s
Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Pelé e os parasitas.
Pelé e os parasitas.
Meu herói está lá, a Copa de 1970 está lá, o futebol ...

Ver mais

Branding a preço de banana.
Branding a preço de banana.
Quanto vale o branding? Pelo que estou vendo acontecer ...

Ver mais

O Tigre Branco. Ou poderia ser Cidade de Budah…
O Tigre Branco. Ou poderia ser Cidade de Budah…
Um grande comentário sócio-político sobre a divisão em ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Café Brasil 759 – Karl Popper e os negacionistas
Café Brasil 759 – Karl Popper e os negacionistas
Não devemos aceitar verdades universais a partir de ...

Ver mais

Café Brasil 758 – LíderCast César Menotti
Café Brasil 758 – LíderCast César Menotti
Há muito tempo tínhamos a ideia de trazer para o ...

Ver mais

Café Brasil 757 – O dono da firma
Café Brasil 757 – O dono da firma
Vamos então a mais um programa que fala do empreendedor ...

Ver mais

Café Brasil 756 – Netiqueta e as mulas digitais
Café Brasil 756 – Netiqueta e as mulas digitais
Usar a internet de forma responsável, é isso que trata ...

Ver mais

LíderCast 217 – Amyr Klink
LíderCast 217 – Amyr Klink
Meu nome é Amyr Klink, tenho 65 anos e eu construo viagens.

Ver mais

LíderCast 216 – Denise Pitta
LíderCast 216 – Denise Pitta
Empreendedora digital, dona do site Fashion Bubbles, ...

Ver mais

LíderCast 215 – Marco Antonio Villa
LíderCast 215 – Marco Antonio Villa
Historiador, professor, comentarista polêmico em rádio ...

Ver mais

LíderCast 214 – Bianca Oliveira
LíderCast 214 – Bianca Oliveira
Jornalista e apresentadora, hoje vivendo na Europa, ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

A guerra dos pelados
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
De 1912 a 1916 o Estado de Santa Catarina sofreu a Guerra do Contestado, conflito armado que opôs, de um lado, posseiros e pequenos produtores rurais, e de outro militares federais e estaduais. ...

Ver mais

A americanização do Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O imperialismo sedutor     “Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor Eu fui à  Penha, fui pedir à Padroeira para me ajudar Salve o Morro do Vintém, pendura a saia que eu quero ...

Ver mais

Economia da desigualdade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Economia da desigualdade “Os valores que conferem ao capitalismo sua legitimidade são prosperidade e liberdade para todos. […[ Se você concentra poder e renda em um pequeno grupo, o ...

Ver mais

Autonomia do Banco Central
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Caminhando rumo à autonomia do Banco Central ˜O desejo parece ser o de que a política econômica saia de uma vez por todas da alçada dos presidentes da república. […]. Delega-se para a diretoria ...

Ver mais

Cafezinho 365 – (IN)segurança Nacional
Cafezinho 365 – (IN)segurança Nacional
Nem precisa prender o Danilo Gentili, a simples ameaça ...

Ver mais

Cafezinho 364 – Isolacionismo intelectual
Cafezinho 364 – Isolacionismo intelectual
O viés de confirmação leva ao isolacionismo ...

Ver mais

Cafezinho 363 – Chapeuzinho Vermelho 4.0
Cafezinho 363 – Chapeuzinho Vermelho 4.0
No Chapeuzinho Vermelho 4.0, tá cheio de lobo se ...

Ver mais

Cafezinho 362 – Na bala!
Cafezinho 362 – Na bala!
Se a constituição brasileira não proíbe que o deputado ...

Ver mais

Café Brasil 742 – Além Mar

Café Brasil 742 – Além Mar

Luciano Pires -

Cara! Tem coisas que a gente gosta muito na vida, tem coisas que a gente ama na vida, eu amo sorvete, cara! E tive a sorte de ter aqui um patrocinador que faz sorvetes. A Perfetto, que combina alta capacidade de produção, com aquela receita que dá um sabor, meu!

Da uma olhada no site deles, é o perfetto.com.br, perfetto com dois tês. Tem um blog lá com receitas que é enlouquecedor. Eu acho que eu já experimentei todos os sabores, cara! É fantástico.

A Perfetto tem como pontos de venda as melhores lojas de cada município em que está presente. São pequenos, médios e grandes varejos, onde você encontra a linha de impulso e também a linha leve para casa.

Você que é ouvinte aí, dê um pulo lá nas redes socias da Perfetto, dê boas vindas, ajude a gente a mostrar pra eles como é o engajamento do ouvinte de podcasts. No Instagram é @perfettosorvetes. Sempre com dos tês no perfetto, tá?

