s
Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil 741 – A cascata de disponibilidade
Café Brasil 741 – A cascata de disponibilidade
De quando em quando certos temas tomam a sociedade de ...

Ver mais

Café Brasil 740 – O tempo passou na janela
Café Brasil 740 – O tempo passou na janela
O tempo passou na janela. Você viu?

Ver mais

Café Brasil 739 – O deleite – Revisitado
Café Brasil 739 – O deleite – Revisitado
Hoje tratamos da importância de divertir-se enquanto ...

Ver mais

Café Brasil 738 – O encantador de Millennials
Café Brasil 738 – O encantador de Millennials
Todo mês, publicamos no Café Brasil Premium um ...

Ver mais

LíderCast 206 – Alessandro Loiola
LíderCast 206 – Alessandro Loiola
Médico, segunda aparição no LíderCast, por conta de seu ...

Ver mais

LíderCast 205 – Lorenzo Ridolfi
LíderCast 205 – Lorenzo Ridolfi
Um “nerd” fascinado por matemática e por big data, que ...

Ver mais

Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Nos 14 anos em que produzimos podcasts, esta talvez ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

A Dialética do Confinamento
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
O pensamento, como o próprio real, é dialético: a escolha de um caminho sempre revela mais sobre nós mesmos do que sobre a paisagem. A escuridão sempre ilumina o que está oculto na nossa alma. A ...

Ver mais

Prêmio Nobel de Economia 2020
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Nobel de Economia 2020 Um prêmio em consonância com seu tempo “A teoria dos leilões é uma das construções mais coletivas da teoria econômica, tendo recebido a contribuição de grande número de ...

Ver mais

A lição de Giordano
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O médico Joseph Giordano esperava um dia tranquilo de trabalho naquele longínquo 30 de março de 1981, como cirurgião-chefe da equipe de traumatologia da Universidade George Washington, situado na ...

Ver mais

Em pauta, a verdade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Em pauta, a verdade “O mundo do século XXI remete aos navegadores que conquistaram novas terras no século XVI: eles sabiam onde estavam e tinham apenas uma pálida indicação de onde chegariam. ...

Ver mais

Cafezinho 329 – Nós temos a força
Cafezinho 329 – Nós temos a força
Cada um de nós, consumidores dos produtos culturais, ...

Ver mais

Cafezinho 328 –
Cafezinho 328 –
Esta semana lançamos a 16ª temporada do Lídercast, um ...

Ver mais

Cafezinho 327 – A cascata da disponibilidade
Cafezinho 327 – A cascata da disponibilidade
Como funciona uma cadeia de eventos que pode provocar ...

Ver mais

Cafezinho 326 – O atalho
Cafezinho 326 – O atalho
Enriquecer seu processo de julgamento e tomada de decisão

Ver mais

Café Brasil 726 – Gently Weeps

Café Brasil 726 – Gently Weeps

Luciano Pires -

Olha, algumas canções são tão sagradas que eu me sinto intimidado só de pensar em fazer um programa sobre elas, cara! Aí fico cozinhando… cozinhando… esmerilhando, até que um dia acontece alguma coisa que gera a faísca… E pronto! Aí é uma catarse criativa. Aconteceu isto com este programa, que eu acho que você devia ouvir de joelhos, cara… É sobre While my guitar gently weeps, um clássico dos Beatles, obra prima de George Harrison… Segura esta.

Bom dia, boa tarde, boa noite. Você está no Café Brasil e eu sou o Luciano Pires.

Posso entrar?

Lalá, pega nossa máquina do tempo lá, vai. O bicho vai pegar de novo. Configura aí ó, nós vamos pra fevereiro de 1968, em Rishikesh, no norte da Índia. Manda bala.

Em 1967 os Beatles, já a banda de maior sucesso do planeta, participaram de um seminário com o guru indiano Maharishi Yogi no País de Gales. Foi durante o seminário que receberam a notícia da morte de Brian Epstein, considerado por muitos o quinto Beatle, o empresário da banda. A fama e o sucesso, a grana farta, as drogas, tudo aquilo contribuiu para que os Beatles entrassem num redemoinho de acontecimentos e na busca por uma orientação de vida. George Harrison ficou encantado com a proposta da Meditação Transcendental do guru indiano, John Lennon idem e logo o mundo acompanhou com curiosidade aquele indiano que se transformou no guru espiritual dos Beatles.

