s
Iscas Intelectuais
Semana Café Brasil 25/07/20 a 31/07/20
Semana Café Brasil 25/07/20 a 31/07/20
Atividades no Ecossistema Café Brasil de 25/07/20 a 31/07/20

Ver mais

Participe da Semana da Produtividade – 27 a 30/7
Participe da Semana da Produtividade – 27 a 30/7
Quatro aulas gratuitas sobre Produtividade que ...

Ver mais

Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Café Brasil 730 – Um massacre cultural revisitado
Café Brasil 730 – Um massacre cultural revisitado
Você acha que a música popular brasileira acabou, hein? ...

Ver mais

Café Brasil 729 – Cala Boca Zebedeu
Café Brasil 729 – Cala Boca Zebedeu
Se você está feliz porque estão sendo caladas as vozes ...

Ver mais

Café Brasil 728 – Saindo do armário Político
Café Brasil 728 – Saindo do armário Político
Já se sentiu perseguido ou discriminado por conta de ...

Ver mais

Café Brasil 727 – A nova Inquisição
Café Brasil 727 – A nova Inquisição
Houve um tempo em que a censura vinha do Estado ...

Ver mais

Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Nos 14 anos em que produzimos podcasts, esta talvez ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

Minha viagem pela Economia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Minha viagem pela Economia “Mais importante que as riquezas naturais são as riquezas artificiais da educação e tecnologia.” Roberto Campos Em março de 1974 embarquei numa viagem na estação ...

Ver mais

Cloroquina. Ou: Da necessidade da Filosofia
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
“Eu tomei cloroquina e fiquei curado”. Quantas vezes não ouvimos ou lemos alguém dizendo isso? Não duvido: muitos devem ter superado o Covid após o uso da cloroquina. Isso significa ...

Ver mais

Um sentido para a vida
Jota Fagner
Origens do Brasil
Esta semana eu completo 41 voltas em torno do Sol. Confesso que nunca entendi o motivo de se parabenizar alguém que faz aniversário. Parabéns pelo quê? Por continuar vivo? Como se pudéssemos ...

Ver mais

A real história do Plano Real
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A real história do Plano Real Uma moeda cunhada no consenso democrático Jovens nascidos neste século dificilmente podem compreender o que era viver no Brasil nas últimas duas décadas do século ...

Ver mais

Cafezinho 307 – O Otário
Cafezinho 307 – O Otário
Quase não há mais espaço para o deleite.

Ver mais

Cafezinho 306 – Sem treta
Cafezinho 306 – Sem treta
Empatia com quem produz o conteúdo que você curte

Ver mais

Cafezinho 305 – Rabo e perna 2
Cafezinho 305 – Rabo e perna 2
Bote sua energia em mudar a realidade para outra ...

Ver mais

Cafezinho 304 – (in)Tolerância
Cafezinho 304 – (in)Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Quando improviso e criatividade se encontram

Quando improviso e criatividade se encontram

Mauro Segura - Transformação -

Semanas atrás rolou o IBM Leadership Experience. Duas cabeças privilegiadas estiveram conosco: Marcio Ballas (dramaturgo especializado na linguagem clown e improviso teatral) e Murilo Gun (pioneiro da internet e professor de criatividade).

Com o Murilo Gun aprendi que criatividade é a imaginação aplicada para resolver problemas. Aí ele sacou uma palavra que eu adorei: combinatividade, que é a capacidade de combinarmos coisas para propor algo novo. Ser criativo não é necessariamente inventar coisas, mas juntar coisas existentes para resolver algum problema ou criar algo diferente. E para isso você tem que aumentar seu arsenal de conhecimento, lendo coisas diferentes, conhecendo pessoas diferentes e se expondo a situações que você nunca vivenciou ou experimentou. Isso permite a você colocar elementos novos no seu baú de conhecimento para ter mais coisas para combinar depois. Adorei esse conceito!

Com o Marcio Ballas aprendi que a “arte” da improvisação exige conhecimento e preparação. Improvisação não é gambiarra, não é fazer de qualquer jeito e nem é fazer qualquer coisa. E não é uma questão de ser extrovertido. É questão de ser espontâneo e genuíno. Envolve também a capacidade de combinar coisas para gerar coisas novas. Ôpa, olha a criatividade do Murilo Gun aí. Quanto mais a gente estuda e se prepara, mais coisas colocamos dentro do nosso baú e, melhor, a gente consegue lidar com as surpresas e situações imprevisíveis. Em resumo, você melhor improvisa quando está melhor preparado.

E aqui, lindamente, sem me dar conta, eu aprendi que criatividade e improvisação se misturam. Não são coisas que caminham de forma paralela, mas juntas. Ao nos abrirmos para o desconhecido, desenvolvemos conhecimento sobre temas aos quais não nos expomos no cotidiano. Fazemos isso por meio do conteúdo que consumimos e dos relacionamentos que estabelecemos. Outra coisa que aprendi é que a nossa capacidade criativa é exercitável, ou seja, conseguimos treinar para ser mais criativos. Murilo Gun nos ensinou que podemos fazer isso por meio de pequenos momentos de nossa vida diária. Ele diz que nos aeroportos costuma comprar revistas diferentes, de temas que nunca teria interesse natural de ler. E brinca que comprou a revista Capricho e aprendeu com ela.

Nos eventos corporativos de que participo, frequentemente puxo conversa com desconhecidos que sentam ao meu lado. E, invariavelmente, conversamos sobre interesses nem sempre comuns, mas terminamos no final trocando contatos que, no futuro, poderão se transformar em relacionamentos e até negócios. Alguns colegas de trabalho comentam que nos eventos eu fico afastado deles, que às vezes desapareço… Mas o que estou fazendo é procurando conhecer pessoas novas e não ficar colado e próximo dos colegas de sempre. Eventos são sempre oportunidades maravilhosas para desenvolver relações. Se você fica com o seu bando, nada acontece.

No nosso cotidiano, improvisamos todos os dias para resolver problemas, desde a tempestade que inundou o bairro que moramos, ao filho que se recusa a comer brócolis. No trabalho, com tantas mudanças em curso, a começar pelas profissões, vivemos diariamente o desafio de encararmos situações não previstas e contextos novos. Quem já não viveu a realidade da empresa de reduzir investimento e despesas e agora todos têm que fazer mais com menos? Não existe manual que nos ensine como lidar com os desafios atuais. Ou seja, lidamos todos os dias com os imprevistos. Se tentarmos lidar com esses imprevistos usando as mesmas fórmulas conhecidas, será como colocar um quadrado dentro de uma bola… as coisas não encaixam. É por isso que as coisas emperram. É por isso que as organizações falam tanto em profissionais inovadores e criativos.

Com Murilo Gun e Marcio Ballas aprendi que a capacidade de encontrar saídas para os nossos problemas diários, cotidianos ou complexos, vem da nossa criatividade, que é dependente do nosso repertório de conhecimento e experiências passadas. De forma simples, a criatividade parece um Lego. Juntamos peças de conhecimento para montar novas soluções, combinamos poucas ou pequenas coisas para criar algo novo. Quanto mais conhecimento nós temos, mais peças de Lego. Quanto mais diversidade de conteúdo e relacionamentos nós temos, mais peças diferentes. Portanto, cuidemos do nosso Lego.

Ver Todos os artigos de Mauro Segura