Iscas Intelectuais
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Empatia positiva. Saborear a sensação boa do outro não ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

O pensamento binário

O pensamento binário

Jota Fagner - Origens do Brasil -

Enquanto conversava com alguns colegas do mestrado, durante as últimas semanas, me dei conta de que educação formal não é garantia de argumentação racional. Nós, seres humanos – em especial os latinos -, somos muito emotivos em tudo que fazemos. Nosso raciocínio tende a ser simplificado, e isso está na história do Brasil. Fico na vontade de dizer que a internet só deixou tudo isso mais evidente, mas ninguém aguenta mais esse papo. Nem eu.

Uma das coisas que mais gosto nos blogs como ferramentas de comunicação é o fato de o blogueiro, na maioria das vezes, tomar partido explicitamente sobre um assunto. Na mídia impressa ainda paira aquele simulacro de isenção. Nem sempre fica claro o motivo daquele discurso. Na internet essas coisas costumam ser mais explícitas.

O custo a se pagar por essa honestidade vinda dos blogs é a quantidade de lixo que pulula a rede. E aí entra uma questão delicada, que é o tratamento, quase religioso, que as pessoas têm prestado aos seus respectivos partidos.

Depois de inúmeros escândalos contra o grupo que está no poder, a principal argumentação de defesa é que os outros também faziam.

Sendo muito sincero: não duvido. Acho que deveria ser investigado ponto a ponto. O político que fosse comprovadamente corrupto, deveria ser punido dentro dos rigores da lei. Mas, eu pergunto, isso minimiza o que já se provou até agora sobre o PT? Devemos deixar de investigar todo esse mar de lama por que os partidos anteriores seriam, supostamente, tão culpados quanto?

Será que o raciocínio do brasileiro não vai além desse jogo binário? Que a oposição esteja fazendo oposição não é nenhuma novidade. É para isso que ela existe. Não preciso lembrar de todo escarcéu que o Partido dos Trabalhadores sempre fez. Chegaram ao ponto de ser contra o Plano Real e saíram às ruas com faixas escritas “Fora FHC!” duas semanas após Fernando Henrique assumir o mandato. Na época isso era considerado manifestação democrática.

Não gosto do PT e nunca escondi isso. Mas não sou a favor do impeachment. Acho que a presidente deve cumprir seu mandato até o final, mesmo sabendo que ela já não consegue mais governar porque não tem o apoio da maioria do Senado. No entanto, ainda estamos num país democrático. Quem quiser se manifestar tem pleno direito. Isso deixa claro como somos complexos.

“Ah, mas Aécio é corrupto!”, dirá alguém. Que se investigue. Se algo for comprovado, que ele seja punido. Acredito que esse é o papel da oposição: se você tem provas contra Aécio, ou quem quer que seja, denuncie. Vá até a justiça, apresente as provas, cobre uma atitude. Nada disso é argumento para parar a investigação da Lava a Jato. Se as oposições fizerem seus respectivos trabalhos, o Brasil só tem a ganhar. Os criminosos irão para a cadeia, independentemente dos partidos, e os próximos que assumirem os cargos pensarão duas vezes antes de cometer algum desvio.

O que não pode continuar é essa idolatria pelos partidos, como se eles não fossem compostos por seres humanos, falhos como eu e você. Não importa a sigla. Sem uma oposição que cobre quem estiver no poder, os desvios serão cada vez piores.

Pense nisso.

Ver Todos os artigos de Jota Fagner