Em fevereiro de 1968 a banda estava no auge da popularidade. Eles haviam lançado pouco menos de um ano antes o petardo Sargent Pepper´s Lonely Hart Club Band, todo mundo queria vê-los e ouvi-los. E era um período intenso da história.

O ano de 1968 foi icônico. Começou com a Ofensiva do Tet no Vietnam, que gerou uma onda de protestos contra a guerra nos Estados Unidos. A Primavera de Praga estava virando a Tchecoslováquia de pernas para o ar e na França os estudantes ganhavam as ruas em manifestações que pediam mudanças na sociedade.

E então.

Martin Luther King foi assassinado, causando um levante racial gigantesco nos Estados Unidos. Dois meses depois…

Robert Kennedy foi assassinado, levando consigo a esperança de quem via nele a sucessão de seu irmão John, assassinado 5 anos antes. O país pega fogo e no meio da bagunça, Richard Nixon lança um discurso prometendo retorno da lei e da ordem, e é eleito… e 1968 se transforma numa espécie de ponto final para uma era de otimismo, da paz, do amor, do motor e da flor. Era o fim dos anos 60.

Within you without you
George Harrison

We were talking
About the space between us all
And the people
Who hide themselves behind a wall
Of illusion
Never glimpse the truth
When it’s far too late
When they pass away

We were talking about the love we all could share
When we find it
To try our best to hold it there
(With our love)
With our love we could save the world
If they only knew

Try to realise its all within yourself
No one else can make you change
And to see you’re really only very small
And life flows on within you
And without you

We were talking
About the love thats gone so cold
And the people
Who gain the world and lose their soul
They dont know
They cant see
Are you one of them?

When you’ve seen beyond yourself
Then you may find peace of mind is waiting there
And the time will come when you see
We’re all one and life flows on
Within you and without you

Você ouve Whithin You Whithout You, de George Harrison, já demonstrando a influência da cultura hindu sobre sua arte. Os Beatles foram para a Índia em fevereiro de 1968, com esposas, namoradas, assistentes e um monte de jornalistas, para mergulhar no treinamento da Meditação Transcendental de Maharishi Yogi. Olha, não vou discutir aqui se o Yogi era só mais um charlatão ou se a 3sua proposta era válida e séria, o fato é que aquele período foi um dos mais férteis na história de John, Paul e George, que escreveram diversas canções. E Ringo, que escreveu sua primeira.

Dezoito dessas canções foram gravadas no famoso White Album, duas foram parar no Abbey Road e diversas foram aproveitadas em projetos solo.

A aventura indiana terminou quando a notícia de que o guru tentou abusar sexualmente da atriz Mia Farrow, que estava no retiro com o grupo, fez com que John e George retornassem para casa, depois de cerca de 90 dias na Índia. Ringo e Paul haviam retornado mais cedo. Os Beatles anunciaram publicamente o rompimento com o guru indiano e a experiência rendeu uma música de autoria de John Lennon, chamada Sexy Sadie.

Sexy Sadie
John Lennon

Sexy Sadie, what have you done?
You made a fool of everyone
You made a fool of everyone
Sexy Sadie, oh, what have you done?

Sexy Sadie, you broke the rules
You layed it down for all to see
You layed it down for all to see
Sexy Sadie, oh, you broke the rules

One sunny day the world was waiting for a lover
She came along to turn on everyone
Sexy Sadie, the greatest of them all

Sexy Sadie, how did you know?
The world was waiting just for you
The world was waiting just for you
Sexy Sadie, oh, how did you know?

