Iscas Intelectuais
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

O Terrorista

O Terrorista

Jorge De Lima - Iscas Olhos&Alma -

Quem hoje em dia pode ser considerado terrorista? Quem mata mais, o homem bomba ou o político que desvia milhões para enriquecimento ilícito? O que explode a redação de um jornal ou o que desvia milhões de um serviço de saúde como o rombo feito no hospital do Câncer em Goiânia? Qual é a pior praga de nossa época? Estes dias a cidade Luz foi abalada por uma série de atentados feitos pelo terrorismo.Vi uma imensa comoção popular e da imprensa na discussão clássica em sobreposição de valores no jogo de mídia. Vamos fechar as fronteiras, vamos combater o inimigo, vamos impor novas regras e dificultar para dar cidadania aos imigrantes, um discurso bem convincente a um país que enfrenta uma imensa problemática de desemprego, realidade da França. Mas isto não vai funcionar por que os terroristas assassinados são cidadãos franceses, que viviam legalmente no país, extremistas capitados pelo fanatismo de vertente religiosa, que podem tudo em nome de “Deus”. Quem é este bandido? Por que tanto ódio, tanto desejo de vingança? Quem é este inimigo que mora ao lado de sua casa e que anda nas ruas como você? O terrorismo é a meu ver um braço doentio do fanatismo que por aqui sobra, existe aos milhares. Os cegos que idolatram uma ideologia política galgada na corrupção, que discursam moralidade e ética enquanto que nos bastidores se alimentam do desvio de verbas é um bom exemplo. O fanatismo é tamanho que seu crime é o suicídio ideológico, muitos estão com a corda no pescoço após terem elegido um governo de “esquerda” e que em dois meses após o pleito, aparece uma outra realidade com um governo de centro direita com amplo emprego de medidas neo liberais com corte de direitos trabalhistas. Fundamentalismo que distorce a realidade que apregoa a tentativa de censura e cerceamento da livre expressão apregoadas? Se não entende o que digo tente dialogar com um extremista partidário e tente lhe mostrar nossa realidade e veja o que ocorre? O fanático jamais percebe o que existe além de suas crenças, e por ela mata e morre. Distorce com fervor a realidade em que vive em nome de seu ideal, mesmo que ele não exista. O extremismo e o fanatismo são o mesmo braço da incoerência, da ruptura de ideologia, do tornar lícito o ato: da violência, da corrupção, da ditadura, da agressão, da mentira, da ruptura ideológica. Alguns matam em nome de Deus outros em nome de uma carteira cheia, uns com armas e tiros outros com contratos e canetas. Por aqui nossos terroristas usam barba, ternos, gravatas, tem vida suntuosa, embora apregoem a divisão igualitária das riquezas… suntuosidade socialista? Ou comunismo bancário? Para qual divindade reza este fanático que diz uma coisa e faz outra?

Ver Todos os artigos de Jorge De Lima