s
Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 792 – Solte o belo!
Café Brasil 792 – Solte o belo!
A beleza existe? Ou é só coisa da nossa cabeça? E se ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

A aparente contradição entre desemprego e escassez de mão de obra
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Esclarecendo a aparente contradição entre desemprego e escassez de mão de obra “Antes, as habilidades não eram tão amplas. Hoje, o profissional precisa conhecer e estudar a fundo vários assuntos. ...

Ver mais

Pax Aeterna
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Maquiavel é, com alguma freqüência, considerado o primeiro cientista político moderno: nas suas análises, ele teria sido um dos primeiros a rejeitar tanto uma concepção metafísica da natureza ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Regras de Definição (parte 5)
Alexandre Gomes
  Para cumprir a função de DEFINIÇÃO, esta deve atender alguns requisitos. Do contrário, será apenas enrolação ou retórica vazia. Os requisitos são: 1. CONVERSÍVEL em relação ao sujeito, à ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Cafezinho 432 – O vencedor
Cafezinho 432 – O vencedor
As pessoas não se importam com o que você diz, desde ...

Ver mais

Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Descobri o que acontece com aquela gente enfática, que ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Café Brasil 519 – Café com coach

Café Brasil 519 – Café com coach

Luciano Pires -

Fui convidado para participar do CoachCast, um podcast sobre coaching, para falar de certos pontos fortes que facilitam a busca de nossos objetivos e de nossos sonhos. Acabou se transformando numa conversa para muita reflexão.

Posso entrar?

Amigo, amiga, não importa quem seja, bom dia, boa tarde, boa noite, este é o Café Brasil e eu sou o Luciano Pires.

Este programa chega até você com o apoio do Itaú Cultural e do Auditório Ibirapuera que, como sempre, estão aí, a um clique de distância. facebook.com/itaucultural e facebook.com/auditorioibirapuera.

E quem vai levar o exemplar de meu livro Me engana que eu gosto é a Dona Silvia, que tem uma vibe de menininha…

“Alô amigo, amiga, não importa quem seja! Bom dia, boa tarde, boa noite! Alô Luciano e sua equipe do Café Brasil. Parabéns por fazerem meus breakfasts todo dia mais divertidos e inspiradores. Eu sou Silvia, ou melhor, a dona Silvia, como alguns me chamam, pela minha idade ou talvez pelo respeito que esses alguns ainda tenham pelos mais velhos. Falo da Flórida onde eu moro como uma imigrante idosa, porém muito feliz. Pois é. estou quatro anos à sua frente, Luciano, tenho 64 e como dizem aqui, eu sou 64. Porém, não digo que é de idade, digo que é de muita experiência, de muitas histórias pra contar. Que bom! Mas, eu gosto de ter 64. Não me sinto idosa, não me sinto uma pessoa… como é que você falou, que tem um monte de anos, não sinto nenhuma angústia, sou feliz. Acabei de ouvir o seu Rocket man e imediatamente me coloquei como uma rocket woman. Achei legal Muito legal. Muito legal tudo que você falou sobre os idosos, sobre quem tem mais idade. Não acho que você é idoso. 60? Ainda é uma criança! Vamos nos sentir assim. Ok? Outra coisa que eu assumi também, foram os meus cabelos brancos. Não consegui me controlar. Deixei crescer brancos, branquinhos. E o pessoal me para na rua e diz: uau! Gostei dos seus cabelos! Pois é. Assumi. São bem branquinhos. Dizem que dou idosa. Mas, eu curto muito ser idosa, principalmente os privilégios que nos dão. Temos privilégios nas filas, nas lojas, nos cinemas, nos parques e também nos bancos. Aqui alguns privilégios são diferentes dos do Brasil, mas também temos privilégios. Outra coisa que não me faz sentir velha, idosa. Domino meu smartphone, meu laptop, eu acho que eu domino até bem. Bem melhor do que alguns menos idosos do que eu. Viajo bastante, ando pelas redes sociais, uso aplicativos, escuto seus podcasts. Também faço vídeos e estou participando de alguns grupos de discussão. Pois é, sou idosa. Sou idosa mas não me sinto velha. Imagine que três dias atrás fui a uma entrevista de emprego. Com 64 anos de idade. Pasme. Fui aprovada. nem eu acreditava que eu ia ser aprovada. Recebi um telefonema e me chamaram para ir aplicar os documentos. 64 anos, meu Deus! E ainda me sinto produtiva. Produtiva e feliz. Acho que ser rocket woman é legal. Legal mesmo. Então? ‘Bora ser! Rocket woman, rocket man, vamos ser idosos, vamos ser felizes, isso é o que importa. Felicidade está na nossa cabeça, não no número da nossa idade. Ok? Beijos, kisses para todos. Tchau.”