Sexy Sadie, you’ll get yours yet
However big you think you are
However big you think you are
Sexy Sadie, oh, you’ll get yours yet

We gave her everything we owned just to sit at her table
Just a smile would lighten everything
Sexy Sadie, she’s the latest and the greatest of them all

She made a fool of everyone
Sexy Sadie

However big you think you are
Sexy Sadie


Sexy Sadie, veja o que você fez!
Você fez todos de idiotas
Você fez todos de idiotas
Sexy Sadie, ah, veja o que você fez!

Sexy Sadie era o Maharishi Yogi.

Cara, aquela experiência transcendental foi tão forte que o resultado não podia ser menos que espetacular. Por exemplo, a irmã da atriz Mia Farrow também estava no retiro espiritual. A moça ficou tão obcecada pela meditação transcendental que passou três semanas trancada em sua cabana. Lennon e Harrison foram escalados para tentar tirá-la daquele transe. O nome da moça era Prudence. Sabe no que deu?

Dear Prudence
John Lennon
George Harrison

Dear Prudence, won’t you come out to play
Dear Prudence, greet the brand new day
The sun is up, the sky is blue
It’s beautiful and so are you
Dear Prudence won’t you come out and play?

Dear Prudence, open up your eyes
Dear Prudence, see the sunny skies
The wind is low, the birds will sing
That you are part of everything
Dear Prudence won’t you open up your eyes?

Look around round (round, round, round)
Look around round (round, round, round)
Look around

Dear Prudence, let me see you smile
Dear Prudence, like a little child
The clouds will be a daisy chain
So let me see you smile again
Dear Prudence won’t you let me see you smile?

Olha que legal.Quando a gente sabe do contexto, sabe da história, a gente entende de outra forma os versos de John Lennon:

Querida Prudence, por que não sai pra brincar?
Querida Prudence, receba o novo dia
O sol levantou, o céu está azul
Está lindo e você também está
Querida Prudence, por que você não sai pra brincar?

Você ouve a delicada versão demo dessa canção. No final dela, John Lennon fala enquanto toca o violão: “Ninguém tinha como saber que mais cedo ou mais tarde ela ficaria completamente desvairada sob os cuidados do Maharishi Yogi.

E por falar em Prudence…

“Oi Luciano. Tudo bem? Aqui é o Wagner, moro em São Paulo Capital e sou um dos assinantes do Café Brasil Premium e vim aqui pra dar um oizinho e dizer que o conteúdo que tem ali é espetacular. Realmente espetacular.

Hoje eu emiti minha primeira nota, minha primeira nota fiscal como pessoa jurídica. E a alegria, a felicidade que eu tive hoje, tem tudo a ver com o conteúdo que você transmite ali pra gente, ali no Café Brasil Premium. Ali, realmente, a  gente fica, como posso dizer, uma relação … animal. Simplesmente, a palavra é animal. Se tem uma palavra pra descrever tudo que acontece ali… 

Eu consumo mais o conteúdo de áudio, então, toda questão de podsumário, o áudio dos videocasts que tem, inclusive o LíderCast também, que a gente tem acesso, inclusive as apresentações, power point. Já utilizei power point em reuniões da empresa, já… com a sua licença, né? Já apresentei alguns conteúdos, expus alguns conteúdos também pro pessoal.

E cara: vim aqui pra te agradecer. Por tudo que você tem feito aí pelo pessoal, pela galera, essa questão toda envolvida, questões de liderança que acontece bastante lá também, que tem bastante conteúdo de liderança, né? Isso pra mim tem sido fantástico, inclusive na graduação também. É muito curioso.

Estou fazendo uma graduação de gestão de projetos e tenho umas matérias que envolvem RH e só do conteúdo que tem ali, as aulas que eu tenho que assistir, eu tenho que assistir mesmo pra cumprir tabela, porque o conteúdo todo que eu tenho, as simulações que eu faço, as provas que eu fiz e todo o meu rendimento nessas matérias, tem tudo a ver com o que acontece ali, com o que você apresenta, com o material que você traz, com os seus pitacos também, aquela parte dos pitacos é sensacional. E lá já dá pra… eu consigo ter uma ideia muito boa mesmo de como tentar me comportar, de como corrigir meus erros.

