s
Iscas Intelectuais
Semana Café Brasil 25/07/20 a 31/07/20
Semana Café Brasil 25/07/20 a 31/07/20
Atividades no Ecossistema Café Brasil de 25/07/20 a 31/07/20

Ver mais

Participe da Semana da Produtividade – 27 a 30/7
Participe da Semana da Produtividade – 27 a 30/7
Quatro aulas gratuitas sobre Produtividade que ...

Ver mais

Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Café Brasil 730 – Um massacre cultural revisitado
Café Brasil 730 – Um massacre cultural revisitado
Você acha que a música popular brasileira acabou, hein? ...

Ver mais

Café Brasil 729 – Cala Boca Zebedeu
Café Brasil 729 – Cala Boca Zebedeu
Se você está feliz porque estão sendo caladas as vozes ...

Ver mais

Café Brasil 728 – Saindo do armário Político
Café Brasil 728 – Saindo do armário Político
Já se sentiu perseguido ou discriminado por conta de ...

Ver mais

Café Brasil 727 – A nova Inquisição
Café Brasil 727 – A nova Inquisição
Houve um tempo em que a censura vinha do Estado ...

Ver mais

Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Nos 14 anos em que produzimos podcasts, esta talvez ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

Minha viagem pela Economia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Minha viagem pela Economia “Mais importante que as riquezas naturais são as riquezas artificiais da educação e tecnologia.” Roberto Campos Em março de 1974 embarquei numa viagem na estação ...

Ver mais

Cloroquina. Ou: Da necessidade da Filosofia
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
“Eu tomei cloroquina e fiquei curado”. Quantas vezes não ouvimos ou lemos alguém dizendo isso? Não duvido: muitos devem ter superado o Covid após o uso da cloroquina. Isso significa ...

Ver mais

Um sentido para a vida
Jota Fagner
Origens do Brasil
Esta semana eu completo 41 voltas em torno do Sol. Confesso que nunca entendi o motivo de se parabenizar alguém que faz aniversário. Parabéns pelo quê? Por continuar vivo? Como se pudéssemos ...

Ver mais

A real história do Plano Real
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A real história do Plano Real Uma moeda cunhada no consenso democrático Jovens nascidos neste século dificilmente podem compreender o que era viver no Brasil nas últimas duas décadas do século ...

Ver mais

Cafezinho 307 – O Otário
Cafezinho 307 – O Otário
Quase não há mais espaço para o deleite.

Ver mais

Cafezinho 306 – Sem treta
Cafezinho 306 – Sem treta
Empatia com quem produz o conteúdo que você curte

Ver mais

Cafezinho 305 – Rabo e perna 2
Cafezinho 305 – Rabo e perna 2
Bote sua energia em mudar a realidade para outra ...

Ver mais

Cafezinho 304 – (in)Tolerância
Cafezinho 304 – (in)Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?

Pandemia ou misantropia?

Filipe Aprigliano - Iscas do Apriga -

O maior problema dessa pandemia não é a desinformação, não é o desconhecimento sobre as minúcias, origem ou impacto do vírus. O grande e maior problema de todos, é essa irrefreável e constante exigência de que as pessoas respondam ao problema de forma homogênea. E ainda pior, a facilidade com que as pessoas aceitam o subjugo de novas normas arbitrárias para as suas vidas.

 

Quando temos um problema complexo como esse para resolver, além das capacidades de um único ser humano avaliar as variáveis envolvidas, precisamos terceirizar o bom senso. Permitir que as pessoas decidam por si mesmas as prioridades. Precisamos deixar que as melhores soluções se provem no mundo real, e não em gráficos e argumentos arrogantes de especialistas midiáticos, a maior parte deles sem a pele em risco.

 

Se o “novo normal” da humanidade será adotar uma solução padronizada para qualquer desafio global, já podemos nos preparar para o nosso extermínio. Nossa evolução e histórico de anti-fragilidade sempre foi fruto da nossa luta pela liberdade de escolha e pensamento.

 

Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão de cada indivíduo. E mais importante que um consenso sobre a melhor forma de resolver uma pandemia, é manter o direito das pessoas de enfrentá-la segundo seu próprio julgamento, assumindo voluntariamente os riscos de suas decisões.

 

A catástrofe gerada, não pelo vírus, mas pelo ensejo autoritário e atrapalhado dos governos ao redor do mundo, já é uma realidade, não tem mais retorno. Ainda assim um aprendizado importante se mostra possível.

 

Da minha parte não haverá “novo normal”, somos os mesmos humanos de sempre, com as mesmas mazelas e virtudes. Não estamos aqui para aceitar bovinamente qualquer regra vomitada pelo governo, ainda mais regras que não ofereçam margem para as pessoas buscarem alternativas para a sua sobrevivência.

 

Eu sugiro que todos tirem a cabeça do buraco e comecem a remar, porque esse barco está prestes a enfrentar a maior tempestade de nossas vidas: uma crise econômica, social e política sem precedentes, de escala global, e que é fruto da nossa própria incapacidade de perceber o valor da liberdade.

Ver Todos os artigos de Filipe Aprigliano