s
Iscas Intelectuais
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 788 – Love, Janis
Café Brasil 788 – Love, Janis
Janis Joplin era uma garota incompreendida, saiu da ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Enquanto isso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Em setembro do ano passado o STF julgou um processo muito interessante, sobre a propriedade do Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Foi decidido que o palácio pertence ...

Ver mais

Agronegócio, indústria e mudança de mindset
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Agronegócio, indústria e mudança de mindset “Quando adotamos um mindset, ingressamos num novo mundo. Num dos mundos – o das características fixas –, o sucesso consiste em provar que você é ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
O ser humano, naturalmente, só confia em membros de sua ...

Ver mais

Cafezinho 427 – Política e histeria
Cafezinho 427 – Política e histeria
A histeria política é sintoma da perda total do ...

Ver mais

Cafezinho 426 – Quem tem pressa?
Cafezinho 426 – Quem tem pressa?
Hoje as narrativas familiares perderam espaço para uma ...

Ver mais

Empreender é realmente um caminho válido?

Empreender é realmente um caminho válido?

Sidnei Oliveira - Iscas Gerações -

Tenho observado diversas discussões vinculando o empreendedorismo ao jovem profissional, estabelecendo uma relação direta entre ambos os temas. Os principais argumentos são de que o jovem está mais disposto a “correr riscos” e, por ter mais intimidade com a tecnologia, possui mais facilidade em ter ideias diferentes e inovadoras. Além disso, por buscar mais intensamente uma relação de equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional, está mais inclinado a ser dono do próprio negócio. Reforçam esses argumentos as constantes histórias de jovens empreendedores que alcançaram sucesso, fama e fortuna depois que tiveram uma ideia simples para um aplicativo.

Ok! Fatos reais e argumentos válidos, mas absolutamente parciais, afinal, raramente é assim que as coisas acontecem. Na verdade, em todas as histórias de empreendedores de sucesso, há muitos momentos de escolhas difíceis, com sacrifícios pessoais em nome dos compromissos profissionais e pressão por parte dos clientes – os donos do negócio indiretamente.

Como já tive um empreendimento na internet, que alcançou relativo sucesso, constantemente recebo solicitações de conselhos, contudo, fico decepcionado quando vejo um jovem empreendedor expor que sua primeira preocupação é de como irá levantar recursos financeiros para iniciar o seu negócio. Algumas vezes, imagino que esse tipo de questão é fruto de uma ilusão imatura, pois não consigo aceitar que alguém acredite que irá levantar recursos apenas apresentando uma ideia.

É muito poético imaginar que para ser empreendedor basta ter uma ideia “matadora” que surgirão investidores dispostos a apostar na aventura. Só que isso é falso! Um possível investidor quer retorno sobre o que investiu. Se for aposta de algum parente, haverá cobrança com a mesma energia que a de um grande fundo de investimento.

O verdadeiro empreendedor sabe que precisa acreditar no negócio e tem que ser o primeiro a colocar todos os seus recursos na iniciativa. Repito: TODOS OS SEUS RECURSOS. Não apenas o tempo para “tocar o negócio”. Digo isso pois vejo muitos pretensos empreendedores que somente consideram iniciar um negócio se tiverem um investimento que possibilite extrair uma renda estável, substituindo um possível salário que teriam em um emprego. Aliás, se esse é seu pensamento, sugiro que arrume um emprego, pois você não é um empreendedor ainda. Saiba que grande parte dos empreendedores iniciaram seus negócios ainda enquanto estavam empregados e usaram parte de seus salários como capital inicial.

Empreender é muito válido para qualquer pessoa, principalmente para os jovens que encontram um ambiente hostil nas empresas, contudo, é importante não ter ilusões. Ser dono do próprio negócio é um caminho muito mais complexo e que exigirá uma dose extra de determinação, persistência e, em muitos casos, até de obstinação e teimosia!

 

 

 

regras_empreender

Ver Todos os artigos de Sidnei Oliveira