s
Iscas Intelectuais
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 792 – Solte o belo!
Café Brasil 792 – Solte o belo!
A beleza existe? Ou é só coisa da nossa cabeça? E se ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Enquanto isso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Em setembro do ano passado o STF julgou um processo muito interessante, sobre a propriedade do Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Foi decidido que o palácio pertence ...

Ver mais

Agronegócio, indústria e mudança de mindset
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Agronegócio, indústria e mudança de mindset “Quando adotamos um mindset, ingressamos num novo mundo. Num dos mundos – o das características fixas –, o sucesso consiste em provar que você é ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
O ser humano, naturalmente, só confia em membros de sua ...

Ver mais

Cafezinho 427 – Política e histeria
Cafezinho 427 – Política e histeria
A histeria política é sintoma da perda total do ...

Ver mais

O Buk apareceu!

O Buk apareceu!

Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas -

Dilma Roskoff, a demitida, é imbatível – consegue ser ignorante em qualquer assunto, mesmo nos que ela diz dominar. Bom, nada a estranhar em alguém que falsificou o próprio currículo, inventando mestrados e doutorados que nunca existiram. Sem contar suas expressões em Dilmês, Portunhol e Portinglês de fazer chorar. Realiza a façanha de dizer asneiras em três dialetos que só ela entende.

Em 2014, no leste da Ucrânia, um jato comercial da Malaysia Airlines foi abatido por um míssil do sistema autopropulsado Buk, modelo M1 terra-ar, de fabricação russa, matando todos os 298 passageiros e tripulantes. Depois de anos de investigação, as suspeitas iniciais se revelaram corretas: O míssil foi disparado por separatistas ucranianos pró-Rússia; os russos simplesmente invadiram e ocuparam o leste da Ucrânia, armaram seus mercenários e tomaram posse daquilo como se fosse seu quintal.

Os ucranianos sofreram o diabo na ocupação; houve mortes, tortura, fome, tudo de ruim que a guerra traz. Culminou com o abate da aeronave civil. Detalhes do relatório do assassinato em massa: http://veja.abril.com.br/mundo/missil-russo-derrubou-o-voo-mh17-diz-relatorio-final/

Os russos, claro, sempre negaram tudo; imagina, não foi um míssil que derrubou o aviãozóviski, nyet, gentski. Devem ter aprendido com Lula.

Até aí, nada demais; soviéticos/russos sempre negaram todos os seus genocídios, desde os expurgos stalinistas, e mesmo a estreita sociedade com Hitler durante dois anos, com o pacto Ribbentrop-Molotov. Enfim: Putin e sua gangue seguem a cartilha de cinismo marxista-leninista que envenenou meio mundo. A diferença fundamental entre o atual governo russo e os demais países europeus invadidos pelo comunismo, é que nestes, mesmo em antigos componentes da ex-URSS, a cúpula criminosa (ditadores, polícias políticas, polícias secretas, órgãos repressores, campos de trabalhos forçados, locais de tortura, espiões do povo) foram julgados e presos. O sistema repressivo foi desmantelado em todos esses lugares, menos na Rússia. Não por acaso, o atual todo-poderoso lá, desde 1999, é um ex-agente do KGB, Vladimir Vladimirovitch Putin, amiguinho de Dilma.

Ah sim, Dilminha, a gênia: Cobrada pela imprensa internacional pelo silêncio obsequioso nos dias seguintes á tragédia, quando o mundo todo exigia explicações de Moscou, a demitida fez o impensável. Antes mesmo que os próprios russos começassem a inventar desculpas para o crime, a doida pulou na frente com uma teoria conspiratória de fazer paranoico chorar sentado na calçada: Ela, que não sabe diferenciar um estilingue de um canhão, começou a dar aula sobre sistemas de mísseis Buk a jornalistas estrangeiros, e levantou a suspeita de que, na verdade, fora uma tentativa frustrada dos maldosos ucranianos de matar covardemente Putin, visto que, segundo a comedianta, “o avião do prisidenti Púti tinha cabado di passá lá”. Crendeuspai. Pelamor. Taspariu. A insanidade foi motivo de riso para todos que usam o cérebro. O vídeo é imperdível: http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/a-espetacular-descoberta-de-dilma-o-missil-foi-disparado-pelo-governo-da-ucrania-para-derrubar-o-aviao-do-companheiro-putin/comment-page-2/

Lula, Dilma e sua corja nunca lucraram nada ao defender Putin; fazem-no pelo simples prazer sórdido de ser antiamericanos. Simplesmente ridículo.

O passado encontra o presente; da mesma forma que a Rússia não limpou seu governo de bandidos dos tempos soviéticos, no dia em que forem descobertos os verdadeiros responsáveis pelo assassinato dos 298 civis o resultado será exatamente o mesmo: Ninguém será julgado, ninguém responderá pelo crime.

Ao menos aqui estamos depurando o País da quadrilha lulista; a cadeia, a fila do desemprego, o ostracismo e a repulsa pública são o futuro dessa gente podre. Lá, a coisa vai continuar bem ruim. Parafraseando Garrincha, que perto de Dilma era PhD em antropologia e política internacional, faltou combinar com os russos. Até pra mentir.

Ver Todos os artigos de Fernando Lopes