s
Iscas Intelectuais
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 792 – Solte o belo!
Café Brasil 792 – Solte o belo!
A beleza existe? Ou é só coisa da nossa cabeça? E se ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Regras de Definição (parte 5)
Alexandre Gomes
  Para cumprir a função de DEFINIÇÃO, esta deve atender alguns requisitos. Do contrário, será apenas enrolação ou retórica vazia. Os requisitos são: 1. CONVERSÍVEL em relação ao sujeito, à ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Enquanto isso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Em setembro do ano passado o STF julgou um processo muito interessante, sobre a propriedade do Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Foi decidido que o palácio pertence ...

Ver mais

Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Descobri o que acontece com aquela gente enfática, que ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
O ser humano, naturalmente, só confia em membros de sua ...

Ver mais

Convivendo com a mudança

Convivendo com a mudança

Luiz Alberto Machado - Iscas Econômicas -

Convivendo com a mudança… 

Para o aperfeiçoamento profissional 

“O triunfo nada mais é do que o momento glorioso em que a dúvida se dissipa. Isso ocorre somente àqueles que estão dispostos a mudar.”

Marcela Claro

No ano passado, por ocasião do Fórum Internacional de Criatividade e Inovação (FICI) realizado em Vitória, fui surpreendido pela consulta de uma das expositoras do referido evento, Marcela Claro. Ela queria saber se eu aceitaria escrever o prefácio do seu novo livro, a ser lançado no primeiro semestre de 2016.

Honrado com a solicitação, aceitei imediatamente e passei a aguardar ansioso pelo texto, a fim de tomar conhecimento do conteúdo do livro.

Quando recebi, fiquei muito bem impressionado com o mesmo, uma vez que o livro aborda uma série de temas sobre os quais eu também costumo me debruçar em minhas leituras e pesquisas, tais como liderança, tomada de decisão, capacidade de assumir riscos e outros que são indispensáveis para o êxito de qualquer profissional no mundo contemporâneo.

De todos eles, no entanto, o tema que mais me chamou atenção dos que são focalizados no livro foi o da mudança, razão pela qual foi o que mais enfatizei na elaboração do prefácio.

Estar preparado para se adaptar às mudanças que ocorrem num ritmo frenético nos dias de hoje é fundamental. Fazer tal afirmação não constitui novidade alguma e reconhecer a validade dela é provavelmente um consenso. Entretanto, muita gente que concorda com essa afirmação não está preparada para mudar e, vendo-se diante da necessidade de fazê-lo, resiste vigorosamente, consciente ou inconscientemente.

Marcela Claro, autora do livro Atitudes para alcançar o êxito profissional em tempos de crise é um exemplo vivo de quem, por diferentes razões, passou por mudanças relevantes ao longo de sua vida, que acabaram se tornando essenciais para que se transformasse numa verdadeira referência naquilo que faz, seja como executiva na área de psicologia organizacional e coaching, seja como professora ou conferencista e, mais recentemente, como escritora.

Atitudes... Marcela Claro

No livro, ela consegue transmitir de forma clara e concisa, uma série de recomendações para quem quer se aperfeiçoar na carreira profissional, independentemente do segmento de atuação.

A leitura do texto e a responsabilidade de escrever o prefácio deram-me enorme satisfação e permitiram que eu revivesse momentos inesquecíveis vividos nas minhas próprias pesquisas sobre a questão da mudança, que incluíram a leitura de clássicos como Tudo que é sólido desmancha no ar, de Marshall Berman, e A estrutura das revoluções científicas, de Thomas Khun, dos fascinantes O fim das distâncias, de Frances Cairncross, O mundo é plano, de Thomas Friedman, e O lado oculto das mudanças, de Luc de Brabandere, ou mesmo do divertido O pavão na terra dos pinguins, de Barbara “BJ” Hateley e Warren H. Schmidt. Tudo isso tendo como fundo musical verdadeiros filósofos contemporâneos, como Nelson Motta e Lulu Santos (Como uma onda), Cazuza (O tempo não para) e Vinícius de Moraes e Toquinho (Aquarela). Que delícia de viagem!!!

Como registrei no prefácio, não há dúvida de que toda e qualquer mudança implica risco e muito pouca gente se sente à vontade diante de situações dessa natureza. Porém, encarar as mudanças é inevitável e, frente a essa inevitabilidade, vale reproduzir uma citação do grande filósofo dinamarquês Søren Kierkegaard, incluída no recém-publicado livro de citações de Gustavo Franco e Fabio Giambiagi, intitulado Antologia da maldade: “Ousar é perder o equilíbrio momentaneamente. Não ousar é perder-se”.

Por fim, ao encerrar este artigo convidando o amigo internauta para embarcar na viagem proposta por Marcela Claro, recorro a outra citação, também utilizada no prefácio, esta atribuída a Mark Twain:

“Daqui a vinte anos você estará mais decepcionado

pelas coisas que você não fez do que pelas que fez.

Então jogue fora as amarras.

Navegue para longe do porto seguro.

Agarre o vento em suas velas.

Explore. Sonhe. Descubra.”

 

Iscas para quem quiser se aprofundar

Referências e indicações bibliográficas

BERMAN. Marshall. Tudo o que é sólido desmancha no ar: a aventura da modernidade. Tradução de Carlos Felipe Moisés e Ana Maria F. Ioratti. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

BRABANDERE, Luc de. O lado oculto das mudanças: a verdadeira inovação requer mudança de percepções. Tradução de Ricardo Bastos Vieira. Rio de Janeiro: Elsevier; Boston, MA: The Boston Consulting Group, 2006.

Cairncross, Frances. O fim das distâncias: como a revolução nas comunicações transformará nossas vidas. Tradução de Edite Sciulli e Marcos T. Rubino. São Paulo: Nobel, 2000.

CLARO, Marcela. Atitudes para alcançar o êxito profissional em tempos de crise. São Paulo: Trevisan Editora, 2016.

FRANCO, Gustavo H. B. e GIAMBIAGI, Fabio. Antologia da maldade: um dicionário de citações, associações ilícitas e ligações perigosas. Rio de Janeiro: Zahar, 2015.

FRIEDMAN, Thomas. O mundo é plano: Uma breve história do século XXI. Tradução de Cristiana Serra e S. Duarte. Rio de Janeiro: Objetiva, 2005.

KUHN, Thomas. A estrutura das revoluções científicas. Tradução de Beatriz Vianna Boeira e Nelson Boeira. São Paulo: Perspectiva, 1982.

Referências musicais

Aquarela. Composição de Vinícius de Moraes e Toquinho. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=-Gsdp2zSCjY.

Como uma onda. Composição de Nelson Motta e Lulu Santos. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=uutFgC6N_vc.O tempo não para. Composição de Cazuza e Arnaldo Brandão. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=TrADo_p3nYU.

Ver Todos os artigos de Luiz Alberto Machado