s
Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
O Café Brasil de hoje é a releitura de um programa de ...

Ver mais

Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Tenho feito uma série de lives que chamei de ‘Bora pra ...

Ver mais

Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Outro daqueles acidentes estúpidos vitimou mais uma ...

Ver mais

Café Brasil 795 – A Black Friday
Café Brasil 795 – A Black Friday
Uma vez ouvi que a origem do apelido Black Friday seria ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Quadrinhos em alta
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Quadrinhos em alta Apesar do início com publicações periódicas impressas para públicos específicos, as HQs não se limitam a atender às crianças. Há quadrinhos para adultos, de muita qualidade, em ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)
Alexandre Gomes
Antes de tratar das regras da divisão lógica – pois pode parecer mais importante saber as regras de divisão que os tipos de divisão – será útil revisar alguns tópicos já tratados para ...

Ver mais

Simplificar é confundir
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Alexis de Tocqueville escreveu que “uma idéia falsa, mas clara e precisa, tem mais poder no mundo do que uma idéia verdadeira, mas complexa”.   Tocqueville estava certo. Em todos os ...

Ver mais

País de traficantes?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não é segredo que o consumo de drogas é problema endêmico no País, bem como o tráfico delas. O Brasil não apenas recebe toneladas de lixo aspirável ou injetável para consumo interno, como ainda ...

Ver mais

Cafezinho 444 – Congestão mental
Cafezinho 444 – Congestão mental
Quanto de alimento intelectual você consegue entuchar ...

Ver mais

Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
A sociedade norte americana está doente. E eles somos ...

Ver mais

Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
A cultura é boa porque influencia diretamente a forma ...

Ver mais

Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
A baixa cultura faz crescer a bunda, melhorar o ...

Ver mais

Café Brasil 704 – 45 Minutos do Primeiro Tempo

Café Brasil 704 – 45 Minutos do Primeiro Tempo

Luciano Pires -

Olha! Se você tem água infiltrando, tem pintura manchando, tem fungo pegando: saiba que isso tudo é umidade. E a umidade ela não perdoa, viu? E com ela vem também várias doenças respiratórias. Se você tá brigando com a umidade, saiba que a maioria dos problemas é tudo fácil de resolver, viu? Se você tiver a ajuda da SIKA – Líder Mundial de Impermeabilizantes.  Acesse @sika_brasil no Instagram e coloque lá suas dúvidas! Ou diga simplesmente,  que conheceu a SIKA através do Café Brasil!

SIKA – S.I.K.A. – @sika_brasil.

Sujeito de sorte
Belchior

Presentemente eu posso me considerar um sujeito de sorte
Porque apesar de muito moço, me sinto são e salvo e forte
E tenho comigo pensado, Deus é brasileiro e anda do meu lado
E assim já não posso sofrer no ano passado

Tenho sangrado demais, tenho chorado pra cachorro
Ano passado eu morri, mas esse ano eu não morro
Tenho sangrado demais, tenho chorado pra cachorro
Ano passado eu morri, mas esse ano eu não morro

Olha que remix legal, cara, do Moçambeats para Sujeito de Sorte, do Belchior,

É com ele que eu conto pra você que o Patrick Santos é um jornalista que tem uma trajetória importante no rádio brasileiro. Em 2019 ele lançou um livro e na sequência começou a produzir o podcast 45 Minutos do Primeiro Tempo na rádio Jovem Pan. E me convidou para um bate -papo.

Vamos nessa?

Bom dia, boa tarde, boa noite. Você está no Café Brasil e eu sou o Luciano Pires.

Posso entrar?

45 Minutos do Primeiro Tempo é aquele momento em que o time vai para o vestiário, conversa sobre o jogo, repensa a estratégia, combina as mudanças e descansa para retornar ao campo para o segundo tempo. Aplique esse conceito à sua carreira profissional e pronto. Você tem a pegada do podcast 45 Minutos do Primeiro Tempo, que foi criado a partir da experiência própria do Patrick Santos, para tratar de transição de carreira.

E eu fui lá. Vamos ouvir, hein? Só que antes:

“Bom dia, boa tarde, boa noite. Me chamo Djaimes, sou de Guaíra, Paraná, gerente comercial de uma rede de postos de combustíveis.

Meu nobre Luciano Pires: você não imagina como foi a satisfação de conhecer seus podcasts. Tenho 36 anos, a gente nessa vida corrida de hoje, onde você toma trezentas decisões ao dia, contrário de alguns anos atrás, que as coisas aconteciam … não com uma velocidade como hoje e pelo fato de você… estar em uma função que você tem que tomar decisões constantes e precisas, tentando minimizar o erro, você precisa estar preparadamente… você precisa estar preparado mentalmente, profissionalmente, pessoalmente. E essa questão de você ter essa necessidade de você estar preparado, o seu podcast caiu como luva.

Há dois meses atrás eu e minha esposa resolvemos não mais assistir nada que não agregasse valor a nós. Então, um programa aberto, de qualquer emissora, Globo, SBT, Record, não importa, um programa aberto. Então nós paramos de assistir. Passamos a procurar alguma coisa na SKY, alguma coisa na Netflix, que pudesse agregar valor,naquele tempo em que nós estávamos nos entretendo ali com essa… com o programa.

