s
Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
O Café Brasil de hoje é a releitura de um programa de ...

Ver mais

Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Tenho feito uma série de lives que chamei de ‘Bora pra ...

Ver mais

Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Outro daqueles acidentes estúpidos vitimou mais uma ...

Ver mais

Café Brasil 795 – A Black Friday
Café Brasil 795 – A Black Friday
Uma vez ouvi que a origem do apelido Black Friday seria ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Quadrinhos em alta
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Quadrinhos em alta Apesar do início com publicações periódicas impressas para públicos específicos, as HQs não se limitam a atender às crianças. Há quadrinhos para adultos, de muita qualidade, em ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)
Alexandre Gomes
Antes de tratar das regras da divisão lógica – pois pode parecer mais importante saber as regras de divisão que os tipos de divisão – será útil revisar alguns tópicos já tratados para ...

Ver mais

Simplificar é confundir
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Alexis de Tocqueville escreveu que “uma idéia falsa, mas clara e precisa, tem mais poder no mundo do que uma idéia verdadeira, mas complexa”.   Tocqueville estava certo. Em todos os ...

Ver mais

País de traficantes?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não é segredo que o consumo de drogas é problema endêmico no País, bem como o tráfico delas. O Brasil não apenas recebe toneladas de lixo aspirável ou injetável para consumo interno, como ainda ...

Ver mais

Cafezinho 444 – Congestão mental
Cafezinho 444 – Congestão mental
Quanto de alimento intelectual você consegue entuchar ...

Ver mais

Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
A sociedade norte americana está doente. E eles somos ...

Ver mais

Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
A cultura é boa porque influencia diretamente a forma ...

Ver mais

Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
A baixa cultura faz crescer a bunda, melhorar o ...

Ver mais

Café Brasil 702 – Saindo da Bolha

Café Brasil 702 – Saindo da Bolha

Luciano Pires -

Olha só! Se você tem água infiltrando, tem pintura manchando, tem fungo pegando: saiba que isso tudo é umidade. E a umidade ela não perdoa. E com ela vem também várias doenças respiratórias. Se você tá brigando com a umidade, saiba que a maioria dos problemas são fáceis de resolver com a ajuda da SIKA – Líder Mundial de Impermeabilizantes.  Acesse @sika_brasil no Instagram e coloque lá suas dúvidas! Ou diga simplesmente,  que conheceu a SIKA através do Café Brasil!

SIKA – S.I.K.A. – @sika_brasil.

E olha só quem está de volta patrocinando o Café Brasil. É o Itaú Cultural que lançou três podcasts para quem se interessa por música, literatura e questões indígenas.

No podcast Escritores-Leitores, autores brasileiros falam de seu processo criativo. No podcast Toca Brasil, artistas, produtores e pesquisadores do universo musical falam de seu trabalho. E no podcast Mekukradjá escritores, cineastas e lideranças de povos indígenas de várias regiões do Brasil tratam das questões indígenas.

Acesse itaucultural.org.br , Agora você tem cultura entrando por aqui, ó:

Pelos ouvidos…

A podosfera brasileira é composta por uma esmagadora maioria de podcasts com 50 tons de esquerda. São os jovens – e até velhos – progressistas que falam de todos os assuntos. Mas há algum tempo começaram a surgir podcasts com outras colorações, mais à direita. Um deles é o Saindo da Bolha, que me convidou para um bate-papo. Vou reproduzir neste episódio a conversa que tivemos e já vou avisando: a conversa é de direita, com viés liberal e conservador. Ouça sabendo disso, ok?

Bom dia, boa tarde, boa noite. Você está no Café Brasil e eu sou o Luciano Pires.

Posso entrar?

“Oi Ciça, tudo bem? Passa esse recado pro Luciano pra mim, por favor?

Eu estou assistindo essa eleição  no Senado desde ontem. Hoje é sábado. 18:38. Eu podia estar fazendo alguma coisa melhor. Está calor, podia estar na praia, podia estar na piscina. Mas como brasileiro, eu tenho ficado cada vez mais envergonhado de ver o nosso Senado, de ver a nossa Câmara, de ver os nossos políticos. E esse reflexo ele bate até no povo, né? E eu realmente eu estou impressionado com a capacidade do Senado ser uma casa das casas mais altas que a gente tem no Brasil e prestar esse papelão que eles estão prestando, né?

Eles  começaram a eleição, aí cancelaram, aí fraudaram a eleição internamente, tendo oitenta e dois votos assinados pela mesa, ou seja, a mesa, de certa forma também foi conivente com isso, aí cancelaram, aí brigaram pelo voto aberto, pelo voto fechado.

Na minha opinião, não sei porque querem esconder o voto, deveria todo mundo ser voto aberto. Voto secreto você vota no político que você quer. Uma vez que eles estão representando a gente, eles deveriam ser os votos aberto pra que a gente possa cobrar deles depois e saber se a gente vai continuar votando neles daqui a quatro anos ou não.

Só que, além disso, o que eu fico impressionado é que toda hora vai pra frente e aí cancela. Aí o Renan Calheiros resolveu renunciar à sua candidatura no meio da votação. Aí a discussão era se vão continuar ou não, porque já tinham votos que já tinham sido dados e o cenário seria diferente.

