s
Iscas Intelectuais
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
O Café Brasil de hoje é a releitura de um programa de ...

Ver mais

Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Tenho feito uma série de lives que chamei de ‘Bora pra ...

Ver mais

Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Outro daqueles acidentes estúpidos vitimou mais uma ...

Ver mais

Café Brasil 795 – A Black Friday
Café Brasil 795 – A Black Friday
Uma vez ouvi que a origem do apelido Black Friday seria ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Quadrinhos em alta
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Quadrinhos em alta Apesar do início com publicações periódicas impressas para públicos específicos, as HQs não se limitam a atender às crianças. Há quadrinhos para adultos, de muita qualidade, em ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)
Alexandre Gomes
Antes de tratar das regras da divisão lógica – pois pode parecer mais importante saber as regras de divisão que os tipos de divisão – será útil revisar alguns tópicos já tratados para ...

Ver mais

Simplificar é confundir
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Alexis de Tocqueville escreveu que “uma idéia falsa, mas clara e precisa, tem mais poder no mundo do que uma idéia verdadeira, mas complexa”.   Tocqueville estava certo. Em todos os ...

Ver mais

País de traficantes?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não é segredo que o consumo de drogas é problema endêmico no País, bem como o tráfico delas. O Brasil não apenas recebe toneladas de lixo aspirável ou injetável para consumo interno, como ainda ...

Ver mais

Cafezinho 444 – Congestão mental
Cafezinho 444 – Congestão mental
Quanto de alimento intelectual você consegue entuchar ...

Ver mais

Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
A sociedade norte americana está doente. E eles somos ...

Ver mais

Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
A cultura é boa porque influencia diretamente a forma ...

Ver mais

Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
A baixa cultura faz crescer a bunda, melhorar o ...

Ver mais

Ano novo, vida nova. 10 dicas para você construir um 2014 de sucesso!

Ano novo, vida nova. 10 dicas para você construir um 2014 de sucesso!

Waleska Farias - Iscas Liderança -

O ano está chegando ao fim, um novo ciclo profissional se encerra e a promessa de um ano melhor enche de esperança milhões de pessoas. E como fazer este sonho tornar-se realidade?

O primeiro passo é despertar. O segundo é resgatar um sentido que faça a dinâmica da vida valer à pena! A grande maioria das pessoas, inconscientes, vive a inércia dos ciclos da vida sem perceber que em qualquer situação existe o livre arbítrio – o poder de escolha.

Muito tempo gasto em rotinas repetitivas e contínuas distante da percepção consciente constrói a condição de quem já não mais dá conta de seus próprios desejos de realização. Mas ser vítima ou protagonista da própria existência é decisão de cada um.

Através dos processos de coaching lido com muitas demandas de profissionais insatisfeitos com suas rotinas, e na dificuldade de identificar o que, de fato, reponde pela insatisfação investem todas as suas disponibilidades em qualificações técnicas e chancelas acadêmicas, sem conseguir achar o real sentido que sustente a decisão de ser pleno.

E por não serem capazes de validar seus valores e identificar o que realmente motiva e mobiliza perdem-se dos seus valores, distanciando-se da sua missão de vida e por consequência do sucesso da sua trajetória profissional.

Cada um é responsável por construir sua realização através da conjugação do que quer com quem realmente é!  Essa dinâmica é o que permite ao indivíduo exercer de modo consciente a gestão da sua trajetória profissional.

Somente a partir da percepção dos próprios valores é que o profissional chega ao significado da sua missão e conquista sua plenitude por trabalhar na condição de ser fiel aos seus propósitos, alcançando seus objetivos não por imposição da convenção de sucesso, mas por ser integral na disposição do que é em essência pela escolha de ser feliz.

