s
Iscas Intelectuais
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 799 – Essa tal meritocracia
Café Brasil 799 – Essa tal meritocracia
Meritocracia, meritocracia... meritocracia... como tem ...

Ver mais

Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
O Café Brasil de hoje é a releitura de um programa de ...

Ver mais

Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Tenho feito uma série de lives que chamei de ‘Bora pra ...

Ver mais

Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Outro daqueles acidentes estúpidos vitimou mais uma ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 5 – Proposições e sua Expressão Gramatical (parte 1)
Alexandre Gomes
DEFINIÇÕES E DISTINÇÕES Proposição e relação de termos. A proposição AFIRMA uma relação de termos. Em uma estrutura de palavras compostas de: um sujeito, uma cópula e um predicado. Os termos ...

Ver mais

A catástrofe circular da escola brasileira
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
A catástrofe circular da nossa escola: temos professores de fraca formação acadêmica, com salários miseráveis. Eles oferecem aos seus alunos pouca cultura e, por isso, não os elevam acima da ...

Ver mais

Quadrinhos em alta
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Quadrinhos em alta Apesar do início com publicações periódicas impressas para públicos específicos, as HQs não se limitam a atender às crianças. Há quadrinhos para adultos, de muita qualidade, em ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)
Alexandre Gomes
Antes de tratar das regras da divisão lógica – pois pode parecer mais importante saber as regras de divisão que os tipos de divisão – será útil revisar alguns tópicos já tratados para ...

Ver mais

Cafezinho 444 – Congestão mental
Cafezinho 444 – Congestão mental
Quanto de alimento intelectual você consegue entuchar ...

Ver mais

Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
A sociedade norte americana está doente. E eles somos ...

Ver mais

Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
A cultura é boa porque influencia diretamente a forma ...

Ver mais

Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
A baixa cultura faz crescer a bunda, melhorar o ...

Ver mais

Tributo a Jaime Lerner

Tributo a Jaime Lerner

Luiz Alberto Machado - Iscas Econômicas -

Tributo a Jaime Lerner

Recebi, com enorme tristeza, a notícia do falecimento de Jaime Lerner, ocorrido em Curitiba, dia 27 de maio. Seu trabalho como urbanista é merecedor de reconhecimento tanto no Brasil como no exterior.

Arquiteto de formação, Lerner foi três vezes prefeito de Curitiba, ficando internacionalmente conhecido pelo projeto de planejamento urbano, com destaque para a implementação do sistema integrado de transporte público da capital paranaense, na década de 1970.

Seu principal legado foi a adoção do sistema de transporte de BRT, que instalou canaletas exclusivas para ônibus e terminais integrados pela cidade em 1974. Nos anos seguintes, o exemplo curitibano foi replicado em várias cidades do mundo. Uma das cidades que adotaram o sistema criado por Lerner foi Bogotá, onde o nome de Jaime Lerner é amplamente reverenciado.

Além do sistema de transporte de BRT, as gestões de Lerner na Prefeitura de Curitiba ficaram marcadas pela criação de parques arborizados pela cidade, como o Jardim Botânico e A Ópera de Arame, e o fechamento da Rua XV para carros.

Lerner foi governador do Paraná por duas vezes e à frente do governo estadual, desenhou o plano do Anel de Integração, que concedeu as principais rodovias do estado a empresas privadas para que os trechos fossem reformados. Os mandatos de Lerner também ficaram marcados pela privatização do Banestado e a tentativa de venda da Companhia Paranaense de Energia (Copel), que acabou não sendo privatizada por falta de compradores.

Filiado ao Democratas desde 1997, após divergência com Leonel Brizola, principal líder do PDT, Lerner encontrava-se afastado da vida pública. Numa de suas raras entrevistas recentes afirmou: “em termos políticos o que deveria existir é a boa convivência entre aqueles que não concordam, isso está difícil”. Na sequência, disse: “o que eu gostaria de ver é uma visão mais humana, mais próxima, não antagônica, espero que isso aconteça. Todas as cidades que têm apresentado crise nessa pandemia precisam ser repensadas com mais solidariedade”.

Embora afastado da vida político-partidária, continuava trabalhando ativamente no desenvolvimento de projetos de arquitetura e urbanismo para os setores público e privado de diversas cidades do Brasil e no exterior, como Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Florianópolis, Recife, Havana (Cuba), Caracas (Venezuela), Xangai (China), Lunda (Angola), Mazatlán (México) e Santiago de los Caballeros (República Dominicana).

Entre os temas sobre os quais deixou contribuição relevante estava o das cidades criativas. A esse respeito, dizia: “Embora nem todas as cidades sejam criativas, todas têm potencial para sê-lo”. Justificando tal afirmação, continua Lerner: “Para mim, a própria essência da cidade criativa depende de sua habilidade para construir um sonho coletivo e mobilizar os esforços de seus cidadãos para transformar esse sonho em realidade – um esforço que pode ser realizado por qualquer cidade, pequena ou grande”.

Em razão de sua brilhante trajetória, faço questão de deixar registrado meu tributo a Jaime Lerner.

 

 Iscas para ir mais fundo no assunto 

Referências bibliográficas e webgráficas 

BARAN, Katna e RIBEIRO, Tayguara. Morre aos 83 anos Jaime Lerner, urbanista de destaque e duas vezes governador do Paraná. Folha de S. Paulo, 28 de maio de 2021. Disponível em https://www1.folha.uol.com.br/poder/2021/05/morre-aos-83-anos-jaime-lerner-urbanista-de-destaque-e-duas-vezes-governador-do-parana.shtml.

LERNER, Jaime. Qualquer cidade pode ser criativa. Em REIS, Ana Carla Fonseca e KAGEYAMA, Peter (organizadores). Cidades criativas: perspectivas. São Paulo: Garimpo de soluções, 2011, pp. 38–43.

Ver Todos os artigos de Luiz Alberto Machado