Então, cara! Vim aqui pra agradecer. Porque realmente o conteúdo que tem ali os podsumários  são excelentes e lógico, já comprei até um dos livros também que você recomenda ali nos podsumários que tem no mindset, que realmente é fantástico.

Queria deixar meu abraços, essa minha palavra aí de carinho, dizer que esse  conteúdo tem sido realmente… olha… não tenho nem palavras pra descrever. Obrigado aí, Luciano. Um abraço pra todos e vida que segue, né? Vamos fazendo o nosso trabalho de formiguinha daqui e você vai fazendo o seu daí. Abração, até logo, tchau tchau”.

Grande Wagner, obrigado pelo feedback, meu caro. Você está amortizando ao máximo o investimento feito no Premium, eu fico feliz com isso, viu? Não é todo mundo que saca que há um algo mais ali, além de conteúdo inteligentinho para o sucesso profissional. A gente trata de aumentar a percepção das pessoas para com o mundo. Que nem o Maharishi fez com os Beatles.. Rararararar… Que mais gente venha!

Muito bem. O Wagner receberá um KIT DKT, recheado de produtos PRUDENCE, como géis lubrificantes e preservativos masculinos. Basta enviar seu endereço para contato@lucianopires.com.br.

A DKT distribui as marcas Prudence, Sutra e Andalan, contemplando a maior linha de preservativos do mercado, além de outros produtos como anticonceptivos intrauterinos, géis lubrificantes, estimuladores, coletor menstrual descartável e lenços umedecidos. A causa da DKT, você já sabe, é reverter grande parte de seus lucros para projetos nas regiões mais carentes do planeta para evitar gravidez indesejada, infecções sexualmente transmissíveis e a AIDS. Ao comprar um produto Prudence, Sutra ou Andalan você está ajudando nessa missão!

facebook.com/dktbrasil.

Vamos lá então!

Luciano – Lalá, o programa hoje tem Beatles, tem George Harrison… só falta um vinho, um cobertor e mais o quê?

Lalá – Ah! Se vai rolar amor, use Prudence.

Luciano – Muito bem!

Pois é… Mas de todas as canções que surgiram daquela experiência transcendental, uma, para mim, é especial.

While my guitar gently weeps.

Ao retornar da Índia, depois de se dedicar ao estudo da cítara e mergulhar de volta na guitarra, George sentia-se espiritualmente distanciado dos outros Beatles, demonstrando mais interesse pelo estudo da espiritualidade indiana do que com o futuro da banda. O compositor inglês Chris Difford, diz que “George foi quem voltou da índia com a elevação espiritual que carregou pelo resto da vida. Os outros voltaram com cartões postais.”

George estava na casa de seus pais, lendo o I Ching, o “Livro das Mudanças”, que fala do princípio do acaso entre outras coisas. E decidiu colocar o princípio para funcionar. Ele estava interessado no contraponto das culturas orientais e ocidentais. Se no ocidente somos pragmáticos e achamos que as coisas acontecem ao acaso, no oriente a concepção é que tudo está conectado. George então pegou um livro na estante, disposto a escrever uma canção a partir das primeiras palavras que encontrasse. E deu de cara com “Gently weeps”, algo como “choramingando gentilmente”.

Fechou o livro e começou a escrever uma canção.

E o que ele escreveu, refletia aquele momento, suas preocupações com o mundo, com a banda, consigo mesmo. As diversas versões da letra trazem versos que ficaram de fora antes da gravação definitiva. Por exemplo: “Vejo os problemas e ódio que estão surgindo/ enquanto minha guitarra gentilmente chora/enquanto eu estou sentado aqui fazendo nada, a não ser envelhecer…”

A letra da música está baseada na teoria de que tudo tem um propósito por estar aqui, neste exato momento. Ela é uma revisita ao tema do amor universal que os Beatles já haviam exposto em All you need is love, que revelava a crença de que o amor poderia resolver os males do mundo.