O sucesso do plano de gestão de carreira é proporcional à legitimação do desejo de cada um na determinação única de conjugar sua rotina pessoal e profissional pela validação dos seus sonhos e aspirações. Diante de um novo ano, um novo ciclo de oportunidades pode ser construído. Sem mais perda de tempo, Retome as rédeas da sua vida para suas mãos. Reposicione-se, efetue as manobras necessárias e valide as novas diretrizes:

1. Defina o significado da sua carreira.

2. Investigue suas reais necessidades e aspirações/inspirações.

3. Identifique seus objetivos e alinhe-os ao seu querer.

Enxergue-se como autor e não refém da sua história e determine-se na disposição de efetivar como realidade o que você acredita ser o seu ideal de vida. Através destas 10 dicas você poderá planejar e construir um 2014 com muitas realizações e conquistas:

1. Descubra a si mesmo – Saiba quem é, para que identificar o que realmente quer conquistar. Busque caminhos que o permita descobrir o que hoje é a sua justa medida. O autoconhecimento é o caminho para reencontra nossos valores e validar o caminho para o sucesso profissional.

2. Desenvolva sua autoconfiança – Acredite em você! Como dizia Shakespeare: se você acredita que é capaz, é. Se acredita que não, também. Você é o que se julga ser. A confiança em si mesmo é o antídoto contra a inércia e a vitimização. Aqueles que se julgam capazes não esperam pelas conquistas, as fazem acontecer.

3. Acredite que vai dar certo!  – É essencial enxergar por lentes positivas. O julgamento do entorno pauta os resultados. A crença em si mesmo e no sucesso é o combustível que nutre a motivação e faz do céu o limite.

4. Seja criativo, ouse! Desenvolver o lado lúdico e ver a vida também por outro ponto de vista ajuda a criar novas perspectivas e descobrir novos caminhos para o sucesso. Descontraia, permita-se e abstraia. Grandes descobertas surgem em momentos de descontração.

5. Planeje-se! Para quem não sabe aonde vai, qualquer lugar serve como destino final. O final do ano é uma excelente época para planejar e traçar novos planos objetivos e estratégias. Visualize o que deseja: ser promovido, trocar de trabalho, abrir uma empresa, fazer um sabatino? Decida e monte estratégicas que o leve em direção ao seu objetivo.

6. Aprenda a escutar. Já dizia o sábio Rei Salomão: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça…” A boa comunicação começa pelos ouvidos e oferece bons conselhos e reflexões. Ouça as pessoas que você admira e escute e atente para o que elas têm a dizer. Muitas vezes um bate-papo informal com um profissional de sucesso é mais valioso do que lições e teorias ilustradas em sala de aula.

7. Pare de criticar e reclamar – A pessoa que foca somente o lado negativo das situações, também é obrigado a lidar com suas consequências. Quem só reclama sabota a si mesmo, pois o tempo que perde reclamando deixa de ser investido na construção de novas possibilidades.  Se não está satisfeito com algo, não perca tempo reclamando, pense à frente e visualize uma solução ou um novo caminho.

8. Seja responsável, sempre! É preciso assumir as consequências do que dá ou não certo e se necessário rever o mapa, traçar novas direções e conquistar novos resultados. O lugar de vítima imobiliza e inviabiliza as conquistas.

9. Respeite a sua verdade – A verdade é a ponte para a integralidade e o mapa da felicidade. Só consegue ser verdadeiramente feliz quem alinha seus valores, querer e essência.  A partir do momento que você se percebe como de fato é, sua vida ganha outro sentido e o sucesso advêm como consequência!

10. Relaxe – Todos nós precisamos de uma válvula de escape para o stress do dia a dia. O corpo é uma fonte de energia renovável e precisamos “recarregar” em atividades que nos deem prazer genuinamente. Encontre gatilhos que o permita relaxar e oxigenar as ideias. É preciso descobrir fontes de prazer. Permita-se e você verá a diferença!

Waleska Farias
Coaching, Gestão de Carreira & Imagem

Ver Todos os artigos de Waleska Farias