s
Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 792 – Solte o belo!
Café Brasil 792 – Solte o belo!
A beleza existe? Ou é só coisa da nossa cabeça? E se ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Pax Aeterna
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Maquiavel é, com alguma freqüência, considerado o primeiro cientista político moderno: nas suas análises, ele teria sido um dos primeiros a rejeitar tanto uma concepção metafísica da natureza ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Regras de Definição (parte 5)
Alexandre Gomes
  Para cumprir a função de DEFINIÇÃO, esta deve atender alguns requisitos. Do contrário, será apenas enrolação ou retórica vazia. Os requisitos são: 1. CONVERSÍVEL em relação ao sujeito, à ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Cafezinho 432 – O vencedor
Cafezinho 432 – O vencedor
As pessoas não se importam com o que você diz, desde ...

Ver mais

Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Descobri o que acontece com aquela gente enfática, que ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Café Brasil Curto 06 – O Gestor

Café Brasil Curto 06 – O Gestor

Luciano Pires -

Então chega a pergunta: Luciano, porque ficam querendo que o Dória se pronuncie sobre temas como aborto, homofobia, racismo blábláblá, mimimi? O cara não tem que ser Gerente da cidade? Não é essa a função do prefeito?

Bem para responder vou ter de usar o conceito “direita x esquerda”, mesmo sabendo que ele hoje está esculhambado. E a resposta serve para qualquer um que se situar mais à direita. O Doria vem do meio que eu vim: o do empresariado, o do mundo dos negócios, onde a ideologia que vale é dar lucro, o resto é conversa de acadêmico e de político. O Doria ainda é um animal atrelado ao capital, sua ideologia é dar lucro. Com o tempo e o traquejo no universo da política, provavelmente começará a abraçar alguma causa e não tenho dúvidas que vai arrastar as asas para o que eles chamam de “social democracia”.

Para responder a pergunta então, vou situar o Doria mais à direita da esquerda que hoje é dona das narrativas, ok?

Os caras ficam querendo que o Dória se pronuncie sobre temas sociais porque a narrativa da esquerda se dá no campo moral. É para lá que eles arrastam a discussão, enquanto a direita fica no campo da economia e da eficiência de gestão, áreas às quais o povo não dá a menor bola. Aliás, áreas que não têm o menor apelo popular, onde não existe emoção, não existe poesia. Gestão e economia são 1 + 1 = 2. Ponto.

É preciso, portanto, arrastar o Doria – ou qualquer outro representante de uma ala que se situe mais à direita –  para a discussão moral, assim fica mais fácil destruí-lo, pois como gestor ele terá de tomar decisões que vão se chocar com a narrativa moral à qual estamos acostumados. Assim ele será o vilão que pinta a cidade de cinza; o desalmado que coloca a polícia para desmontar a cracolândia; o insensível que manda tirar famílias carentes de propriedades invadidas; o ogro que aumentou a velocidade das marginais e jogou a flor no chão, etc.

E se for possível tirar de sua boca uma opinião que possa ser classificada como homofóbica, misógina, preconceituosa ou “elitista”, tá feita a festa.

Entendeu? É na discussão moral que eles fazem a sua cabeça.

Eu sou o Luciano Pires e esta provocação faz parte do fitness intelectual que você encontra no www.cafebrasilpremium.com.br