Pois bem, com isso, meu amigo, nem televisão eu assisto mais. Comecei a me aprofundar aí nos livros, podcast, óbvio, tenho uma criança pequena em casa, 3 anos, Antony é o nome do garotinho… no momento estou lendo um livro, Como criar um adulto, né? E os seus podcasts, Luciano… cara! Eu frequentemente estou na estrada e às vezes você vai ouvir uma música… tempos atrás eu tinha baixado o Deezer, então, eu podia até selecionar as músicas que eu gosto, né? Curto um rock… tá?

Mas aí, cara, navegando ali no Deezer, encontrei podcast. Comecei a assistir o podcast do Alexandre… o Alexandre Garcia. É… assuntos que me interessavam, bom de ouvir. Era gostoso. Mas começou a ficar um negócio muito repetitivo, uma coisa… naveguei um pouquinho mais ali, encontrei Café Brasil. 

Cara! Você sabe quando você encontra… eu não me lembro qual foi o programa que eu assisti, seu… se era o 260, 270, alguma coisa assim. Eu sei que tinha uma lista ali que ia do 1 ao 200 depois lá no meio aparecia uns programas com seiscentos e alguma coisa… beleza. Cara! Cada vez mais tempo na estrada, visitando as unidades, né? Supervisionando, pra saber se está tudo acontecendo, tudo corretamente, então eu acabo ficando uma hora e meia, duas horas, três horas na estrada.

Com os seus podcasts, meu amigo, venho tendo prazer em estar na estrada, cara! Seus assuntos, como você mesmo diz aí que é uma variedade de assuntos, é sempre uma caixinha de surpresa o que vai acontecer no próximo programa.

Me tornei Premium há uns dez dias, mais ou menos, e cara! Eu queria dar os parabéns pra você, meu irmão, queria  agradecer aos seus programas, o quanto intelectual que eles são, o quanto eles nos agregam em formação, valor, o quanto me ajudou nas reuniões que a gente tem com a equipe, né? As suas metáforas, que você utiliza e cara! Genial. Genial!

Vida longa ao Cafezinho. Forte abraço, meu amigo. Sucesso!

Grande Djaeimes! Rarararara, é isso! O Café Brasil dá prazer de ficar na estrada, no busão, na fila, na garagem, rararararara… Obrigado, meu caro. Você e sua esposa decidiram valorizar seu tempo de vida, ao só entregá-lo àquilo que agrega valor! É isso, cara! Mas é muito complicado tomar e exercitar essa decisão quando estamos mergulhados em nosso dia a dia, tão mergulhados que não percebemos que estamos consumindo nossa vida de uma forma que não agrega. Olha! Eu fiquei feliz em saber que o Café Brasil está ajudando você! Manda bala aí meu! Vai fundo! Mas vê se vai pro Premium, viu? Lá tem muito mais!

Muito bem. O Djaeimes  receberá um KIT DKT, recheado de produtos PRUDENCE, como géis lubrificantes e preservativos masculinos e muito mais. Basta enviar o seu endereço para contato@lucianopires.com.br.

A DKT distribui as marcas Prudence, Sutra e Andalan, contemplando a maior linha de preservativos do mercado, além de outros produtos como anticonceptivos intrauterinos, géis lubrificantes, estimuladores, coletor menstrual descartável e lenços umedecidos. A causa da DKT é reverter grande parte de seus lucros para projetos nas regiões mais carentes do planeta para evitar gravidez indesejada, infecções sexualmente transmissíveis e a AIDS. Ao comprar um produto Prudence, Sutra ou Andalan você está ajudando nessa missão!

facebook.com/dktbrasil.

Vamos lá então!

Luciano – Lalá, como é que você usa muito bem o seu tempo de vida, hein?

Lalá – Ora… é quando na hora do amor, eu uso Prudence.

(45 minutos do primeiro tempo)

(Como em todos os programas especiais, não teremos a íntegra do texto)

E o Itaú Cultural tem três podcasts para quem se interessa por música, literatura e questões indígenas.

No podcast Escritores-Leitores, autores brasileiros falam de seu processo criativo. É fascinante, cara! No Toca Brasil, artistas, produtores e pesquisadores do universo musical falam de seu trabalho. É mais fascinante ainda! E no podcast Mekukradjá escritores, cineastas e lideranças de povos indígenas de várias regiões do Brasil tratam das questões indígenas, trazendo pra gente um dia a dia, uma realidade, um mundo completamente diferente do nosso.

