s
Iscas Intelectuais
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 788 – Love, Janis
Café Brasil 788 – Love, Janis
Janis Joplin era uma garota incompreendida, saiu da ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Enquanto isso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Em setembro do ano passado o STF julgou um processo muito interessante, sobre a propriedade do Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Foi decidido que o palácio pertence ...

Ver mais

Agronegócio, indústria e mudança de mindset
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Agronegócio, indústria e mudança de mindset “Quando adotamos um mindset, ingressamos num novo mundo. Num dos mundos – o das características fixas –, o sucesso consiste em provar que você é ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
O ser humano, naturalmente, só confia em membros de sua ...

Ver mais

Cafezinho 427 – Política e histeria
Cafezinho 427 – Política e histeria
A histeria política é sintoma da perda total do ...

Ver mais

Você pensa que escolhe?

Você pensa que escolhe?

Labi Mendonça - Iscas Anarquiscas -

voce_acredita

Dezembro fecha o ano, mas abre a porteira da ilusão. Todo ano é praticamente igual. Bate uma falsa sensação de “irmandade” nas pessoas e quase todo mundo acha que sente uma humanidade maior correndo nas veias.  Tudo produto do marketing. As campanhas vão robotizando as emoções, os desejos, as intenções, as atitudes, a sensação de balanço geral emotivo, e quase todos que podem esquecem suas mazelas, as pessoas ocultam a sua crueldade cotidiana, para “vestir” a fantasia generosa do natal, aquele falso espírito que faz todos se sentirem obrigados a demonstrar bondade e gratidão. Mas não é genuíno. É tudo muito fabricado, mas você pensa que é seu livre arbítrio…

02014-8-09-2014-540d8998d54ca

Religião, festividades, tradições culturais se misturam, cada vez mais manipuladas pelo marketing e movimentam um período de grandes excessos e pouca consciência. E você pensa que escolhe tudo que faz ou decide… Não é isso.

Marketing-5

No fundo, quase todos desejam relaxar e esquecer sua própria dificuldade, fugir de uma possível mediocridade. E para isso embarcam no movimento natalino, tentando criar essa fantasia de que o mundo é bom e ainda tem conserto. Faz muito tempo que o marketing vai trabalhando e consolidando isso, no universo cultural dos povos, e aquilo que começou como uma data de confraternização universal se transforma no exagero do consumo, do interesse em parecer amigo, bom, solidário e grato. Ao mesmo tempo, bate aquela força incontrolável para comprar, consumir, trocar, renovar, já que é para isso que foram investidos os bilhões de recursos na propaganda. Uma coisa puxa a outra… Bilhões investidos são para fazer render muito mais… E se você não segue essa onda, fica com depressão, achando que está fora do barco ou inferiorizado.

Natal-1224679227666_f

O que mais me angustia é que quando eu falo isso, a primeira reação das pessoas, ao me ouvir ou ler, é contestar, sentindo-se ameaçadas, tentando defender seu apego ao movimento natalino, com medo de perder o encanto, a fantasia, que funciona como uma dose de narcótico ou estimulante nas endorfinas consumistas do pessoal. Ninguém quer parar para analisar isso, e verificar que está sendo apegado a uma coisa que foi fabricada pela indústria do consumo exacerbado e com o tempo, a cada ano deforma totalmente o espírito original. Vira uma catarse generalizada de consumo e alienação.

christmas-santa-car-babe-1

Em vez de aproveitar a época para fazer um balanço de nossas atividades ao longo do ano, verificar se melhoramos como pessoas, rever critérios e prioridades, ganhar mais autoconhecimento, as pessoas querem desligar, anestesiar, embarcar na onda de comprar e pensar que é feliz. Nem que seja para comprar aquela fantasia temporária.

Ceia-41

Reunir a família, parentes, confraternizar, com uma comida gostosa e aproveitar esse momento de fim anual deveria ser o foco, a grande prioridade. Mas, isso acaba sendo apenas o pano de fundo… O que fica mais evidente é uma espécie de loucura, uma euforia que se usa como se fosse uma máscara num baile à fantasia. No plano real a contradição violenta entre as propagandas que passam na TV e as notícias que passam nos telejornais e reportagens nos deixam mais desesperados para a fuga.

Vou repetir o que acontece todos os anos:

– Acidentes no trânsito aumentam e com vítimas fatais;

– Filas intermináveis nos hospitais sem condições de atendimento;

– Enchentes e gente desabrigada em cidades castigadas pela chuva;

– Em algumas cidades nem se lembram de que os desabrigados estão ali desde o natal anterior.

– Guerra suja entre bandidos e polícia que mata mais do que guerra civil;

– Economia brasileira com sinais graves de anemia (há anos), e o governo não sabe mais como reverter essa crise;

– Na política os mesmos corruptos de sempre, eleitos pelos mesmos eleitores que reclamam, se agridem, se acusam, criam CPIs, gastam nossos impostos com reuniões estúpidas, e nada muda para a maioria da nação;

Corta-aZysUWA

Na imprensa eles fazem uma “mistureba” com uma série de informações manipuladas, distorcidas, de maneira a deixar o público sem noção do que realmente ocorre. E ninguém é capaz de acreditar que o poder e a imprensa negociam antes as verbas que permitem definir o que vai ser noticiado e o que vai ser confundido.

ReformaPolitica

E as pessoas, ainda insistem em dizer que a escolha de suas vidas é dela…

Até que o ano chega ao fim, ninguém quer fazer o balanço real da situação e estragar a festa. Ano que vem a gente vê, agora vamos relaxar…

E com isso o mundo continua ameaçado, por atitudes e decisões de uma humanidade que diz uma coisa, acredita no que diz, mas faz outra coisa.

Imagens da semana 199 - http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=11629

E aumenta o acumulo de lixo, especialmente o atômico, dejetos contaminam nascentes, indústrias abusam de recursos naturais, queimam vegetação, desmatam, desertificam, jogam lixo em excesso no ar, no mar e na terra, regulam a indústria de medicamentos para alimentar a venda de remédios, consumimos excessivamente sem necessidade, bebemos álcool em demasia e dirigimos nossos bólidos automóveis falando ao celular, sem nenhum respeito à vida, às leis, e a nós mesmos, agredimos e abusamos de animais, torturamos e matamos crianças por falta de atitudes…

Você pensa que escolhe… é você a pessoa boa que acredita no Espírito do Natal? OK… Então eu sou o PAPAI NOEL.

Voce-acredita-em-tudo-que-le

Ver Todos os artigos de Labi Mendonça