s
Iscas Intelectuais
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Tenho feito uma série de lives que chamei de ‘Bora pra ...

Ver mais

Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Outro daqueles acidentes estúpidos vitimou mais uma ...

Ver mais

Café Brasil 795 – A Black Friday
Café Brasil 795 – A Black Friday
Uma vez ouvi que a origem do apelido Black Friday seria ...

Ver mais

Café Brasil 794 – O Paradoxo da Tolerância
Café Brasil 794 – O Paradoxo da Tolerância
Eu acho que você concorda que para ter uma sociedade ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Quadrinhos em alta
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Quadrinhos em alta Apesar do início com publicações periódicas impressas para públicos específicos, as HQs não se limitam a atender às crianças. Há quadrinhos para adultos, de muita qualidade, em ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)
Alexandre Gomes
Antes de tratar das regras da divisão lógica – que parece ser mais importante saber os tipos de divisão lógica – será útil revisar algumas coisas para entender as regras. Lembra dos ...

Ver mais

Simplificar é confundir
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Alexis de Tocqueville escreveu que “uma idéia falsa, mas clara e precisa, tem mais poder no mundo do que uma idéia verdadeira, mas complexa”.   Tocqueville estava certo. Em todos os ...

Ver mais

País de traficantes?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não é segredo que o consumo de drogas é problema endêmico no País, bem como o tráfico delas. O Brasil não apenas recebe toneladas de lixo aspirável ou injetável para consumo interno, como ainda ...

Ver mais

Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
A baixa cultura faz crescer a bunda, melhorar o ...

Ver mais

Cafezinho 440 – Alta e baixa cultura
Cafezinho 440 – Alta e baixa cultura
Baixa cultura é aquela que me faz bater o pé, mexer a ...

Ver mais

Cafezinho 439 – O melhor investimento da Black Friday
Cafezinho 439 – O melhor investimento da Black Friday
Uma coisa é comprar um televisor. Outra é adquirir cultura!

Ver mais

Cafezinho 438 – O homem cordial
Cafezinho 438 – O homem cordial
Brasileiro Cordial é aquele que age conforme a emoção, ...

Ver mais

O boom no turismo regional pós coronavírus

O boom no turismo regional pós coronavírus

Michel Torres -

Estratégias para diferenciação e melhor aproveitamento da imensa demanda por hotéis e pousadas

Um detalhe sobre a pandemia do coronavírus em curso é que as áreas com focos concentrados são chamadas de pontos quentes – que é exatamente a mesma denominação que a indústria de viagens utiliza (ou utilizava) para se referir aos destinos mais procurados. Esse paralelo bastante desconfortável nos lembra que as viagens, num contexto global, possibilitaram a propagação do vírus de uma forma historicamente sem precedentes. Acredito que no momento poucos irão desejar ir para os chamados pontos quentes numa viagem de lazer ou férias enquanto a situação não estiver plenamente sob controle, principalmente trajetos por avião e viagens internacionais. Além do próprio coronavírus, é normal temermos as restrições, dificuldades e atrasos nos aeroportos.

Isso leva nossa atenção ao turismo doméstico e de um modo ainda mais específico ao turismo regional – aquele que fazemos de carro com nossa família ou amigos. E é normal que tenhamos preferência nesse momento por viajar dessa forma, pois simplesmente somos muito mais autossuficientes quando viajamos assim. Isso traz uma grande oportunidade e desafio para os hoteleiros e negócios relacionados ao turismo, pois a demanda será grande e exigente!

Selecionei algumas recomendações de comunicação e marketing para os hotéis e pousadas:

1) Comunique de forma clara todas as ações de segurança e higiene que seu local vem tomando em relação ao coronavírus. Atualize o website e redes sociais.

Não basta fazer, é importante que isso fique claro para os hóspedes. Inclua todas as ações e regras no website, redes socias e deixe afixado em locais estratégicos no local.

2) Tire proveito da tecnologia para melhorar ainda mais a noção de segurança. Inclua formulários eletrônicos no site.

Check-in eletrônico programado para evitar aglomerações – pode parecer absurdo mas muitos locais ainda pedem para os hóspedes preencherem fichas à caneta e é comum vermos 20 ou 30 pessoas ao mesmo tempo nas recepções, ao passo que bastaria enviar um formulário eletrônico para o hóspede preencher calmamente, informando um horário aproximado para sua chegada, quando um funcionário do local faria as devidas verificações e condução ao quarto.

Mais, envie avisos entre a reserva e o check-in informando o hóspede da melhor maneira sobre todos os procedimentos e regras. As pessoas estão muito mais abertas e compreensivas por conta da pandemia, mas é arcaico preferir constrangê-las com abordagens que poderiam ter sido evitadas com uma comunicação de qualidade.

3) Faça agendamentos eletrônicos para o café da manhã para garantir o melhor atendimento e evitar aglomerações.

Foi-se o tempo em que as pessoas esperavam cafés da manhã com centenas de opções. Procure saber as preferências dos seus hóspedes e tente agrupá-los em horários de modo a evitar filas e proximidade indesejada. Eles irão apreciar seu cuidado em oferecer alimentos frescos e mais segurança para eles.

4) Utilize o conteúdo gerado pelos hóspedes para incrementar o site e utilizar nas redes sociais. Saiba quem são e interaja com eles.

É certo que as pessoas adoram registrar momentos felizes. Crie ambientes que gerem boas fotos e se empenhe em ajudar seus hóspedes a terem experiências positivas ao longo de toda estadia, estejam eles dentro ou fora de seu hotel ou pousada.

Incremente seu banco de dados de modo a saber quem são seus hóspedes e interaja com eles de modo atencioso e conveniente.

5) Entenda como a ocupação do hotel ou pousada variam ao longo do ano e crie condições para se manter em uma boa posição

As pessoas têm hábito de viajar em épocas parecidas, mas você pode fazer uso de informação de qualidade para gerar ações que proporcionem que elas o façam ao longo de todo ano. Costure parcerias na cidade de modo a permitir que os hóspedes fiquem felizes com suas estadias. Gastronomia, eventos, aventuras… tudo agrega na experiência que eles terão e isso partir de seu hotel ou pousada proporcionará uma memória afetiva de valor inestimável para sua marca.

A indústria do turismo passou certamente pelo maior desafio das últimas décadas, mas é forte o bastante para superar. Esteja atento as possibilidades tecnológicas e agregue diferenciação à sua marca.

Ver Todos os artigos de Michel Torres