Acesse itaucultural.org.br , Agora você tem cultura entrando por aqui, ó:

Pelos ouvidos…

 

AmarElo (part. Majur e Pabllo Vittar)
Emicida

Eu sonho mais alto que drones
Combustível do meu tipo? A fome
Pra arregaçar como um ciclone (entendeu?)
Pra que amanhã não seja só um ontem com um novo nome
O abutre ronda, ansioso pela queda (sem sorte)
Findo mágoa, mano, sou mais que essa merda (bem mais)
Corpo, mente, alma, um, tipo Ayurveda
Estilo água, eu corro no meio das pedra
Na trama tudo, os drama turvo, eu sou um dramaturgo
Conclama a se afastar da lama enquanto inflama o mundo
Sem melodrama, busco grana, isso é hosana em curso
Capulanas, catanas, buscar nirvana é o recurso
É um mundo cão pra nóis, perder não é opção, certo?
De onde o vento faz a curva, brota o papo reto
Num deixo quieto, não tem como deixar quieto
A meta é deixar sem chão quem riu de nóis sem teto (vai!)

[Majur, Emicida e Belchior]
Tenho sangrado demais
Tenho chorado pra cachorro (eu preciso cuidar de mim)
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro (esse ano eu não morro)
Tenho sangrado demais (demais)
Tenho chorado pra cachorro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro (Belchior tinha razão)
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro

[Emicida]
Figurinha premiada, brilho no escuro
Desde a quebrada avulso
De gorro, alto do morro e os camarada tudo
De peça no forro e os piores impulsos
Só eu e Deus sabe o que é não ter nada, ser expulso
Ponho linhas no mundo, mas já quis pôr no pulso
Sem o torro, nossa vida não vale a de um cachorro, triste
Hoje Cedo não era um hit, era um pedido de socorro
Mano, rancor é igual tumor, envenena a raiz
Onde a platéia só deseja ser feliz (ser feliz)
Com uma presença aérea
Onde a última tendência é depressão com aparência de férias
(Vovó diz) odiar o diabo é mó boi (mó boi)
Difícil é viver no inferno (e vem à tona)
Que o mesmo império canalha que não te leva a sério
Interfere pra te levar à lona, revide!

[Majur, Emicida e Belchior]
Tenho sangrado demais
Tenho chorado pra cachorro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro
Tenho sangrado demais (demais)
Tenho chorado pra cachorro (preciso cuidar de mim)
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro

[Pabllo Vittar, Majur e Emicida]
Permita que eu fale, não as minhas cicatrizes
Elas são coadjuvantes, não, melhor, figurantes
Que nem devia tá aqui
Permita que eu fale, não as minhas cicatrizes
Tanta dor rouba nossa voz, sabe o que resta de nós?
Alvos passeando por aí
Permita que eu fale, não as minhas cicatrizes
Se isso é sobre vivência, me resumir à sobrevivência
É roubar o pouco de bom que vivi
Por fim, permita que eu fale, não as minhas cicatrizes
Achar que essas mazelas me definem é o pior dos crimes
É dar o troféu pro nosso algoz e fazer nóis sumir

[Emicida]
Aí, maloqueiro, aí, maloqueira
Levanta essa cabeça
Enxuga essas lágrimas, certo? (Você memo)
Respira fundo e volta pro ringue (vai)
Cê vai sair dessa prisão
Cê vai atrás desse diploma
Com a fúria da beleza do Sol, entendeu?
Faz isso por nóis
Faz essa por nóis (vai)
Te vejo no pódio

[Majur e Pabllo Vittar]
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro

Olha que loucura, cara! É ao som de Amarelo, do Emicida, com participação de Majur e Pablo Vittar e um sampler do Belchior, vamos saindo no embalo. Lembrando que as músicas usadas neste programa estão relacionadas no roteiro publicado em portalcafebrasil.com.br.

É isso… você ouviu uma conversa de dois profissionais que praticaram transições em suas carreiras. Esse tema é apaixonante e no podcast 45 Minutos do Primeiro Tempo você encontra diversas conversas com gente de todos os segmentos de atuação, contando sobre seus processos de mudança e transição. É fascinante, cara! Você encontra o 45 Minutos do Primeiro Tempo no site da Jovem Pan e nos agregadores de podcasts. E se gostar do tema cara, pode ler o livro que o Patrick Santos escreveu e que tem mesmo título: 45 Minutos do Primeiro Tempo. Olha, esse livro foi a inspiração para a criação do podcast.

O Café Brasil é produzido por quatro pessoas. Eu, Luciano Pires, na direção e apresentação, Lalá Moreira na técnica, Ciça Camargo na produção e, é claro, você aí ó, completando o ciclo.

De onde veio este programa tem muito mais, especialmente para quem assina o cafebrasilpremium.com.br, a nossa “Netflix do Conhecimento”, e pode através disso cara, mergulhar num Master Life Administration, MLE. Acesse aí ó,  cafedegraca.com e experimente o Premium por um mês, sem pagar.

O conteúdo do Café Brasil pode chegar ao vivo em sua empresa através de minhas palestras. Acesse lucianopires.com.br e vamos com um cafezinho ao vivo.

Mande um comentário de voz pelo WhatSapp no 11 96429 4746. E também estamos no Telegram, com o grupo Café Brasil.

Para terminar, uma frase dele mesmo, o Patrick Santos:

O tempo é primoroso. Não dá para desperdiçá-lo com coisas que não fazem sentido para nós