s
Iscas Intelectuais
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
O Café Brasil de hoje é a releitura de um programa de ...

Ver mais

Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Tenho feito uma série de lives que chamei de ‘Bora pra ...

Ver mais

Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Outro daqueles acidentes estúpidos vitimou mais uma ...

Ver mais

Café Brasil 795 – A Black Friday
Café Brasil 795 – A Black Friday
Uma vez ouvi que a origem do apelido Black Friday seria ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Quadrinhos em alta
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Quadrinhos em alta Apesar do início com publicações periódicas impressas para públicos específicos, as HQs não se limitam a atender às crianças. Há quadrinhos para adultos, de muita qualidade, em ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)
Alexandre Gomes
Antes de tratar das regras da divisão lógica – pois pode parecer mais importante saber as regras de divisão que os tipos de divisão – será útil revisar alguns tópicos já tratados para ...

Ver mais

Simplificar é confundir
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Alexis de Tocqueville escreveu que “uma idéia falsa, mas clara e precisa, tem mais poder no mundo do que uma idéia verdadeira, mas complexa”.   Tocqueville estava certo. Em todos os ...

Ver mais

País de traficantes?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não é segredo que o consumo de drogas é problema endêmico no País, bem como o tráfico delas. O Brasil não apenas recebe toneladas de lixo aspirável ou injetável para consumo interno, como ainda ...

Ver mais

Cafezinho 444 – Congestão mental
Cafezinho 444 – Congestão mental
Quanto de alimento intelectual você consegue entuchar ...

Ver mais

Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
A sociedade norte americana está doente. E eles somos ...

Ver mais

Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
A cultura é boa porque influencia diretamente a forma ...

Ver mais

Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
A baixa cultura faz crescer a bunda, melhorar o ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)

Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)

Alexandre Gomes -

Antes de tratar das regras da divisão lógica – pois pode parecer mais importante saber as regras de divisão que os tipos de divisão – será útil revisar alguns tópicos já tratados para melhor entender as regras.

Lembra dos ELEMENTOS da DIVISÃO LÓGICA?

  1. o todo lógico;
  2. a base  – ou princípio – fundamental; e
  3. os membros divisores.

Pois bem. A divisão lógica conforme o CARÁTER da base ou princípio da divisão pode se dar em objetos naturais e objetos artificiais.

Objetos Naturais: a divisão ESSENCIAL visa determinar espécies naturais. Ex.: divisão de plantas comestíveis em cenoura, beterraba, batata, alface, etc. A divisão ACIDENTAL se baseia em acidentes que não determinam espécies naturais. Ex.: divisão das plantas comestíveis conforme a cor ou valor nutritivo, a divisão dos homens conforme a cor, a religião, a altura ou o peso.

Note que a espécie “homem”, resultante de uma divisão essencial natural, PODE SOFRER DIVISÃO POSTERIOR APENAS EM BASE ACIDENTAL.

Objetos Artificiais: a divisão ESSENCIAL se baseia na FORMA imposta pelo homem à matéria. Esta é a divisão de um gênero artificial em espécies artificiais. Ex.: a divisão de talheres em garfos, facas, colheres, conchas, etc.

Há também a divisão lógica conforme a MANEIRA DE APLICAR a base ou princípio de divisão, tal divisão se distingue em divisão positiva e dicotomia.

– Divisão Positiva: divide um gênero em suas espécies constituintes. Ex.: os elementos se dividem em: hidrogênio nitrogênio, prata, enxofre, chumbo, ouro, etc. Este é o tipo de divisão que a ciência visa efetuar.

 

REGRAS DA DIVISÃO LÓGICA:

  1. Uma divisão lógica deve ter UMA e apenas UMA BASE (princípio);
  2. As espécies constituintes DEVE SER mutuamente excludentes, sem sobreposições;
  3. A divisão DEVE SER coletivamente exaustiva, ou completa, isto é, as espécies constituintes, em sua totalidade, devem igualar-se ao gênero.

Agora vou listar alguns pontos que derivam dessas regras que volta e meia se pode ver por aí.

Nenhuma ESPÉCIE pode igualar-se com o gênero, pois então não haveria divisão alguma.

O erro é ver um sumário onde um tópico (ou capítulo) é dividido em apenas um subtópico. Ao fazer isso, o resultado é ter NENHUMA DIVISÃO.

O PRINCÍPIO DA CONTRADIÇÃO – pelo qual uma coisa não pode, ao mesmo tempo e sob o mesmo aspecto, ser e não ser – é um AXIOMA do pensamento, uma lei da razão, de maior certeza do que qualquer outra lei da ciência. É esse princípio que a DICOTOMIA EMPREGA.

* AXIOMA: proposição tão evidente que não precisa ser demonstrada.

Perceba, a divisão positiva se baseia em conhecimento empírico, o qual requer frequentes revisões porque investigações posteriores podem provar que conclusões anteriores eram incompletas – algo como a compreensão dos gregos antigos da composição da matéria ser a combinação de quatro elementos fundamentais: terra, água, fogo e ar. A química moderna distingue mais de cem elementos e demonstra que nenhum daqueles quatro, antes considerados elementos, o é realmente. E se por acaso você está aí me retrucando, dizendo que os elementos químicos são na verdade compostos por elementos mais básicos: próton, elétron e nêutron, ou ainda indo mais longe, citando os quarks… Bom, eu vou ter que ser um pouco sacana. Veja, o modelo atômico e/ou os modelos sub-atômicos ambos são… modelos! E justamente por isso, eles não são a representação real, pois não podemos ver (os microscópios eletrônicos não são lentes de aumento controladas por um chip. Mas estou divagando. O que quero esclarecer é que um modelo é apenas uma representação que se acredita ser aparentemente real. Por exemplo, um manequim de loja! um manequim é um modelo de uma mulher ou homem. Mas até a representação não é perfeita ou completa.

Já a Árvore de Porfírio é uma divisão por dicotomia. por nenhum outro meio poderíamos atingir uma divisão progressiva, essencial, exaustiva e mutuamente excludente de toda substância.

Ver Todos os artigos de Alexandre Gomes