Iscas Intelectuais
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Empatia positiva. Saborear a sensação boa do outro não ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Rebeliões das massas

Rebeliões das massas

Luiz Alberto Machado - Iscas Econômicas -

Rebeliões das massas

“Massa é todo aquele que não atribui a si mesmo um valor – bom ou mau – por razões especiais, mas que se sente ‘como todo mundo’ e, certamente, não se angustia com isso, sente-se bem por ser idêntico aos demais.”

José Ortega y Gasset

No último dia 5 de dezembro, o Espaço Democrático recebeu o especialista em relações internacionais Carlos Gustavo Poggio para um diálogo com seu corpo de consultores a respeito da proliferação de manifestações em curso pelo mundo.

Ele começou por identificar os países em que ocorrem ou ocorreram recentemente grandes manifestações: Hong Kong, França, Irã, Iraque, Egito, Síria, Líbano, Chile, Bolívia, Colômbia e Venezuela.

A seguir, levantou algumas características relevantes, entre as quais: não há relação entre elas, embora a rápida divulgação, disseminação e contágio sejam facilitados pela globalização; a motivação é distinta na maior parte dos casos (política, em umas, econômica, noutras, social, administrativa ou de governança em outras ainda); é difícil identificar uma liderança clara na maior parte delas; a mobilização é feita pelas redes sociais, a baixo custo e de forma impessoal.

Nessas condições, milhares de manifestantes aderem também de forma impessoal, sem necessidade de identificação aparente. Passam a fazer parte da massa, adotando posturas e praticando ações como se fossem líderes do movimento, porém ocultos na segurança do anonimato.

Voltei para casa naquele dia intrigado, pensando numa referência. No próprio dia, pensei no livro Ilícito, de Moisés Naím, que aborda o lado sujo da globalização, representado pelo crime organizado e pelos tráficos de gente, de armas e de drogas. Mas não fiquei satisfeito. Continuei intrigado, achando que deveria haver uma fonte melhor.

Dias depois identifiquei a fonte adequada. Trata-se de A rebelião das massas, do espanhol José Ortega y Gasset. Escrito em 1937, muito antes da internet, portanto, já identificava no fenômeno do “império das massas” o tipo de conduta que se vê nas manifestações.

O primeiro capítulo do livro dá uma ideia clara, feitas as devidas adaptações, de quão oportuna é a análise de Ortega y Gasset para descrever a atual realidade repleta de manifestações populares:

Há um fato que, seja para o bem ou para o mal, é o mais importante na vida pública europeia do momento. Esse fato é o advento das massas ao pleno poderio social. Como as massas, por definição, não devem nem podem dirigir sua própria existência, e muito menos reger a sociedade, a Europa enfrenta atualmente a crise mais grave que possa ser enfrentada por povos, nações ou culturas. Essa crise já aconteceu várias vezes no curso da história. Suas características e suas consequências já são conhecidas. Também já se conhece seu nome. Chama-se a rebelião das massas.

A meu juízo, este é um verdadeiro exemplo de genialidade: descrever com tanta antecedência e com tamanha precisão acontecimentos que só terão lugar muitos anos depois na história da humanidade.

Iscas para ir mais fundo no assunto

Referências bibliográficas

NAÍM, Moisés. Ilícito: o ataque da pirataria, da lavagem de dinheiro e do tráfico à economia global. Tradução de Sérgio Lopes. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

ORTEGA Y GASSET, José. A rebelião das massas. Tradução de Marylene Pinto Michael; revisão da tradução de Maria Estela Heider Cavalheiro. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

Ver Todos os artigos de Luiz Alberto Machado