Que ótimo Silvia, rocket woman que aos 64 de idade parece estar mais ativa que muita garotinha por aí! Quer dizer que eu sou uma criança de 60 anos de idade? Que maravilha! Seu comentário é um sopro de esperança, viu? Fazendo acontecer, produtiva… Você parece focar a vida em seus pontos fortes, não é? Assim vai longe, viu? Muito obrigado pelo comentário!

Muito bem. Se a Silvia mandar um endereço aqui no Brasil, receberá um KIT DKT, recheado de produtos PRUDENCE, como géis lubrificantes e preservativos masculino e feminino. PRUDENCE é a marca dos produtos que a DKT distribui como parte de sua missão para conter as doenças sexualmente transmissíveis e contribuir para o controle da natalidade.  O que a DKT faz é marketing social e você contribui quando usa produtos Prudence. facebook.com/daktbrasil

Vamos lá então! Lalá, cê viu só, hein? Sou um jovem com 60 anos, então hoje eu quero com potência, com energia!

Lalá – Na hora do amor, use Prudence.

Muito bem. O CoachCast é um podcast criado pessoas que se reuniram para tratar dos pontos fortes e fracos que nos impulsionam ou então nos impedem de conquistar nossos objetivos. Você já deve ter ouvido muito essa palavra, esse termo “coach”, não é? Ele está muito em moda, viu? Ele vem de Coaching, palavra em inglês que indica uma atividade de formação pessoal em que um instrutor (o coach) ajuda o seu cliente a evoluir em alguma área da sua vida. O conceito de coaching surgiu nas universidades norte-americanas para definir uma espécie de tutor particular. Quem está à frente do CoachCast é o Paulo Siqueira, que me propôs um bate-papo que foi bem interessante.  Ele achou minhas forças…  Aqui vai:

(Como em todos os programas especiais, não teremos a íntegra do texto)

E é assim então, ao som de O Barquinho, o clássico de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli com o violão de Aderbal Duarte, que vamos saindo de mansinho.

E aí, hein? Ficou curioso com essa história de coaching? É cara. Procura um aí que você vai ver que dá diferença, faz diferença.

Com o pensativo Lalá Moreira na técnica, a exuberante Ciça Camargo na produção e eu, este monte de fraquezas e de forças em permanente luta, Luciano Pires, na direção e apresentação.

Estiveram conosco a ouvinte Silvia, Aderbal Duarte e o Paulo Siqueira do Coachcast, que você pode conhecer acessando coachcast.com.br. Os links vão estar no roteiro deste programa.

O Café Brasil só chega até você porque a Nakata, também resolveu investir nele.

A Nakata, você sabe, é uma das mais importantes marcas de componentes de suspensão do Brasil, fabricando os tradicionais amortecedores HG. E tem uma página no Facebook repleta de informações interessantes para quem gosta de automóveis. Dê uma olhada lá, que vale a pena: facebook.com/componentesnakata.

Tudo azul? Tudo Nakata!

Este é o Café Brasil. Que chega a você graças ao apoio do Itaú Cultural e do Auditório Ibirapuera. De onde veio este programa tem muito mais. Visite para ler artigos, para acessar o conteúdo deste podcast, para visitar nossa lojinha no … portalcafebrasil.com.br.

Mande também um comentário de voz pelo WhatSapp no 11 96429 4746. E se você está fora do país: 55 11 96429 4746. E também estamos no Telegram, com o canal Café Brasil.

Olha só: o Café Brasil abriu um negócio chamado Confraria, cara! É ali que se juntam pessoas interessantes e interessadas em trocar ideias, em discutir temas de uma forma que não tem agressão, você pode dizer o que quiser, ninguém vai te xingar, ninguém vai brigar com você. A gente está a fim de construir alguma coisa positiva, de crescer todo mundo junto. Se você quiser fazer parte acesse o portalcafebrasil.com.br e clique ali no banner que fala do cérebro tanquinho.

E para terminar, da escritora Rikki Rogers:

A força não vem daquilo que você consegue fazer. Ela vem da superação dos obstáculos que você um dia pensou que não conseguiria vencer.