s
Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
O Café Brasil de hoje é a releitura de um programa de ...

Ver mais

Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Tenho feito uma série de lives que chamei de ‘Bora pra ...

Ver mais

Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Outro daqueles acidentes estúpidos vitimou mais uma ...

Ver mais

Café Brasil 795 – A Black Friday
Café Brasil 795 – A Black Friday
Uma vez ouvi que a origem do apelido Black Friday seria ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Quadrinhos em alta
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Quadrinhos em alta Apesar do início com publicações periódicas impressas para públicos específicos, as HQs não se limitam a atender às crianças. Há quadrinhos para adultos, de muita qualidade, em ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)
Alexandre Gomes
Antes de tratar das regras da divisão lógica – pois pode parecer mais importante saber as regras de divisão que os tipos de divisão – será útil revisar alguns tópicos já tratados para ...

Ver mais

Simplificar é confundir
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Alexis de Tocqueville escreveu que “uma idéia falsa, mas clara e precisa, tem mais poder no mundo do que uma idéia verdadeira, mas complexa”.   Tocqueville estava certo. Em todos os ...

Ver mais

País de traficantes?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não é segredo que o consumo de drogas é problema endêmico no País, bem como o tráfico delas. O Brasil não apenas recebe toneladas de lixo aspirável ou injetável para consumo interno, como ainda ...

Ver mais

Cafezinho 444 – Congestão mental
Cafezinho 444 – Congestão mental
Quanto de alimento intelectual você consegue entuchar ...

Ver mais

Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
A sociedade norte americana está doente. E eles somos ...

Ver mais

Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
A cultura é boa porque influencia diretamente a forma ...

Ver mais

Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
A baixa cultura faz crescer a bunda, melhorar o ...

Ver mais

Café Brasil 658 – Chá com a gente

Café Brasil 658 – Chá com a gente

Luciano Pires -

Começo dizendo que nossa história será resultado daquilo que fazemos. Se continuarmos como estamos, a História se vingará e nos fará pagar. Apenas de vez em quando exaltamos a importância das ideias e da informação. Mas vamos sonhar com a possibilidade de que, num domingo à noite, no horário normalmente ocupado pelo Domingão do Faustão, seja apresentado um estudo clínico sobre o estado da educação brasileira. E uma semana depois, ou até mais tarde, o horário normalmente ocupado pelo MasterChef, seja dedicado a uma análise da importância da reforma da previdência.

Será que a imagem de nossos patrocinadores sairia arranhada?

Será que os acionistas ficariam revoltados e reclamariam?

O que aconteceria a não ser que alguns milhões de pessoas receberiam um pouco mais de informações sobre assuntos que determinam o futuro do país e, portanto, o futuro de nossas empresas?

Àqueles que dizem que as pessoas não se interessam, que são complacentes, indiferentes e alienadas, eu apenas respondo que, na minha opinião de jornalista, que há provas concretas de que essa afirmação é incorreta. Mas mesmo que não seja, o que eles têm a perder?

Porque se eles estiverem certos, e só servirmos para divertir, alienar e isolar, a televisão está em perigo, e logo veremos que a luta foi em vão.

A televisão pode ensinar. Pode esclarecer e até inspirar. Mas só pode fazer isso se as pessoas a usarem com esse objetivo. Caso contrário, será apenas um monte de cabos e luzes dentro de uma caixa.

Boa noite e boa sorte.

Essa foi uma adaptação do discurso de 1958 com que Edward R. Murrow encerra o filme Boa Noite, Boa Sorte.

Bom dia, boa tarde, boa noite. Você está no Café Brasil e eu sou o Luciano Pires.

Posso entrar?

Fui convidado para participar de uma edição especial do Podcast Chá com a gente, produzido na Panela Produtora, com a participação de Filipe Trielli, Carlos Eduardo de Freitas e Flavio Morgenstern. A ideia era falar das novas formas de comunicação independente que surgiram nos últimos anos, mas o papo cresceu e acabamos falando daquilo que é a razão de ser com Chá com a gente, a discussão da alta, média e baixa cultura… sobretudo da baixa.

Vou reproduzir a seguir aquele episódio. Divirta-se, incomode-se. E se gostar, siga o Chá com a gente.

(Como em todas as edições especiais, não teremos a íntegra do texto)

Muito bem. Como hoje não teve comentário do ouvinte, o kit DKT vai para o Filipe Trielli, o Carlos Eduardo de Freitas e o Flavio Morgenstern.  Fiquem tranquilos os três, vai ser um kit pra cada um, tá bom, recheado de produtos PRUDENCE, como géis lubrificantes e preservativos masculinos.

A DKT distribui as marcas Prudence, Sutra e Andalan, contemplando a maior linha de preservativos do mercado, além de outros produtos como anticonceptivos intrauterinos, géis lubrificantes, estimuladores, coletor menstrual descartável e lenços umedecidos. A causa da DKT é reverter grande parte de seus lucros para projetos nas regiões mais carentes do planeta para evitar gravidez indesejada, infecções sexualmente transmissíveis e a aids. Ao comprar um produto Prudence, Sutra ou Andalan você está ajudando nessa missão!

facebook.com/dktbrasil.

Vamos lá então!

Luciano – Lalá, se você fosse dono duma rádio, recomendaria o quê para a hora do amor?

Lalá – Se eu fosse o dono eu não recomendava, eu mandava! Prudence!

Muito bem! Olha, foi um prazer aquele bate papo com a turma do Chá com a gente, viu? Convido você a conhecer o podcast deles, que é sempre diversão com conteúdo.

Ballad of a thin man
Bob Dylan

You walk into the room
With your pencil in your hand
You see somebody naked and you
You say: Who is that man?
You try so hard
But you don’t understand
Just what you’ll say
When you get home
Because something is happening here
But you don’t know what it is
Do you, Mister Jones?

