s
Iscas Intelectuais
Encontro Roberto Motta e Luciano Pires
Encontro Roberto Motta e Luciano Pires
Roberto Motta e Luciano Pires numa manhã de conversas ...

Ver mais

Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
A Declaração de Independência dos Estados Unidos foi um ...

Ver mais

Café Brasil 930 – A Escolha de Sofia
Café Brasil 930 – A Escolha de Sofia
Tomar decisões é uma parte essencial do dia a dia, ...

Ver mais

Café Brasil 929 – Desobediência Civil
Café Brasil 929 – Desobediência Civil
O livro "Desobediência Civil" de Henry David Thoreau é ...

Ver mais

Café Brasil 928 – Preguiça Intelectual
Café Brasil 928 – Preguiça Intelectual
Láááááááá em 2004 eu lancei meu livro Brasileiros ...

Ver mais

LíderCast 324 – Cristiano Corrêa
LíderCast 324 – Cristiano Corrêa
Hoje trazemos Cristiano Corrêa, um especialista no ...

Ver mais

LíderCast 323 – Sérgio Molina
LíderCast 323 – Sérgio Molina
O convidado de hoje é Sérgio Molina, – atual CEO do ...

Ver mais

LíderCast 322 – Rodrigo Rezende
LíderCast 322 – Rodrigo Rezende
Rodrigo Rezende, carioca, empreendedor raiz, um dos ...

Ver mais

LíderCast 321 – Rafael Cortez
LíderCast 321 – Rafael Cortez
Tá no ar o #LC321 O convidado de hoje é Rafael Cortez, ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial   “O capitalismo é, essencialmente, um processo de mudança econômica (endógena). O capitalismo só pode sobreviver na ...

Ver mais

Inteligência de mercado (Business intelligence)
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A importância da inteligência de mercado[1] Considerações iniciais Este artigo tem por objetivo ressaltar a importância da inteligência de mercado no competitivo mundo contemporâneo, por se ...

Ver mais

Americanah
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Americanah   “O identitarismo tem duas dimensões, uma dimensão intelectual e uma dimensão política, que estão profundamente articuladas, integradas. A dimensão intelectual é resultado ...

Ver mais

Cafezinho 328 – Crimes de Honra
Cafezinho 328 – Crimes de Honra
A Corte Constitucional da França recentemente declarou ...

Ver mais

Cafezinho 627 – O Pum da Vaca
Cafezinho 627 – O Pum da Vaca
O físico Richard Feynman tem uma frase ótima: "A ...

Ver mais

Cafezinho 626 – A Globo já era?
Cafezinho 626 – A Globo já era?
A internet mudou tudo. Ela acabou com os ...

Ver mais

Cafezinho 625 – Fake news que matam
Cafezinho 625 – Fake news que matam
Há tempos eu digo que saímos da Sociedade da Informação ...

Ver mais

Trabalhabilidade

Trabalhabilidade

Luiz Alberto Machado - Iscas Econômicas -

Trabalhabilidade, inteligência artificial e aprendizagem

 

“É preciso que a escola eduque os jovens para cultivar igualmente as esferas emotiva e racional. A sociedade pré-industrial dava importância excessiva à emotividade; a sociedade industrial decretou o triunfo da racionalidade. A sociedade pós-industrial deve incentivar a justa síntese dessas duas grandes forças que a natureza assegurou ao homem e que ele, sintetizando, pode transformar em criatividade.”

Domenico de Masi

 

Participei, dia 3 de agosto, do webinar intitulado Trabalhabilidade: desafios para a sustentabilidade pessoal, conduzido por Volney Faustini e com a participação da Profª Cristiane Cortez e do Prof. Victor Mirshawka, este último autor de uma trilogia recém-publicada sobre três aspectos da trabalhabilidade: adaptação, agilidade e aperfeiçoamento.

