s
Iscas Intelectuais
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Isolamento social, ideologia e privilégio de classe
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
A linguagem é dialética. Para apreender toda a extensão do que é dito, é preciso captar não só o seu significado explícito, mas também o que se oculta. Todos sabemos: em período de pandemia, é ...

Ver mais

Polêmica indesejável
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Polêmica indesejável “Eu sou o que me cerca. Se eu não preservar o que me cerca, eu não me preservo.” José Ortega y Gasset A aprovação do marco regulatório do saneamento pelo Senado, no dia 24 de ...

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Cafezinho 298 – Jogando luz sobre a incerteza
Cafezinho 298 – Jogando luz sobre a incerteza
Os dias de incertezas que hoje vivemos, estão repletos ...

Ver mais

Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Empatia positiva. Saborear a sensação boa do outro não ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

O que esperar das lideranças em 2015?

O que esperar das lideranças em 2015?

Waleska Farias - Iscas Liderança -

Um novo ano, velhas demandas e a esperança de um novo perfil de líderes como solução.

As últimas eleições e relatos da mídia evidenciaram que a falta de preparo e decoro de um líder, independente do segmento onde atue, pode resultar em desmotivação e indignação.
No mercado corporativo a dinâmica não é muito diferente.

Nas empresas os problemas de sempre: sobram vagas, faltam líderes e perdem-se pessoas. Líderes e liderados se revezam no papel de culpado e vítima, contracenando o indigesto “quem pode manda quem tem juízo obedece” frente à dificuldade de estabelecer uma interface honesta que garanta a sustentabilidade da relação líder/colaborador.

É necessário o entendimento de que a liderança não se reduz apenas à convenção de um título ou posição, mas, sim, à soma de determinadas habilidades exercidas por alguém que – por nutrir interesse genuíno por pessoas – através do próprio exemplo, exerce influência, conquista admiração e respeito e desperta o desejo de ser seguido.

Um líder por princípio deve ser honesto na qualidade de ser verdadeiro e leal com aqueles a quem se dispôs liderar. Fica cada vez mais óbvio que a credibilidade das lideranças organizacionais está pautada nos valores e princípios daqueles que tomam pra si a missão de liderar pessoas. Talento e experiência podem ser desenvolvidos. Já ética e caráter é outra história.

Quantos líderes sendo simples são sábios, enquanto outros tão bem formados e informados mostram-se simplórios na condição de liderar pessoas. Nenhum diferencial de estudo ou chancela acadêmica fará de alguém um líder integral sem que ele tenha as qualidades naturais de um e o firme propósito de estreitar pontes e diminuir distâncias, promovendo o desenvolvimento contínuo e o engajamento de seus liderados.

Alguém que queira tornar-se um bom líder entende que a sua capacidade de realização vai além das suas chancelas e do seu conhecimento técnico, pois depende muito mais da sua habilidade em apoiar e integrar as pessoas. Afinal, estratégias são ótimas ideias, mas sem pessoas para executá-las jazem na memória. Pessoas são essenciais, portanto desenvolve-las deve ser a prioridade do gestor e a uma ação consistente da empresa.

O bom ser humano necessariamente precede o bom líder. Trata-se de uma consciência a ser conquistada no processo de gestão de pessoas. Não se pode pretender dividir o indivisível. Na condição humana é impossível dissociar o ser pessoal do ser profissional. Diante de uma pessoa, independente da sua posição ou profissão, é preciso enxergá-la como tal. “Quer tornar-se um bom líder? Comece por tornar-se uma pessoa melhor.”

Waleska Farias
Coaching, Gestão de Carreira & Imagem

 

Ver Todos os artigos de Waleska Farias