George escreveu sobre o contrário. Escreveu sobre os limites do amor. E para compreender melhor a canção, é preciso conhece-la como um processo. While My Guitar foi uma das canções que mais modificações sofreram entre a primeira versão e a gravação final. Começou com uma delicada interpretação de George cantando acompanhado de seu violão e de Paul MacCartney na harmônica. Uma primeira versão, que muita gente considera a mais linda, e que só foi ouvida em 1996, lançada na Antologia 3 dos Beatles.

While my guitar gently weeps
George Harrison

I look at you all
See the love there that’s sleeping
While my guitar gently weeps

I look at the floor
And I see it needs sweeping
Still my guitar gently weeps

I don’t know why nobody told you
How to unfold your love
I don’t know how someone controlled you
They bought and sold you

I look at the world
And I notice it’s turning
While my guitar gently weeps

With every mistake
We must surely be learning
Still my guitar gently weeps

I don’t know how you were diverted
You were perverted too
I don’t know how you were inverted
No one alerted you

I look from the wings
at the play you are staging
While my guitar gently weeps

As I’m sitting here
doing nothing but aging
Still my guitar gently weeps

I look at you all
See the love there that’s sleeping
While my guitar gently weeps

I look at you all
Still my guitar gently weeps

George… muito obrigado!

Olha, While my guitar gently weeps é musicalmente simples, com a letra simples, sem as imagens fantasiosas e as longas narrativas que marcaram Sargent Peppers.

São poucos versos dirigidos a um indefinido “você”. E em inglês a letra é ainda mais rica, pois em nenhum momento se define o gênero desse você. Há quem diga que o você eram os membros da geração Flower Power, que tentou implementar mudanças sociais até o fatídico 1968, sem muito sucesso. Outros acham que George se referia aos próprios Beatles ou a outros músicos que diziam estar ajudando nas mudanças, mas que pouco ou nada faziam de prático. A letra é um lamento a uma geração que se dizia revolucionária e foi aos poucos sendo assimilada ou até comprada pelo sistema.

A letra diz assim:

Enquanto meu violão chora baixinho
Eu olho para todos vocês, vejo aquele amor adormecido
Enquanto meu violão chora baixinho
Eu olho para o chão e vejo que ele precisa ser limpo
Meu violão ainda chora baixinho

Não sei por que ninguém te ensinou
Como expandir seu amor
Não sei como foi que te controlaram
Eles te compraram e te venderam

Eu olho para o mundo e eu noto que ele está girando
Enquanto meu violão chora baixinho
Nós certamente precisamos aprender com cada erro
Meu violão ainda chora baixinho

Eu não sei como você foi desviado
E foi pervertido também
Eu não sei como você foi invertido
Ninguém te alertou

Eu olho das asas a peça que você está encenado
Enquanto meu violão chora baixinho
Conforme estou aqui sentado fazendo nada além de envelhecer
Meu violão ainda chora baixinho

E o Itaú Cultural, com a suspensão temporária das suas atividades presenciais em tempos de quarentena, leva uma programação muito especial com aulas de dança para crianças e de técnicas de desenho para que o público possa criar as suas próprias histórias ilustradas. Tá no canal do Youtube IC, IC de Itaú Cultural. IC para Crianças.

Mas tem mais, viu? Toda semana, uma seleção nova da Mostra de Filmes Online.

Acesse itaucultural.org.br. Agora você tem cultura entrando por aqui, por aqui

Pelos olhos e pelos ouvidos.

Pois então… durante as sessões de gravação a canção foi sendo modificada. George abandonou aquela primeira versão delicada, e partiu para gravar com toda a banda. É possível ouvir as experiências que eles fizeram durante as gravações.

E aí, meu? Quer acompanhar a gente a uma das sessões? Vamos para 5 de setembro de 1968?  Estamos na sala da técnica, aquela janelão de vidro na frente da gente e lá na frente Paul McCarney está ao órgão e discutindo o arranjo junto com George Harrison. O Rindo deve estar fazendo não sei o que ali, mas ouça só.

Bem, e foi no dia 6 de setembro, que eles gravaram muitos dos 28 takes até se sentirem satisfeitos. Este aqui foi o vigésimo sétimo.