No decorrer da conversa, três temas se sobressaíram. O primeiro referiu-se à diferença entre trabalhabilidade e empregabilidade, explicada pelo Prof. Victor como a capacidade de uma pessoa gerar renda para si a partir de seus talentos e por toda a vida. Ela ocorre quando uma pessoa se preocupa com o trabalho que ela pode desenvolver, dependentemente ou não, do emprego. Assim, a trabalhabilidade está num patamar superior ao da empregabilidade, que continua sendo muito importante, mas está atrelada à capacidade de ter uma boa colocação durante a carreira profissional. Portanto, enquanto a empregabilidade limita-se ao emprego formal – que passa já há algum tempo por um processo de enfraquecimento -, a trabalhabilidade vai além, englobando também o trabalho informal, as prestações de serviços tipicamente individuais, atividades de consultoria, assessoria, mentoria e coaching, além dos empreendimentos individuais.

O segundo, como não poderia deixar de ser em razão da própria denominação do webinar, referiu-se à questão da sustentabilidade, cuja importância foi enfatizada pela Profª Cristiane Cortez tanto no aspecto macro da sustentabilidade do planeta e suas implicações na vida real, com maior preocupação com questões como mudança climática, energia renovável e novas tecnologias, como no aspecto micro, com a necessidade de novas abordagens na formação dos futuros profissionais, que devem estar preparados para enfrentar um mundo em constante mudança e com problemas cada vez mais complexos.

O terceiro, que ocupou boa parte da conversa, envolveu o impacto da inteligência artificial na trabalhabilidade, em especial o risco do desaparecimento de muitas ocupações que podem ser realizadas, com vantagem, por máquinas e robôs. Em minha opinião, este não é o principal problema, uma vez que ao longo da história esse temor sempre existiu. Na época da revolução industrial, surgiram os luditas, empregados sindicalizados que invadiram fábricas para destruir as máquinas com receio de que elas tomassem seus empregos. O mesmo ocorreu nas revoluções seguintes, tanto na caracterizada pelo surgimento da eletricidade, quanto na marcada pelo surgimento dos computadores e da informática. Em todas elas, confirmando a teoria da destruição criativa de Joseph Schumpeter, as novas oportunidades surgidas compensaram as perdas e o padrão de vida da humanidade não parou de evoluir. Minha maior preocupação refere-se a uma externalidade da inteligência artificial, em particular de ferramentas como o Chat GPT, que podem levar estudantes e profissionais a buscar atalhos que os afastem do esforço e da dedicação indispensáveis ao desenvolvimento das pesquisas, quer acadêmicas, quer voltadas à inovação.

Nesse aspecto, alinho-me à visão da jornalista Renata Cafardo, fundadora da Associação de Jornalistas de Educação. Em artigo publicado no jornal O Estado de S. Paulo no dia 30 de julho, depois de mencionar o alerta da Unesco de que “essas ferramentas poderiam exercer um impacto negativo na motivação do estudante de conduzir pesquisas independentes e achar soluções”, ela concluiu da seguinte forma: “E nós, que não somos robôs, temos de ter um olhar atento para que a inteligência artificial não arruíne o processo mais brilhante da mente humana: a aprendizagem”.

  

Iscas para ir mais fundo no assunto 

Referências 

CAFARDO, Renata. IA, uma ameaça ao aprender a pensar. O Estado de S. Paulo, 30 de julho de 2023, p. A 19.

DE MASI, Domenico; FREI Betto. Diálogos criativos. Mediação e comentários de José Ernesto Bologna. São Paulo: DeLeitura Editora, 2002.

MIRSHAWKA, Victor. Trabalhabilidade: a obrigatoriedade da adaptação. São Paulo: DVS, 2022.

_______________ Trabalhabilidade: a necessidade da agilidade. São Paulo: DVS, 2023.

_______________ Trabalhabilidade: a essencialidade do aperfeiçoamento. São Paulo: DVS, 2023.

SCHUMPETER, Joseph A. A teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juro e o ciclo econômico. Introdução de Rubens Vaz da Costa. Tradução de Maria Sílvia Possas. São Paulo: Abril Cultural, 1982. (Os Economistas).

Ver Todos os artigos de Luiz Alberto Machado