s
Iscas Intelectuais
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil 741 – A cascata de disponibilidade
Café Brasil 741 – A cascata de disponibilidade
De quando em quando certos temas tomam a sociedade de ...

Ver mais

Café Brasil 740 – O tempo passou na janela
Café Brasil 740 – O tempo passou na janela
O tempo passou na janela. Você viu?

Ver mais

Café Brasil 739 – O deleite – Revisitado
Café Brasil 739 – O deleite – Revisitado
Hoje tratamos da importância de divertir-se enquanto ...

Ver mais

Café Brasil 738 – O encantador de Millennials
Café Brasil 738 – O encantador de Millennials
Todo mês, publicamos no Café Brasil Premium um ...

Ver mais

LíderCast 206 – Alessandro Loiola
LíderCast 206 – Alessandro Loiola
Médico, segunda aparição no LíderCast, por conta de seu ...

Ver mais

LíderCast 205 – Lorenzo Ridolfi
LíderCast 205 – Lorenzo Ridolfi
Um “nerd” fascinado por matemática e por big data, que ...

Ver mais

Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Nos 14 anos em que produzimos podcasts, esta talvez ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

A Dialética do Confinamento
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
O pensamento, como o próprio real, é dialético: a escolha de um caminho sempre revela mais sobre nós mesmos do que sobre a paisagem. A escuridão sempre ilumina o que está oculto na nossa alma. A ...

Ver mais

Prêmio Nobel de Economia 2020
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Nobel de Economia 2020 Um prêmio em consonância com seu tempo “A teoria dos leilões é uma das construções mais coletivas da teoria econômica, tendo recebido a contribuição de grande número de ...

Ver mais

A lição de Giordano
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O médico Joseph Giordano esperava um dia tranquilo de trabalho naquele longínquo 30 de março de 1981, como cirurgião-chefe da equipe de traumatologia da Universidade George Washington, situado na ...

Ver mais

Em pauta, a verdade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Em pauta, a verdade “O mundo do século XXI remete aos navegadores que conquistaram novas terras no século XVI: eles sabiam onde estavam e tinham apenas uma pálida indicação de onde chegariam. ...

Ver mais

Cafezinho 329 – Nós temos a força
Cafezinho 329 – Nós temos a força
Cada um de nós, consumidores dos produtos culturais, ...

Ver mais

Cafezinho 328 –
Cafezinho 328 –
Esta semana lançamos a 16ª temporada do Lídercast, um ...

Ver mais

Cafezinho 327 – A cascata da disponibilidade
Cafezinho 327 – A cascata da disponibilidade
Como funciona uma cadeia de eventos que pode provocar ...

Ver mais

Cafezinho 326 – O atalho
Cafezinho 326 – O atalho
Enriquecer seu processo de julgamento e tomada de decisão

Ver mais

Pandemia ou misantropia?

Pandemia ou misantropia?

Filipe Aprigliano - Iscas do Apriga -

O maior problema dessa pandemia não é a desinformação, não é o desconhecimento sobre as minúcias, origem ou impacto do vírus. O grande e maior problema de todos, é essa irrefreável e constante exigência de que as pessoas respondam ao problema de forma homogênea. E ainda pior, a facilidade com que as pessoas aceitam o subjugo de novas normas arbitrárias para as suas vidas.

 

Quando temos um problema complexo como esse para resolver, além das capacidades de um único ser humano avaliar as variáveis envolvidas, precisamos terceirizar o bom senso. Permitir que as pessoas decidam por si mesmas as prioridades. Precisamos deixar que as melhores soluções se provem no mundo real, e não em gráficos e argumentos arrogantes de especialistas midiáticos, a maior parte deles sem a pele em risco.

 

Se o “novo normal” da humanidade será adotar uma solução padronizada para qualquer desafio global, já podemos nos preparar para o nosso extermínio. Nossa evolução e histórico de anti-fragilidade sempre foi fruto da nossa luta pela liberdade de escolha e pensamento.

 

Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão de cada indivíduo. E mais importante que um consenso sobre a melhor forma de resolver uma pandemia, é manter o direito das pessoas de enfrentá-la segundo seu próprio julgamento, assumindo voluntariamente os riscos de suas decisões.

 

A catástrofe gerada, não pelo vírus, mas pelo ensejo autoritário e atrapalhado dos governos ao redor do mundo, já é uma realidade, não tem mais retorno. Ainda assim um aprendizado importante se mostra possível.

 

Da minha parte não haverá “novo normal”, somos os mesmos humanos de sempre, com as mesmas mazelas e virtudes. Não estamos aqui para aceitar bovinamente qualquer regra vomitada pelo governo, ainda mais regras que não ofereçam margem para as pessoas buscarem alternativas para a sua sobrevivência.

 

Eu sugiro que todos tirem a cabeça do buraco e comecem a remar, porque esse barco está prestes a enfrentar a maior tempestade de nossas vidas: uma crise econômica, social e política sem precedentes, de escala global, e que é fruto da nossa própria incapacidade de perceber o valor da liberdade.

Ver Todos os artigos de Filipe Aprigliano