s
Iscas Intelectuais
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil 753 – A sala dos professores
Café Brasil 753 – A sala dos professores
Professor...professor...professor... houve um tempo em ...

Ver mais

Café Brasil 752 – Jam Session
Café Brasil 752 – Jam Session
Uma das coisas mais fascinantes é a demonstração de ...

Ver mais

Café Brasil 751 – A hipocrisia nossa de cada dia
Café Brasil 751 – A hipocrisia nossa de cada dia
A Perfetto é patrocinadora do Café Brasil e… sabe ...

Ver mais

Café Brasil 750 – The Rocket Man
Café Brasil 750 – The Rocket Man
Algumas obras de arte são tão perfeitas, mas tão ...

Ver mais

LíderCast 216 – Denise Pitta
LíderCast 216 – Denise Pitta
Empreendedora digital, dona do site Fashion Bubbles, ...

Ver mais

LíderCast 215 – Marco Antonio Villa
LíderCast 215 – Marco Antonio Villa
Historiador, professor, comentarista polêmico em rádio ...

Ver mais

LíderCast 214 – Bianca Oliveira
LíderCast 214 – Bianca Oliveira
Jornalista e apresentadora, hoje vivendo na Europa, ...

Ver mais

LíderCast 213 – Brunna Farizel e Lucas Moreira
LíderCast 213 – Brunna Farizel e Lucas Moreira
Empreendedores, criadores de uma franquia inovadora, ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

Ford, polarização e “capitalismo sem riscos”
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Ford, polarização e “capitalismo sem riscos”  “A desindustrialização brasileira é resultado das intervenções equivocadas que fizemos. E o pior é que o setor empresarial, as lideranças do setor ...

Ver mais

Os economistas mais influentes da atualidade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Os economistas mais influentes da atualidade  “O que são as pessoas de carne e osso? Para os mais notórios economistas, números. Para os mais poderosos banqueiros, devedores. Para os mais ...

Ver mais

A sala de professores e a deseducação
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Comecei a dar aulas no Ensino Médio em 1999, quando estava no segundo ano da graduação em Filosofia. Ou seja: há mais de vinte anos comecei a freqüentar a sala de professores. Nesse ambiente ...

Ver mais

Leituras, conexões e reminiscências
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Leituras, conexões e reminiscências “Se você tiver uma maçã e eu tiver uma maçã e trocarmos nossas frutas, continuaremos com uma maçã cada. Mas, se você tiver uma ideia e eu tiver uma ideia e ...

Ver mais

Cafezinho 353 – Confie desconfiando
Cafezinho 353 – Confie desconfiando
Uma sociedade repleta de gente com excesso de confiança ...

Ver mais

Cafezinho 352 – O drama da esquina
Cafezinho 352 – O drama da esquina
Não espere os grandes dramas nacionais para agir.

Ver mais

Cafezinho 351 – Um autoritário pra chamar de seu
Cafezinho 351 – Um autoritário pra chamar de seu
As pessoas perderam completamente o bom-senso e já há ...

Ver mais

Cafezinho 350 – Sob o domínio do medo
Cafezinho 350 – Sob o domínio do medo
No mundo de hoje, caótico, competitivo e apressado, ...

Ver mais

Uma lan house no céu

Uma lan house no céu

Chiquinho Rodrigues -

Sabe… Todo músico tem um público imaginário.

Quando pego meu violão e sozinho em casa toco algo que gosto, sempre imagino uma pequena e seleta platéia me assistindo.

Nessa platéia (que varia muito) estão amigos que eu admiro o bom gosto, outras pessoas que eu pouco conheço, mas que gostaria que me ouvissem tocando e quase nenhum chato ou bico falando enquanto me apresento.

(Um amigo meu que é jogador de futebol profissional me confessou que volta e meia se imagina fazendo um golaço decisivo num grande jogo importante! E no alambrado estão seus parentes, amigos, olheiros de times do exterior, tv ao vivo com Galvão falando bobagens, cartolas, empresários, seus pais, primos e uma vizinha gostosa que ele é doido pra comer).

Eu também tenho um pouco disso quando escrevo. Penso nas pessoas que conheço que vão ler, rir, chorar e comentar. (adoro os comentários).  Além de imaginar todas essas pessoas lendo meus escritos, eu quando escrevia pensava também na minha fã Número Um!

Sim! Eu tinha uma Fã número Um… Era a Julianna Scaranzzi.

A gente se conheceu aqui pela internet e não há um escrito meu que não tenha um comentário dela. (Seja por e-mail ou aqui mesmo na própria página do site).

Brasileira, morava em Padova, na Itália, e estudava arquitetura em Florença. Durante um ano e meio a gente se falou todos os dias e nunca faltou assunto.
Quando eu fui pra França, faltou um tiquinho de nada pra gente se conhecer pessoalmente. Mas não foi possível e a gente deixou pra próxima.

Mas não houve próxima.

Na estrada de Padova pra Florença, o destino e o carro dirigido em alta velocidade pela Ju, tramaram contra todos nós que amávamos tanto aquela menina.

O bombeiro que a socorreu entregou para mãe da Julianna um Cd que estava tocando na hora do acidente. Esse Cd só tinha uma faixa e era “Jullyar”, uma música que eu havia feito só pra ela.

A Ju foi embora e eu quase perdi toda a tesão de tocar ou escrever…
Mas devagar estou recuperando.

O mais maluco é que ainda mando alguns e-mails pra ela. Pois como disse a sua amiga Maria Emília, “A Julianna era tão viciada em Internet que até no céu ela vai dar um jeito de achar uma lan house pra falar com a gente”.

Sabe… Acho esse pessoal que toma conta lá do céu meio conservador e atrasado. Não sei não se já informatizaram aquilo lá!

Mas mesmo assim continuo escrevendo.
Uma hora dessas, eles vão ter que se modernizar e aí a Ju vai poder então receber meus escritos.

Só assim ela vai poder mensurar o quanto de mim foi embora com ela. Vai saber também que do meu coração sempre teve nada menos que o camarote…

Agora vazio.

______________________________________________

Nota do Luciano Pires: para quem não sabe, o Chiquinho é um amigo-irmão meu que está com a Julianna em algum lugar, curtindo uma amizade que transcendeu este plano. Eu conto a história dele aqui: http://portalcafebrasil.com.br/iscas-intelectuais/o-chiquinho-2/

A música que ele fez pra ela, Jullyar, está aqui:

 

Ver Todos os artigos de Chiquinho Rodrigues