Com sorvete #TudoéPerfetto

Ao som maravilhoso da guitarra portuguesa de Manassés de Souza com Fado Tropical, do Chico Buarque, abro o programa de hoje.

Olha! O Pedro Hipólito tem um podcast produzido de Portugal para o mundo. O foco é o universo profissional e ele me convidou para bater um papo sobre vida, trabalho, comunicação e muito mais. Foi bem legal e vou reproduzir hoje a nossa conversa.

Bom dia, boa tarde, boa noite. Você está no Café Brasil e eu sou o Luciano Pires.

Posso entrar?

O Pedro Hipólito é CEO da Five Thousand Miles, uma empresa portuguesa que se especializou em facilitar o desenvolvimento de negócios internacionais. Um cara globalizado, uma conversa muito nutritiva. Eu o entrevistei no LíderCast 168 em 2019. Algum tempo depois ele lançou seu podcast e me convidou para bater um papo. Do jeito que eu gosto cara: com agenda livre. É sempre fascinante conversar com mentes brilhantes de outras culturas. No caso, a portuguesa que se faz global. Vamos ao papo? Mas antes…

“Fala Luciano. Aqui é o Kleber de Mogi das Cruzes. Tudo bom? Meu amigo: é assim que eu me sinto em relação a você.

Eu acabei de ouvir o episódio 738 sobre a geração Millenial e eu acabei de parar o carro pra falar exatamente o que eu estou sentindo agora. Mais um programa que me faz pensar, emocionar. Mas eu tenho 45 anos e tenho uma Millenial mais nova em casa, assim como em 2008, nós estamos vivendo um outro evento que vai ser lembrado, com certeza, no futuro, em 2020. O ano do Coronavírus. E os impactos que isso vem trazendo no nosso modo de enxergar a vida, ver e tomar nossas decisões, caberia um trabalho futuro.

Eu sei que o trabalho que você trouxe nesse episódio baseado no livro que você nos recomendou e fez o podsumário, ele é muito interessante, mas as reflexões estão agora, quentinhas no forno, entendeu? Muitas vieram  na minha cabeça, como,  por exemplo, o quanto que a adoção de novas tecnologias se aceleraram com a pandemia, o quanto que as pessoas precisaram repensar sua vida e mudar seus paradigmas pro futuro.

Isso está acontecendo comigo profissionalmente, pessoalmente e acharia interessantíssimo colocar isso em perspectiva pra ressignificação do que vai acontecer no futuro com a minha geração, que é limítrofe à Millenial, um pouqinho pra trás e assim também com as outras, né?

Então, olha só: como você provoca a gente pra pensar, pelo menos dois assuntos. Esse, do que está acontecendo com a gente, pós pandemia e também como que essa geração, que daqui dez anos, quinze anos, seremos todos sexagenários, como a gente vai se preparar pra esse momento.

Te agradeço demais por esse trabalho maravilhoso e vida longa, longa, longa pro Café Brasil.

Só mais uma coisa: eu também gostaria de dizer que esse episódio em especial me tocou bastante, porque esses paradigmas dos Millenials em relação aos seus pais, ontem eu tive uma conversa com a minha filha que me incomodou bastante, mas ao escutar esse o episódio que falou do podsumário, muita coisa fez sentido na minha cabeça. Parabéns, meu amigo, mais uma vez. Que eu sei que esses dilemas você também deve ter em casa com seus Millenials.

Vida longa pro Café.”

Grande Kleber, tudo bem? Olha, meu caro, eu recebi vários comentários de pais de Millennials comentando o programam viu? E de alguns Millennials também. A maioria concordando com a visão apresentada. Estamos todos no mesmo barco que passa por essa turbulência, e eu desconfio que ao final dela os conflitos geracionais vão aumentar, viu? Por conta da evidente segregação que a pandemia provocou. A sociedade precisa repensar como cuidará de seus velhos e a moçada como se relacionará com eles. Será no mínimo curioso. Eu espero que sua Millennial curta o programa.

Muito bem. O Kleber receberá um KIT DKT, com alguns dos principais produtos PRUDENCE, como géis lubrificantes e preservativos masculinos. Basta enviar o seu endereço para contato@lucianopires.com.br

A DKT distribui a maior linha de preservativos do mercado, com a marca Prudence, além de outros produtos como os anticonceptivos intrauterinos Andalan, géis lubrificantes, estimuladores, coletor menstrual descartável e lenços umedecidos. Mas o que realmente marca na DKT é sua causa de reverter grande parte de seus lucros para projetos nas regiões mais carentes do planeta. A DKT trabalha para evitar gravidez indesejada, infecções sexualmente transmissíveis e a AIDS. Ao comprar um produto Prudence, Sutra ou Andalan você está ajudando nessa missão!

facebook.com/dktbrasil.