Depois que o grupo acertou a pegada que George queria, ele começou a trabalhar num solo de guitarra. Além disso, continuava incomodado, achava que os outros Beatles não estavam engajados nas gravações. Sentia que a banda não estava performando no máximo da capacidade. E continuava trabalhando naquele solo de guitarra, sem ficar satisfeito.

E aí ele teve uma ideia.

George era muito amigo de Eric Clapton, desde que ele, Clapton, fez parte dos Yardbirds, tocando no Another Beatles Christmas Show em 1964. Em 1968 Eric estava no Cream, e era tratado como um deus da guitarra.

George, imaginando que a presença de Eric no estúdio motivaria seus colegas, convidou-o para tocar a guitarra solo na canção.

A resposta de Eric foi: “Não! Não posso fazer isso! Ninguém nunca tocou num disco dos Beatles”.

George respondeu: “Olha, essa canção é minha e eu quero que você toque nela.”

Eric aceitou o desafio, e deu certo. Sua presença no estúdio fez com que todos os componentes da banda dessem o máximo de si. Ah, detalhe. John Lennon não estava lá naquele dia.

Eric Clapton trouxe a pegada roqueira que George buscava e nos presenteou com uma guitarra que literalmente chorou gentilmente. Agora senta aí. Você ouvirá o deus da guitarra Eric Clapton, lá naquela gravação de 1968, emprestando seu gênio para os Beatles…

 

While My Guitar foi a canção que elevou George Harrison como compositor ao nível de John e Paul, o que ficou evidente quando o mundo conheceu Something e Here Comes The Sun, no álbum Abbey Road, lançado em 1969.

A revista Rolling Stone classificou a canção como a 136º em sua lista das 500 maiores canções de todos os tempos; sétima entre as 100 maiores canções com guitarras de todos os tempos e 10 na lista das 100 melhores canções dos Beatles.

While My Guitar Gently Weeps mostra como a música, as drogas, a guerra do Vietnan, o misticismo oriental e a filosofia mudaram a visão de mundo de milhões de pessoas durante um dos mais tumultuados períodos da humanidade. O final dos anos 60 foi emblemático, muito do que somos hoje tem as raízes no que aconteceu lá, meio século atrás.

Nossos pais e avós sonharam com um mundo diferente, com mais amor e menos ódio, mais generosidade e menos sanha por dinheiro, mais justiça e menos iniquidade. O sonho foi maravilhoso, mas algo se perdeu no caminho, e aquele mundo com o qual eles sonhavam, não aconteceu. Muito em razão daqueles militantes terem sido cooptados pelo sistema. Fizeram a barulheira, provocaram mudanças e depois voltaram pra casa e começaram a receber boletos,

George Harrison compreendeu o que estava acontecendo e registrou através de sua música.

De seu violão e da guitarra  de Eric Clapton que gentilmente…choram.

E é com essa linda versão com um acompanhamento orquestral especialmente regravado em 2005 por George Martin para o espetáculo LOVE do Cirque du Soleil, que vamos preparando nossa saída.

Eu estou encantado. E você, hein?

Cada versão dessa canção tem seu charme, seu valor. Ouvi-las é sempre um prazer… E só prova que George Harrison é meu Beatle preferido…

Cara, que privilégio eu tenho de poder fazer um programa como este, viu?

O Café Brasil é produzido por quatro pessoas. Eu, Luciano Pires, na direção e apresentação, Lalá Moreira na técnica, Ciça Camargo na produção e você, completando o ciclo.

De onde veio este programa tem muito mais, e você pode fazer parte do time. Acesse o link confraria.cafe e conheça os planos para se tornar um assinante e contribuir ativamente para que conteúdos como este que você acaba de ouvir, cheguem semanalmente para mais e mais gente.

O conteúdo do Café Brasil pode chegar ao vivo em sua empresa através de minhas palestras. Acesse lucianopires.com.br e vamos com um cafezinho online ou ao vivo.

Mande um comentário de voz pelo WhatSapp no 11 96429 4746. E também estamos no Telegram, com o grupo Café Brasil.

Para terminar, George Harrison:

Lá vem o sol…