Iscas Intelectuais
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Olha, os dias andam um saco! Todo mundo nervoso, ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

5 ações de marketing para ajudar a superar a crise do coronavírus
Michel Torres
Negócios em todo o mundo estão sentindo os efeitos da pandemia: menos clientes, menor receita e o medo de não ter condições de aguentar esse tempo de prejuízo. Precisamos salvaguardar a saúde e o ...

Ver mais

Brasis
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Brasis  “Quanto tempo um homem deve virar a cabeça, fingindo não ver o que está vendo?” Bob Dylan Minha primeira lembrança pra valer do que vou focalizar neste artigo é de quando li Os dos ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Qual janela você escolheu para ver o mundo?

Ver mais

Cafezinho 291 – Indignite
Cafezinho 291 – Indignite
- Tão pagando bem! Faz o seu e fica quieto!

Ver mais

Bolsonaro e Transformação Digital

Bolsonaro e Transformação Digital

Carlos Nepomuceno -

A eleição de Bolsonaro terá forte impacto no mercado de Transformação Digital brasileiro, pois a campanha dele lembra muito uma startup: tudo para dar errado pelas velhas fórmulas e deu certo.

Parece cada vez mais evidente, que mudanças estão ocorrendo e quem não se mexer vai ficar “com poucos pontos percentuais no final da eleição”.

É evidente que a sociedade está promovendo mudanças em todas as áreas e que políticos tradicionais – e organizações tradicionais – precisam se reinventar para não perder o bonde da história.

As organizações vão aumentar alguns graus o investimento em Transformação Digital.

Se imaginava gastar X vai passar a 2X.

Além de querer gastar mais, as organizações vão começar a desconfiar dos “velhos marqueteiros”.

Não adianta querer ser inovador em Transformação Digital e contratar antigas empresas de consultoria para aconselhá-lo.

Está se abrindo campo para novos players no mercado de Transformação Digital.

E vou te dizer qual será o grande diferencial: teorias consistentes, que permitam definir cenário mais plausível do que ficar apresentando filme de passarinho voando em bando.

Vejamos.

Quando uma empresa tradicional imagina investir em planejamento estratégico, o que precisa é de cenário bem definido para que se tenha “a tampa do quebra cabeças” para juntar as peças.

Um planejamento estratégico é basicamente equação matemática:

  • A = situação atual;
  • B = nova situação para se manter competitivo;
  • C = ações necessárias para levar à organização de A para B.

O problema é que “B” – o cenário de onde estamos e para onde vamos é mais muito mais complexo, pois vivemos hoje o que podemos chamar de FUTURO DISRUPTIVO.

Vivemos o início de Revolução Civilizacional na qual ao se plantar um “pé de cooperativa de táxi” por mais que se tome litros de Design Thinking não nasce nunca um Uber.

O Uber tem DNA administrativo diferente e exige “plantação do novo modelo” em um “solo” separado, o que nos leva a ter que imaginar um PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO BIMODAL.

Parte da empresa tem que atender o cliente que já nasceu e ficou mais velho. E outra parte imaginar produtos e serviços para um bebê que ainda está na barriga da mãe.

Organizações se acostumaram desenvolver estratégias para FUTUROS INCREMENTAIS, ou no máximo FUTUROS RADICAIS, mas não disruptivos. As teorias aqui não são tão importantes como agora.

Todo o esforço que a COMUNIDADE DOS BIMODAIS tem feito é justamente este: apostar em bases conceituais/teóricas sólidas para tentar reduzir a incerteza da disrupção futura.

É um caminho que vai contra a lógica do mercado, mas parece que o mercado está cada vez mais ilógico, o que reforça a tese do Gil Giardelli de que “não se pode ir para um novo continente com os velhos mapas”.

Prevejo, assim, o início de movimento de guinada no mercado de Transformação Digital com a perda gradual de valor dos atuais players com bases conceituais de baixa qualidade.

Há forte carência por teorias consistentes que possam embasar os Planejamentos Estratégicos de longo prazo.

Portanto, organizações tradicionais que tiverem visão de cenário mais consistente – o que só pode ser obtida com teorias eficazes – serão mais competitivas hoje, amanhã e depois.

O trabalho da COMUNIDADE DOS BIMODAIS – mais um destes fenômenos fora de padrão deste novo cenário – vai nessa direção.

Nosso lema é:

É isso, que dizes?

O artigo é inspirado na dúvida dos alunos do curso “Conceitos básicos da Bimodalidade”.

Nosso movimento debate livros em temporadas no projeto “Leituras Compartilhadas sobre best sellers sobre Transformação Digital”.

Áudio com o resumo dos artigos? Por aqui.

E tem “Programa de Capacitação para ajudar Profissionais a terem visão Bimodal”.

Quer fazer parte? Clique aqui.

Ver Todos os artigos de Carlos Nepomuceno