitivas pelo simples fato de que a mudança nunca é absoluta.”. Para sobreviver, é preciso se mover.

Divida o que você precisa fazer em etapas menores e, em seguida, resolva os problemas com base no nível de urgência deles. Depois de começar a tomar medidas proativas, você se sentirá mais no controle e mais confiante em sua capacidade de vencer as dificuldades, atuais e futuras.

2 – Atenção à legislação

O cenário dos negócios está mudando rapidamente. Parece que o governo lança novos regulamentos que afetam os empresários quase todos os dias.

Para entender e seguir as novas leis e mudanças, os empresários precisam monitorar com atenção as notícias do governo local, estadual e federal. Mais importante, verifique se você está obtendo suas informações de uma fonte oficial, como um site do governo, um representante do banco, contador ou outros profissionais da sua rede.

Evite as fake news e busque informações pertinentes sobre saúde e segurança, dinheiro e impostos, benefícios, subsídios e muito mais.

3 – Trabalhe seu equilíbrio emocional através de uma mentalidade saudável

Medo. Ansiedade. Desesperança. Todos nós experimentamos emoções intensas durante esses tempos. Quem é empresário ainda mais, pois além de si mesmo e a própria família, precisa se preocupar com seus funcionários e as famílias deles.

É bom tomar cuidado. Exagerar demais leva ao esgotamento e, se você chegar a esse estado, não poderá ajudar ninguém. É por isso que é imperativo que os empresários arranjem tempo para recarregar as energias e cuidarem de si mesmos. Quanto mais você conseguir encontrar a calma interior durante esta crise, maior será a capacidade de tomar decisões e liderar seus negócios.

4 – Lidar com a sobrecarga de informações

Parece que a cada minuto somos inundados com uma avalanche incessante de informações sobre a COVID-19. Poder ter acesso às notícias é, sem dúvida, uma bênção, mas também pode ser um fardo. A sobrecarga de informação é algo muito real que ocorre quando há muita informação relevante sendo disseminada ao mesmo tempo.

Quando há um excedente de informações, tendemos a perder notícias importantes ou até a sucumbir a informações desinformadas potencialmente prejudiciais. Tome muito cuidado, pois as notícias falsas viajam mais rápido do que histórias verdadeiras nas mídias sociais.

Para entender todas as informações conflitantes existentes, os empresários precisam de um momento para recuar e avaliar se as informações que estão lendo são verificadas por fatos e de uma fonte confiável.

Também é bom definir um limite para você. Expor-se continuamente a notícias perturbadoras apenas aumentará a ansiedade. Tente verificar atualizações regularmente, mas assim que começar a se sentir sobrecarregado, faça uma pausa.

5 – Direcione seu foco corretamente

Os empresários estão lidando com inúmeras preocupações no momento e é difícil saber onde priorizar tempo e recursos. Uma maneira de escolher é considerar o que é realmente importante para o seu negócio. Para a maioria de nós, esse é o nosso pessoal: funcionários, clientes, fornecedores, parceiros.

Sua primeira prioridade deve ser a segurança e o bem-estar de seus funcionários. Em seguida seria a comunicação com os clientes. Eles podem não estar em condições de comprar de você, mas ainda desejam ser atualizados sobre quaisquer alterações em suas operações. Isso vale para outras partes interessadas, para que saibam qual é o seu status e o que esperar daqui para frente.

Em seguida, divida o que você precisa fazer em etapas menores e priorize-as pela urgência. Não se esqueça de dar crédito a si mesmo por fazer o seu melhor agora.

A escala desta crise é sem precedentes, mas há um lado positivo. Quando vencermos essa pandemia teremos ampliado nosso senso de empoderamento pessoal e conquistado uma maior conexão com a nossa comunidade e com o que mais importa de fato.

Ver Todos os artigos de Michel Torres