Mas no fundo,  eu já perdi as esperanças com esses políticos brasileiros. Mas uma análise que eu gostaria, eu não sei como fazer, mas que talvez o Luciano saiba ou possa nos ajudar é: quanto custa essa brincadeira pro nosso bolso brasileiro? A gente aqui, o pagador de imposto. Porque o salário desses caras, é a hora extra, toda aquela gente, aquela orquestra toda que está montada pra fazer essa votação. Quanto será que custa isso?

Beleza. Muito obrigado, um abraço do seu xará aqui, Luciano também. Um abraço, Tchau, tchau”.

Pois é, meu Xará, é de desanimar quando o exemplo de cima vem todo torto, não é? Essa câmara, esse senado, são reflexo de uma sociedade que virou as costas para a política há muito tempo e entregou nas mãos de espertalhões o destino do país. Pessoalmente, eu tenho visto um amadurecimento na consciência política do país, que há de dar reflexos sob a forma de uma melhoria no nível das pessoas que escolhemos para nos representar em Brasília. Olha! Isso é o que eu espero, viu?

Muito bem. O meu xará Luciano receberá um KIT DKT, recheado de produtos PRUDENCE, como géis lubrificantes e preservativos masculinos. Basta enviar seu endereço para contato@lucianopires.com.br.

A DKT distribui as marcas Prudence, Sutra e Andalan, contemplando a maior linha de preservativos do mercado, além de outros produtos como anticonceptivos intrauterinos, géis lubrificantes, estimuladores, coletor menstrual descartável e lenços umedecidos. A causa da DKT é reverter grande parte de seus lucros para projetos nas regiões mais carentes do planeta para evitar gravidez indesejada, infecções sexualmente transmissíveis e a AIDS. Ao comprar um produto Prudence, Sutra ou Andalan você está ajudando nessa missão!

facebook.com/dktbrasil.

Vamos lá então!

Luciano :Lalá, neste Brasil de incertezas, qual é a única coisa que a gente não pode esquecer, hein?

Lalá: É muito simples. Na hora do amor, tem que usar Prudence.

Muito bem. O Saindo da Bolha se anuncia como um podcast para quem quer escapar da visão simplista sobre política e costumes que a imprensa nacional apresenta (ou não) sobre outros países. É produzido e apresentado por Tom Sarti, um profissional experiente dedicado à comunicação digital desde que a comunicação se tornou digital, e que decidiu botar a boca no mundo para jogar luz na escuridão.

O assunto principal de nossa conversa é a liberdade de expressão e os contratempos que temos com o excesso de “politicamente correto”… o que tem levado muitas pessoas a entrarem em conflito, pelas piores razões possíveis. Vamos a ele?

(Como em todos os programas especiais, não teremos a íntegra do texto)

A DTI Digital é um dos apoiadores do Café Brasil, e está ensinando a gente  ser…. ágil! Se a sua empresa não é ágil, saiba que cada empresa precisa descobrir o seu próprio caminho pra agilidade! Não existe um único modelo, mas existem princípios, e é isso que os Agilistras trazem para você. Descubra por onde começar a ser ágil, ouvindo o podcast Os Agilistas, que você encontra em todas as plataformas. E pode seguir pelo Instagram no @osagilistas. Ou então acessando a dtidigital.com.br.

Vai, meu, se mexe! Seja ágil como um agilista!

Muito bem, essa nossa conversa foi transparente, revelando algumas opiniões com uma ênfase que eu normalmente não uso aqui no Café Brasil, mas que é necessária nestes tempos de ânimos exaltados. Uma hora a poeira vai baixar e poderemos ver o cenário com mais clareza. Por enquanto é isso aí: só não dá pra ficar em cima do muro, pagando de isentão.

Você encontra o Saindo da Bolha, que aborda de forma objetiva temas como a polarização política, a liberdade de expressão e os posicionamentos políticos e suas influências em nosso dia a dia, em todos os agregadores de podcasts que estão por ai. Vale muito ouvir, viu? Mesmo se você não concordar com as opiniões do Tom Sarti. O que ele propõe é aquele velho fitness intelectual, sabe como é que é?  Acesse saindodabolha.com.br  em todas as plataformas de distribuição de podcasts.

E é assim então , ao som de Jaques Morelenbaum no violoncelo. Lula Galvão – no violão e Rafael Barata na bateria e percussão, com o clássico APESAR DE VOCÊ, de Chico Buarque, que vamos caminhando para o final deste episódio.

O Café Brasil é produzido por quatro pessoas. Eu, Luciano Pires, na direção e apresentação, Lalá Moreira na técnica, Ciça Camargo na produção e, é claro, você aí, completando o ciclo. e hoje com a ilustre presença do Tom Sarti.

De onde veio este programa tem muito mais, especialmente para quem assina o cafebrasilpremium.com.br, Olha só: agora tem aplicativo pra IOS e pra Android, que você pode usar pra acessar a nossa “Netflix do Conhecimento”, nosso MLA – Master Life Administration. Acesse cafedegraca.com e experimente o Premium por um mês, sem pagar.

O conteúdo do Café Brasil pode chegar ao vivo em sua empresa através de minhas palestras. Acesse lucianopires.com.br e vamos com um cafezinho ao vivo.

Mande um comentário de voz pelo WhatSapp no 11 96429 4746. E também estamos no Telegram, com o grupo Café Brasil.

Para terminar, tinha que ser, né? Uma frase de Roger Scruton:

Nós, conservadores, somos chatos. Mas também estamos certos.