s
Iscas Intelectuais
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 735 – Morrer de quê?
Café Brasil 735 – Morrer de quê?
Fala a verdade, quem é que não se pegou pensando sobre ...

Ver mais

Café Brasil 734 – Globalização e Globalismo
Café Brasil 734 – Globalização e Globalismo
Olha, vira e mexe a gente ouve falar em globalização e ...

Ver mais

Café Brasil 733 – Agro Resenha
Café Brasil 733 – Agro Resenha
O agronegócio, que talvez seja o mais espetacular caso ...

Ver mais

Café Brasil 732 – Os quatro Princípios da Objetividade
Café Brasil 732 – Os quatro Princípios da Objetividade
Que tempo de medos, não? Mas será um medo ...

Ver mais

Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Nos 14 anos em que produzimos podcasts, esta talvez ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

Boicote, Coelhinho?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O britânico Charles Cunningham entrou pra História de um jeito muito diferente. Em 1880, foi à Irlanda dirigir os negócios de um grande proprietário de terras local. Acabou entrando em desavenças ...

Ver mais

Aquém do potencial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Aquém do potencial  “A economia está sujeita a conveniências políticas que a levaram por maus caminhos. Por isso enfatizo tanto a gravidade da situação, na esperança de levar seus responsáveis ao ...

Ver mais

Forjado na derrota
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Forjado na derrota “A um escritor, assim como a um armador, não era permitido sentir medo.” Pat Conroy Conversando por telefone com minha irmã, depois de meses sem nos vermos por ...

Ver mais

O “anti” não funciona mais.
Adalberto Piotto
Olhar Brasileiro
Em política, imagem em construção no presente faz diferença. Imagem consolidada no passado, boa ou ruim, costuma ser decisiva.

Ver mais

Cafezinho 317 – Declaração de Princípios
Cafezinho 317 – Declaração de Princípios
Quando decidi que lançaria meu primeiro curso on-line, ...

Ver mais

Cafezinho 316 – Não somos estúpidos
Cafezinho 316 – Não somos estúpidos
Não, não é para mergulhar no otimismo cego, que é tão ...

Ver mais

Cafezinho 315 – Como nasce uma palestra
Cafezinho 315 – Como nasce uma palestra
É exatamente como um pintor, um escultor, um músico ...

Ver mais

Cafezinho 314 – Punguistas intelectuais
Cafezinho 314 – Punguistas intelectuais
Ser capaz de detectar as merdades deveria ser a ...

Ver mais

Marxistas brasileiros vivem espécie de alucinação coletiva recorrente

Marxistas brasileiros vivem espécie de alucinação coletiva recorrente

Carlos Nepomuceno -
O jornal Folha de São Paulo publica um artigo feita por uma petista confessa:

Ver aqui:
https://www.facebook.com/carlos.nepomuceno/posts/10156853246303631

…sem nenhum fato, baseado em suposições.

A essa matéria que foi criada sem nenhum critério jornalístico, passa a se chamar “escândalo”.

Vejamos a definição:

Escândalo: “indignação, perplexidade ou sentimento de revolta provocados por >>>> ato <<<<< que viola convenções morais e regras de decoro.”

Note bem que se fala de ATO e não de suposição de ATO, só podemos nos escandalizar por algo que foi feito, acontecido, e não por algo que achamos que ocorreu.

Estamos escandalizado pela suposição de algo que ocorreu ou que vai ocorrer, mas não por que ocorreu!

Não se sabe quem fez, como fez, que impacto teve na campanha, que tipo de fake news foi feita (qual foi a que colou e a que não colou) e que teria prejudicado o Haddad, ao ponto de ter criado uma distorção na campanha.

Que dados existem que comprovam, qual a relação disso com o candidato, em que momento, quais os fatos que corroboram tal ATO?

Mas, como vivemos na ILHA DA FANTASIA MARXISTA estamos “escandalizados”.

Note que toda vez que os marxistas brasileiros são obrigados a lidar com a realidade (impeachment, prisão do Lula e agora a eleição do Bolsonaro) precisam criar uma espécie de:

ALUCINAÇÃO NA TERRA DO NUNCA

Todos em uníssono vão para determinada ilha e ficam, entre eles, repetindo determinada palavra diversas vezes, golpe, golpe, golpe, lula livre, lula livre, fraude, fraude, fraude.

A alucinação dura o tempo em que a realidade se mostra real e no momento seguinte se precisa de mais uma dose de RIVOTRIL IDEOLÓGICO para poder continuar a VIAGEM.

Vivemos no Brasil um fenômeno de alucinação coletiva que é um case e tanto para quem trabalha com o tema.

Tal alucinação se alastrou para setores, tais como a imprensa do país e do exterior, que antes ainda contavam com algum prestígio, intelectuais do brasil e fora, ONU, OEA.

Aos poucos, fomos descobrindo que mais e mais pessoas ALUCINADAS estavam entre nós, apenas em estágio de ALUCINAÇÃO PASSIVA, que sai para a ATIVA, quando sentem que a realidade vai tirá-los do castelo imaginário que criaram – com salários, impostos, incentivos, bolsas, etc pagos por nós.

O que me assusta não é o fato de estarmos descobrindo isso AGORA, mas de estarmos descobrindo isso TÃO TARDE.

Estes malucos foram governo por DUAS DÉCADAS e nós achávamos que eram pessoas razoáveis e “normais”.

Há muito que fazer para que o Brasil passe de País TOTALMENTE tomado por esta ideologia primitiva e tribal e entre FINALMENTE na sociedade contemporânea, na qual a máxima é “todos são iguais perante a lei, inclusive o Maluf, o Temer, o Aécio e o Lula, mesmo sendo guerreiro do povo brasileiro”.

Faltam 9 dias para a queda da bastilha!

E o palácio de Versalhes está em chamas….

Ver Todos os artigos de Carlos Nepomuceno