s
Iscas Intelectuais
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil 752 – Jam Session
Café Brasil 752 – Jam Session
Uma das coisas mais fascinantes é a demonstração de ...

Ver mais

Café Brasil 751 – A hipocrisia nossa de cada dia
Café Brasil 751 – A hipocrisia nossa de cada dia
A Perfetto é patrocinadora do Café Brasil e… sabe ...

Ver mais

Café Brasil 750 – The Rocket Man
Café Brasil 750 – The Rocket Man
Algumas obras de arte são tão perfeitas, mas tão ...

Ver mais

Café Brasil 749 – Mais atrai mais.
Café Brasil 749 – Mais atrai mais.
Construímos sistemas cada vez mais complexos, ...

Ver mais

LíderCast 216 – Denise Pitta
LíderCast 216 – Denise Pitta
Empreendedora digital, dona do site Fashion Bubbles, ...

Ver mais

LíderCast 215 – Marco Antonio Villa
LíderCast 215 – Marco Antonio Villa
Historiador, professor, comentarista polêmico em rádio ...

Ver mais

LíderCast 214 – Bianca Oliveira
LíderCast 214 – Bianca Oliveira
Jornalista e apresentadora, hoje vivendo na Europa, ...

Ver mais

LíderCast 213 – Brunna Farizel e Lucas Moreira
LíderCast 213 – Brunna Farizel e Lucas Moreira
Empreendedores, criadores de uma franquia inovadora, ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

Os economistas mais influentes da atualidade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Os economistas mais influentes da atualidade  “O que são as pessoas de carne e osso? Para os mais notórios economistas, números. Para os mais poderosos banqueiros, devedores. Para os mais ...

Ver mais

A sala de professores e a deseducação
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Comecei a dar aulas no Ensino Médio em 1999, quando estava no segundo ano da graduação em Filosofia. Ou seja: há mais de vinte anos comecei a freqüentar a sala de professores. Nesse ambiente ...

Ver mais

Leituras, conexões e reminiscências
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Leituras, conexões e reminiscências “Se você tiver uma maçã e eu tiver uma maçã e trocarmos nossas frutas, continuaremos com uma maçã cada. Mas, se você tiver uma ideia e eu tiver uma ideia e ...

Ver mais

Não existe novo normal
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não, não existe o “novo normal” propalado por alguns construtores de expressões de efeito, apelando mais para o sentimento (desespero, histeria e terror, se possível) do que para os fatos, esses ...

Ver mais

Cafezinho 351 – Um autoritário pra chamar de seu
Cafezinho 351 – Um autoritário pra chamar de seu
As pessoas perderam completamente o bom-senso e já há ...

Ver mais

Cafezinho 350 – Sob o domínio do medo
Cafezinho 350 – Sob o domínio do medo
No mundo de hoje, caótico, competitivo e apressado, ...

Ver mais

Cafezinho 349 – Pânico moral
Cafezinho 349 – Pânico moral
Pânico moral é um medo espalhado pela sociedade, ...

Ver mais

Cafezinho 348 – Quem conta as histórias
Cafezinho 348 – Quem conta as histórias
Imagino a criança perguntando aos pais por que é que ...

Ver mais

Guerra de narrativas

Guerra de narrativas

Luiz Alberto Machado - Iscas Econômicas -

Guerra de narrativas

 “Cada vez mais, somos um País dividido em dois lados, em duas culturas, e, mais ainda, em duas linguagens que se contrapõem com o mesmo desprezo pelos fatos.”

Bolívar Lamounier

 A divulgação da taxa do crescimento do PIB no terceiro trimestre deu origem, imediatamente, ao surgimento de comentários diametralmente opostos, evidenciando não apenas o clima de polarização reinante entre boa parte dos analistas, numa verdadeira guerra de narrativas, mas também uma clara falta de preocupação com a indicação de caminhos a seguir.

A taxa de 7,7% anunciada pelo IBGE veio abaixo da média das expectativas que apontavam para uma taxa em torno de 9%, situando o desempenho da economia brasileira num estágio intermediário[1] em comparação com o de outros países no mesmo período, como pode se ver no gráfico 1.

Gráfico 1

Os que se posicionaram favoravelmente, identificados como aliados do governo Bolsonaro, deram ênfase à capacidade de reação em plena pandemia, revertendo a tendência de queda verificada nos trimestres anteriores, na maior variação observada na comparação trimestral, como mostra o gráfico 2. Com o resultado, o País sai da recessão técnica após dois recuos nos trimestres anteriores.

Gráfico 2

Já os que se posicionaram criticamente enfatizaram a insuficiência das medidas adotadas pela equipe comandada por Paulo Guedes, criticando a tímida participação do Estado nas políticas adotadas.

Aos que procuram se posicionar de forma menos apaixonada, entre os quais eu me incluo, resta, em primeiro lugar, torcer para que as vacinas que se encontram em fase final de testes consigam bons resultados no menor espaço de tempo possível, permitindo o abandono das restrições em curso em vários países do mundo e a volta à normalidade no comportamento dos agentes econômicos.

Com relação ao Brasil, fica a expectativa quanto ao desempenho da economia no quarto trimestre e, mais do que isso, quanto à capacidade de reação em 2021 e nos anos seguintes, considerando o cenário difícil deixado pelo ano de 2020, com destaque para a questão fiscal, o elevado desemprego e a crescente pressão inflacionária.

Espero que tenhamos: (i) a retomada da agenda das reformas estruturantes cujo andamento foi interrompido pela pandemia do Covid-19, como a administrativa e a tributária; (ii) o avanço do programa de privatizações; e (iii) a efetivação de ações aprovadas na Lei de Liberdade Econômica com o objetivo de reduzir os custos de transação e aumentar a competitividade de nossas empresas.

A dúvida reside na capacidade de articulação do governo para viabilizar politicamente tal conjunto de iniciativas.

Iscas para ir mais fundo no assunto

Referências bibliográficas e webgráficas

DESEMPENHO do PIB do Brasil no 3° tri fica em 25° em ranking de 51 países. Disponível em https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/12/03/desempenho-do-pib-do-brasil-no-3o-tri-fica-em-25o-em-ranking-de-51-paises.ghtml.

LAMOUNIER, Bolívar. Guerra de narrativas. Revista IstoÉ, 18 de agosto de 2018. Disponível em https://istoe.com.br/guerra-de-narrativas-2/.

TRIGO, Luciano. Guerra das narrativas: a crise política e a luta pelo controle do imaginário. São Paulo: Globo Livros, 2018.

[1] O desempenho do Produto Interno Bruno (PIB) brasileiro no 3º trimestre de 2020 ocupa o 25º lugar dentro de um ranking com 51 países, elaborado pela Austing Rating. A lista traz os resultados das maiores economias do mundo.

Ver Todos os artigos de Luiz Alberto Machado