Iscas Intelectuais
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Olha, os dias andam um saco! Todo mundo nervoso, ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

5 ações de marketing para ajudar a superar a crise do coronavírus
Michel Torres
Negócios em todo o mundo estão sentindo os efeitos da pandemia: menos clientes, menor receita e o medo de não ter condições de aguentar esse tempo de prejuízo. Precisamos salvaguardar a saúde e o ...

Ver mais

Brasis
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Brasis  “Quanto tempo um homem deve virar a cabeça, fingindo não ver o que está vendo?” Bob Dylan Minha primeira lembrança pra valer do que vou focalizar neste artigo é de quando li Os dos ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Qual janela você escolheu para ver o mundo?

Ver mais

TRIVIUM: CAPITULO 2 – LINGUAGEM E REALIDADE (parte 7)

TRIVIUM: CAPITULO 2 – LINGUAGEM E REALIDADE (parte 7)

Alexandre Gomes -

De toda aquela confusão sobre as DEZ CATEGORIAS DO SER (que espero ter esclarecido). Caso não tenha ficado claro, confio que tenham deixado comentários lá no texto para eu tentar esclarecer as dúvidas e corrigir meus possíveis erros.

Agora vamos unir tópicos já apresentados antes. Já falei sobre a ESSÊNCIA (ou FORMA) e a MATÉRIA das PALAVRAS e SÍMBOLOS.

Lembra que a FORMA (ou ESSÊNCIA) é a alma da palavra e sua MATÉRIA são as letras que compõem a mesma. Algo semelhante vale também para os SÍMBOLOS. Tendo isso em mente você, gentil leitor ou querida leitora, irá entender o impacto disso na realidade, ou melhor, na descrição da realidade. E garanto a você uma coisa: voltaremos a isso no futuro, antes de terminar este capítulo.

Pois bem! Ao unir a LINGUAGEM e a REALIDADE, temos sete importantes definições que surgem. Perceba cada uma delas:

  1. A ESSÊNCIA é aquilo que faz um ENTE ser o que é, e sem esse “aquilo”, não seria o que é;
  2. NATUREZA é a ESSÊNCIA vista como fonte de atividade;
  3. O INDIVÍDUO é constituído de ESSÊNCIA existente em MATÉRIA QUANTIFICADA mais outros ACIDENTES (lembra das Dez Categorias?). sendo a ESSÊNCIA que o torna algo semelhante aos outros indivíduos de sua classe. Já a MATÉRIA é o que o diferencia. Uma vez que a MATÉRIA que constitui um indivíduo não é a mesma que constitui um outro!
  4. Um PERCEPTO (percepção) é a APREENSÃO sensível (ou seja, captação e compreensão com os nossos sentidos), de uma realidade individual que esteja diante de quem a apreende;
  5. Um FANTASMA é a IMAGEM MENTAL de uma realidade individual, NA SUA AUSÊNCIA. Notou que é bem parecido com o aspecto acima? Só que a diferença e que o percepto é a imagem mental quando se está diante do objeto observado e o fantasma É A LEMBRANÇA FIXADA NA MENTE DEPOIS QUE NÃO SE TEM O OBJETO DIANTE DE NÓS;
  6. O CONCEITO GERAL é o passo seguinte do fantasma. É a apreensão de que aquela imagem mental do objeto observado e percebido pelos sentidos, captando a sua ESSÊNCIA comum a todos os outros indivíduos da mesma classe. Algo como compreender o que faz um felino ser o que é ao se observar um gato doméstico e depois, no zoológico, ver uma onça e perceber que se está diante de OUTRO FELINO.
  7. O CONCEITO EMPÍRICO é diferente do anterior pois se trata da APREENSÃO INTELECTUAL INDIRETA DE UM INDIVÍDUO.

Antes que você se confunda, eu esclareço: o “intelectual” ali não é o Pondé, ou o Olavo. Trata-se da apreensão do seu intelecto (ou mente), uma parte de você que, por ter uma essência, definição e natureza, é um indivíduo espiritual (ou abstrato), que é capaz de apreender (absorver e conhecer) objetos individuais apenas indiretamente, através dos fantasmas criados pelas impressões captadas pelos seus sentidos.

Perceba, o INTELECTO conhece DIRETAMETNE uma coisa só: ele mesmo! E de maneira reflexiva (ou seja, pensando sobre si mesmo). Lembra do exercício de Descartes? Ele se imaginou apenas pura consciência – sem corpo – para poder descobrir o que tornava ele um ser real. No final, ele chegou a célebre frase: Penso, logo existo.

 

Bom, há quem diga que é o contrário (é a existência que permite o pensamento), mas aí estamos indo para Filosofia nível hard. E por enquanto estamos reaprendendo a pensar com ordem…

Bem, seguindo no assunto de hoje… Nem todas as substancias presentes na realidade – ou no nosso dia-a-dia – se encontram em seu estado natural.

A civilização se fez justamente pela MANIPULAÇÃO e ALTERAÇÃO das substâncias naturais. Por exemplo: uma CADEIRA (seja feita de madeira, metal, etc.) tem duas essências:

  1. Essência da forma: cadeira;
  2. Essência da matéria: madeira, metal ou etc.

Perceba, gentil leitora (ou caro leitor), que nós somos um ENTE COMPOSTO. Uma vez que nenhuma pessoa é ESSENCIALMENTE apenas uma substância. Ora, se eu for apenas materialista, devo reconhecer que o homem é feito de ÁGUA (em si um composto de duas partes de hidrogênio e uma parte de oxigênio, H²O) e matéria sólida – viu a forçada de barra para generalizar?

Ou seja, frequentemente iremos encontrar indivíduos (pessoas ou coisas) que não são SIMPLES ou com apenas uma essência natural. Tais entes COMPOSTOS são chamados de CONSTRUTOS (pois é, estamos nessa turma de construtos).

São CONSTRUTOS pois sua ESSÊNCIA não pode ser completamente definida apenas por sua SUBSTÂNCIA. Outros elementos, ou características, contam também. Exemplos, certo?

José Bonifácio, um dos fundadores do Brasil. Dizer que ele é um homem define completamente sua ESSÊNCIA? Não. Nem chega perto. Agora, se eu listo as características abaixo…

  1. Homem (substância),
  2. Gorducho (quantidade),
  3. Poliglota (qualidade),
  4. Amigo e mentor de D. Pedro I (relação),
  5. Fundador do Brasil (ação),
  6. Foi afastado de suas funções junto ao Imperador por conta da Marquesa de Santos (paixão),
  7. Viveu entre 1763 e 1838 (quando),
  8. Morou grande parte de sua vida no Brasil, chegando a residir também em Portugal e França, durante sua formação acadêmica (onde),
  9. Seus restos mortais estão em um monumento em Santos, chamado Panteão dos Andradas (postura),
  10. Em pinturas da época, é retratado com trajes formais, representando sua influência e capacidade (hábito, vestuário).

Agora você deve ter entendido porque eu coloquei a pintura de José Bonifácio ali em cima, não é? Se, por um acaso você se interessou em saber mais sobre a vida de um dos fundadores do Brasil, veja AQUI. (é link do youtube, mas é apenas um áudio, então você pode acompanhar sem precisar ficar diante da tela). Ou um vídeo mesmo, do Instituto Borborema .

Ah!… importante! O link acima é uma entrevista do prof. Rafael Nogueira, grande entusiasta do José Bonifácio, que contribui bastante para o projeto Brasil Paralelo.

Ver Todos os artigos de Alexandre Gomes