s
Iscas Intelectuais
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil 741 – A cascata de disponibilidade
Café Brasil 741 – A cascata de disponibilidade
De quando em quando certos temas tomam a sociedade de ...

Ver mais

Café Brasil 740 – O tempo passou na janela
Café Brasil 740 – O tempo passou na janela
O tempo passou na janela. Você viu?

Ver mais

Café Brasil 739 – O deleite – Revisitado
Café Brasil 739 – O deleite – Revisitado
Hoje tratamos da importância de divertir-se enquanto ...

Ver mais

Café Brasil 738 – O encantador de Millennials
Café Brasil 738 – O encantador de Millennials
Todo mês, publicamos no Café Brasil Premium um ...

Ver mais

LíderCast 206 – Alessandro Loiola
LíderCast 206 – Alessandro Loiola
Médico, segunda aparição no LíderCast, por conta de seu ...

Ver mais

LíderCast 205 – Lorenzo Ridolfi
LíderCast 205 – Lorenzo Ridolfi
Um “nerd” fascinado por matemática e por big data, que ...

Ver mais

Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Nos 14 anos em que produzimos podcasts, esta talvez ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

A Dialética do Confinamento
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
O pensamento, como o próprio real, é dialético: a escolha de um caminho sempre revela mais sobre nós mesmos do que sobre a paisagem. A escuridão sempre ilumina o que está oculto na nossa alma. A ...

Ver mais

Prêmio Nobel de Economia 2020
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Nobel de Economia 2020 Um prêmio em consonância com seu tempo “A teoria dos leilões é uma das construções mais coletivas da teoria econômica, tendo recebido a contribuição de grande número de ...

Ver mais

A lição de Giordano
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O médico Joseph Giordano esperava um dia tranquilo de trabalho naquele longínquo 30 de março de 1981, como cirurgião-chefe da equipe de traumatologia da Universidade George Washington, situado na ...

Ver mais

Em pauta, a verdade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Em pauta, a verdade “O mundo do século XXI remete aos navegadores que conquistaram novas terras no século XVI: eles sabiam onde estavam e tinham apenas uma pálida indicação de onde chegariam. ...

Ver mais

Cafezinho 327 – A cascata da disponibilidade
Cafezinho 327 – A cascata da disponibilidade
Como funciona uma cadeia de eventos que pode provocar ...

Ver mais

Cafezinho 326 – O atalho
Cafezinho 326 – O atalho
Enriquecer seu processo de julgamento e tomada de decisão

Ver mais

Cafezinho 325 – Os 35 MLA
Cafezinho 325 – Os 35 MLA
Demos a largada num projeto ambicioso que chamamos de ...

Ver mais

Cafezinho 324 – A regra das 48 horas
Cafezinho 324 – A regra das 48 horas
Quando chega uma notícia bombástica, eu só me pronuncio ...

Ver mais

Não se iludam

Não se iludam

Labi Mendonça - Iscas Anarquiscas -

SOMOS TODOS HONESTOS?

BRASIL SOMOS TODOS

BRASIL SOMOS TODOS


Não se iludam, tudo tem uma origem, um motivo, uma gênese.

Escuto e leio depoimentos indignados, daqueles que julgam serem os baluartes da probidade e da retidão… Vejo tantas pessoas acreditando que são isentos de qualquer culpa, modelos de honestidade e de decência… Os errados são os outros, sempre.
Não-se-iluda
A grande maioria das pessoas, se mostra revoltada com a desonestidade, com a corrupção, com a falta de caráter, e com facilidade, jogam a culpa em alguém, no governo, nos outros.
Praticamente ninguém se coloca no meio, como mais um dos que estão fazendo parte desse processo. Ninguém diz que tem uma parcela de culpa nisso!

Culpa desse povo!

Culpa desse povo!


“Que é isso? Sou honesto! Pago minhas contas! Não engano ninguém! Não roubo nem desvio! Não corrompo! Não…” Escutei muitas vezes.
Mas eu imagino que são muitos desses os que “sonegam” fazendo uma declaração de imposto de renda de forma a pagar menos do que deveria, ou nem pagar… São muitos os que podendo, levam uma vantagem mesmo que prejudicando muitos outros, não obedecem leis, violam regulamentos, dão um “jeitinho” e enganam quando podem.
Quer mudar?

Quer mudar?


Aí eu me pergunto: Como julgar quando se sabe que temos a maioria de “aproveitadores”, oportunistas, enganadores, dupla-face, sonegadores, ilegais, foras das normas….
Quantos:
– Traindo seu cônjuge, e mentindo ou omitindo…
– Pisando na grama proibida…
– Ultrapassando na faixa contínua…
– Não declarando lucros…
– Estacionando onde não é permitido…
– Falando ao celular ao dirigir veículos…
– Tirando um proveito a mais quando não percebido…
– Trazendo o artigo comprado no exterior sem declarar na Alfândega…
– Não colocando zona azul no carro quando o fiscal não está…
– Colocando o primo ou o filho do amigo em vantagem numa situação de poder…
São muitas situações, pequenos e “inocentes” delitos, inúmeras as vezes em que o lado torto, a cultura do aproveitador, do fora-da-lei nos conduz, e nos induz a fazer o errado… Está na nossa genética? Na nossa cultura? Não sei…
SOMOS HONESTOS?

SOMOS HONESTOS?


O que eu sei, é que a realidade é assim… Portanto, me pergunto, com que direito essas pessoas vociferam contra os que são pegos em erro, os que estão corrompendo ou sendo corrompidos, levando vantagens em situações não lícitas, tirando proveito de alguma condição privilegiada?
Nossos políticos – nessa falsa e deformada democracia – são escolhidos pelo voto, e são os representantes legais e fiéis dessa sociedade que os pariu, que os embala, e que os condena quando não estão fazendo algo que seja do proveito daquele que está criticando e julgando.
Por isso, tenho ficado cada dia mais enojado, não com a descoberta dos podres que vão aparecendo nas investigações, pois eu sabia que eles existiam, não gosto disso, e não é surpresa, mas não tinha a informação de quanto, quem e onde, mas porque me admiro como é que os podres, rotos e sujos se arvoram a condenar os esfarrapados…
Não reconheço como sadia essa indignação da sociedade… Reconheço apenas como um interesse específico de estar contra um lado da questão, sem que o lado oposto esteja do lado certo… a tendência a jogar pedra e julgar, sem olhar para si, para seu próprio jeito de ser e agir…
acreditar basta?

acreditar basta?


Não me sinto feliz, nem também satisfeito ao escrever isto, e constatar tal realidade… Pelo contrário, lamento muito que assim seja… Mas não acho que seja culpa dos outros, eu acho que é culpa NOSSA, me incluo nessa grande massa da sociedade brasileira, que acha que está certa, fica admirada, indignada e enojada ao ver os podres aparecendo, mas também me coloco no meio daqueles que sabem e têm consciência de que tudo isso ocorre porque somos de certa forma, parecidos, até iguais, coniventes, cúmplices e/ou iludidos, já que pensamos que poderá ser diferente… Não dá para esperar nasceram cordeiros num rebanho de cabritos… Se é que me entendem…
oportunistas espertos?

oportunistas espertos?


O povo brasileiro é assim, nossa realidade é o retrato do que fazemos com nossa história e nossos atos… Lamentavelmente.
quer mudar? Comece!

quer mudar? Comece!

Ver Todos os artigos de Labi Mendonça