Vamos lá então!

Luciano – Lalá, hoje vamos pra Portugal. Qual é o recado?

Lalá – Ora pois! Na hora do amor, use Prudence, ó pá.

E o Itaú Cultural tem três podcasts para quem se interessa por música, literatura e questões indígenas.

O podcast Escritores-Leitores, autores brasileiros falam de seu processo criativo. O podcast Toca Brasil, tem artistas, produtores e pesquisadores do universo musical falando de seu trabalho. E no podcast Mekukradjá escritores, cineastas e lideranças de povos indígenas de várias regiões do Brasil tratam das questões indígenas.

Acesse itaucultural.org.br. Agora você tem cultura entrando por aqui, por aqui…pelos olhos e pelos ouvidos…

(Como em todos os programas especiais, não teremos a íntegra do texto.)

Muito bem, esse foi o papo com o Pedro Hipólito, que define seu podcast como uma partilha de ideias, táticas e experiências, principalmente sobre empresas, negócios e gestão mas também sobre outros assuntos que lhe entusiasmam, num formato direto e espontâneo, sem roteiro nem edição. Do jeuti que eu gosto, cara!

Procure Pedro Hipólito Podcast no Google, vale a pena conhecer seu olhar global de Portugal para o mundo.

Fado tropical
Chico Buarque

Oh, musa do meu fado
Oh, minha mãe gentil
Te deixo consternado
No primeiro abril

Mas não sê tão ingrata!
Não esquece quem te amou
E em tua densa mata
Se perdeu e se encontrou
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um imenso Portugal!

Sabe, no fundo eu sou um sentimental. Todos nós herdamos no sangue lusitano uma boa dosagem de lirismo (além da sífilis, é claro). Mesmo quando as minhas mãos estão ocupadas em torturar, esganar, trucidar, o meu coração fecha os olhos e sinceramente chora.

Com avencas na caatinga
Alecrins no canavial
Licores na moringa
Um vinho tropical
E a linda mulata
Com rendas do alentejo
De quem numa bravata
Arrebato um beijo
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um imenso Portugal!

Meu coração tem um sereno jeito
E as minhas mãos o golpe duro e presto
De tal maneira que, depois de feito
Desencontrado, eu mesmo me contesto

Se trago as mãos distantes do meu peito
É que há distância entre intenção e gesto
E se o meu coração nas mãos estreito
Me assombra a súbita impressão de incesto

Quando me encontro no calor da luta
Ostento a aguda empunhadora à proa
Mas meu peito se desabotoa

E se a sentença se anuncia bruta
Mais que depressa a mão cega executa
Pois que senão o coração perdoa

Guitarras e sanfonas
Jasmins, coqueiros, fontes
Sardinhas, mandioca
Num suave azulejo
E o rio Amazonas
Que corre trás-os-montes
E numa pororoca
Deságua no Tejo
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um império colonial!
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um império colonial!

E é assim, com o Fado Tropical, de Chico Buarque, na interpretação de Marcos Assumpção no canto e o senhor Brasil Rolando Boldrin fazendo a parte que Ruy Guerra fez na gravação original, que vamos saindo nessa viagem.

O Café Brasil é produzido por quatro pessoas. Eu, Luciano Pires, na direção e apresentação, Lalá Moreira na técnica, Ciça Camargo na produção e, é claro, você aí, completando o ciclo. Hoje teve um quinto, o Pedro Hipólito, claro.

De onde veio este programa tem muito mais, especialmente para quem assina o cafebrasilpremium.com.br. E fique esperto. Tô lançando um novo curso online, o MLACamp, abordando seis pilares da gestão dos negócios e da vida: produtividade, planejamento, inovação, liderança, comunicação e moral e ética. Acesse mlacafebrasil.com/camp, c,a, m, p, camp, para conhecer o programa. Se você gosta dos podcasts cara, vai amar a proposta.

O conteúdo do Café Brasil pode chegar ao vivo em sua empresa através de minhas palestras. Acesse lucianopires.com.br e vamos com um cafezinho ao vivo, online, cara.

Mande um comentário de voz pelo WhatSapp no 11 96429 4746. E também estamos no Telegram, com o grupo Café Brasil.

Para terminar, é claro, uma frase de Fernando Pessoa:

O mais alto de nós não é mais que um conhecedor mais próximo do oco e do incerto de tudo.