You raise up your head
And you ask: Is this where it is?
And somebody points to you and says: It’s his
And you say: What’s mine?
And somebody else says: Where what is?
And you say: Oh, my God
Am I here all alone?
But something is happening here
And you don’t know what it is
Do you, Mister Jones?

You hand in your ticket
And you go watch the geek
Who immediately walks up to you
When he hears you speak
And says: How does it feel
To be such a freak?
And you say: Impossible
As he hands you a bone
And something is happening here
But you don’t know what it is
Do you, Mister Jones?

You have many contacts
Among the lumberjacks
To get you facts
When someone attacks your imagination
But nobody has any respect
Anyway they already expect you
To just give a check
To tax-deductible
Charity organizations

You’ve been with the professors
And they’ve all liked your looks
With great lawyers you have
Discussed lepers and crooks
You’ve been through
All of F. Scott Fitzgerald’s books
You’re very well read
It’s well known
But something is happening here
And you don’t know what it is
Do you, Mister Jones?

Well, the sword swallower
He comes up to you
And then he kneels
He crosses himself
And then he clicks his high heels
And without further notice
He asks you how it feels?
And he says: Here is your throat back
Thanks for the loan
And you know something is happening
But you don’t know what it is
Do you, Mister Jones?

Now you see this one-eyed midget
Shouting the word: now!
And you say: For what reason?
And he says: How?
And you say: What does this mean?
And he screams back: You’re a cow!
Give me some milk or else go home
And you know something is happening
But you don’t know what it is
Do you, Mister Jones?

Well, you walk into the room
Like a camel and then you frown
You put your eyes in your pocket
And your nose on the ground
There ought to be a law
Against you comin’ around
You should be made to wear earphones
But something is happening here
And you don’t know what it is
Do you, Mister Jones?

Balada de um homem magro

Você caminha pelo quarto
Com seu lápis em sua mão
Você vê alguém nu e você
Você diz: Quem é esse homem?
Você tenta bastante
Mas não entende
Apenas o que irá dizer
Quando chegar em casa
Porque algo está acontecendo aqui
Mas você não sabe o que é
Sabe, Sr. Jones?

Você levanta a cabeça
E pergunta: Isso é onde é?
E alguém aponta para você e diz: É dele
E você diz: O que é meu?
E outra pessoa diz: Onde está o quê?
E você diz: Oh, meu Deus
Eu estou aqui sozinho?
Mas algo está acontecendo aqui
E você não sabe o que é
Sabe, Sr. Jones?

Você segura em seu bilhete
E você vai ver o cachorro
Que imediatamente caminha até você
Quando te ouve falar
E diz: Como é que se sente
Sendo tamanha aberração?
E você diz: Impossível
Enquanto ele lhe oferece um osso
E algo está acontecendo aqui
Mas você não sabe o que é
Sabe, Sr. Jones?

Você tem vários contatos
Entre os lenhadores
Pra te trazer os fatos
Quando alguém ataca sua imaginação
Mas ninguém tem qualquer respeito
De qualquer forma eles já esperam você
Para apenas dar um cheque
Para diminuir os impostos
Das organizações de caridade

Você esteve com os professores
E todos eles gostaram de sua aparência
Com grandes advogados você tem
Leprosos e ladrões discutidos
Você passou através de todos
Os livros de F. Scott Fitzgerald
Você é muito bem letrado
Já se sabe bem
Mas algo está acontecendo aqui
E você não sabe o que é
Sabe, Sr. Jones?

Bem, o engolidor de espadas
Ele chega até você
Em seguida se ajoelha
E se benze
E então ele bate em seu salto alto
E sem aviso prévio
Ele lhe pergunta como se sente
E diz: Aqui está sua garganta de volta
Obrigado pelo empréstimo
E você sabe que algo está acontecendo
Mas você não sabe o que é
Sabe, Sr. Jones?

Agora você vê este anão caolho
Gritando a palavra: Agora!
E você diz: Por que razão?
E ele diz: Como?
E você diz: O que isto quer dizer?
E ele berra de volta: Você é uma vaca!
Me dê algum leite ou então vá para casa!
E você sabe que algo está acontecendo aqui
Mas você não sabe o que é
Sabe, Sr. Jones?

Bem, você caminha pelo quarto
Como um camelo e aí você franze
Você coloca seus olhos no bolso
E seu nariz no chão
Deveria haver uma lei ali
Contra você ir lá
Você deveria ser obrigado a usar fones de ouvido
Mas algo está acontecendo aqui
E você não sabe o que é
Sabe, Sr. Jones?

É assim, ao som de BALLAD OF A THIN MAN, com Bob Dylan, que encerramos mais esta edição do Podcast Café Brasil.

O Café Brasil é produzido por quatro pessoas. Eu, Luciano Pires, na direção e apresentação, Lalá Moreira na técnica, Ciça Camargo na produção e, é claro, o mais importante, você aí ó, completando o ciclo.

De onde veio este programa tem muito mais, especialmente para quem assina o cafebrasilpremium.com.br, a nossa “Netflix do Conhecimento”, onde você tem uma espécie de MLA – Master Life Administration. Então acesse cafedegraca.com e experimente o Premium por um mês, sem pagar.

Eu vou agora devagarinho: cafedegraca.com. Um mês de graça do Premium.

O conteúdo do Café Brasil pode chegar ao vivo em sua empresa através de minhas palestras. Acesse meu novo site lucianopires.com.br e vamos com um cafezinho ao vivo.

Mande um comentário de voz pelo WhatSapp no 11 96429 4746. E também estamos no Telegram, com o grupo Café Brasil.

Pra terminar, aquela frase de Donald Trump: