s
Iscas Intelectuais
Encontro Roberto Motta e Luciano Pires
Encontro Roberto Motta e Luciano Pires
Roberto Motta e Luciano Pires numa manhã de conversas ...

Ver mais

Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

Café Brasil 930 – A Escolha de Sofia
Café Brasil 930 – A Escolha de Sofia
Tomar decisões é uma parte essencial do dia a dia, ...

Ver mais

Café Brasil 929 – Desobediência Civil
Café Brasil 929 – Desobediência Civil
O livro "Desobediência Civil" de Henry David Thoreau é ...

Ver mais

Café Brasil 928 – Preguiça Intelectual
Café Brasil 928 – Preguiça Intelectual
Láááááááá em 2004 eu lancei meu livro Brasileiros ...

Ver mais

Café Brasil 927 – Quando a água baixar
Café Brasil 927 – Quando a água baixar
A história de Frodo Bolseiro em "O Senhor dos Anéis" ...

Ver mais

LíderCast 324 – Cristiano Corrêa
LíderCast 324 – Cristiano Corrêa
Hoje trazemos Cristiano Corrêa, um especialista no ...

Ver mais

LíderCast 323 – Sérgio Molina
LíderCast 323 – Sérgio Molina
O convidado de hoje é Sérgio Molina, – atual CEO do ...

Ver mais

LíderCast 322 – Rodrigo Rezende
LíderCast 322 – Rodrigo Rezende
Rodrigo Rezende, carioca, empreendedor raiz, um dos ...

Ver mais

LíderCast 321 – Rafael Cortez
LíderCast 321 – Rafael Cortez
Tá no ar o #LC321 O convidado de hoje é Rafael Cortez, ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial   “O capitalismo é, essencialmente, um processo de mudança econômica (endógena). O capitalismo só pode sobreviver na ...

Ver mais

Inteligência de mercado (Business intelligence)
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A importância da inteligência de mercado[1] Considerações iniciais Este artigo tem por objetivo ressaltar a importância da inteligência de mercado no competitivo mundo contemporâneo, por se ...

Ver mais

Americanah
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Americanah   “O identitarismo tem duas dimensões, uma dimensão intelectual e uma dimensão política, que estão profundamente articuladas, integradas. A dimensão intelectual é resultado ...

Ver mais

Cafezinho 328 – Crimes de Honra
Cafezinho 328 – Crimes de Honra
A Corte Constitucional da França recentemente declarou ...

Ver mais

Cafezinho 627 – O Pum da Vaca
Cafezinho 627 – O Pum da Vaca
O físico Richard Feynman tem uma frase ótima: "A ...

Ver mais

Cafezinho 626 – A Globo já era?
Cafezinho 626 – A Globo já era?
A internet mudou tudo. Ela acabou com os ...

Ver mais

Cafezinho 625 – Fake news que matam
Cafezinho 625 – Fake news que matam
Há tempos eu digo que saímos da Sociedade da Informação ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Extensão e IntenSão* dos Termos (parte 3)

Trivium: Capítulo 4 – Extensão e IntenSão* dos Termos (parte 3)

Alexandre Gomes - Iscas Conhecimento -

* Antes das piadas com o S no título, explico: a palavra “intensão” existe e é mais clara que “compreensão” (que poderia ter sido usada) por dois motivos: 1) a semelhança/oposição com a palavra “extensão” e 2) em Lógica, o significado de “intensão” nem sempre coincide com o de “compreensão”. Veja o original inglês: intension = intensão, intention = intenção. Agora, vencida a piada fácil, vamos ao tema de hoje.

 

A EXTENSÃO e a INTENSÃO dos termos têm suas raízes na referência dupla do fantasma que é a IMAGEM mental dos objetos (referências extensionais), da qual o intelecto deriva o conceito (referência intensional).

Perceba que:

À medida que um termo CRESCE em INTENSÃO decresce em EXTENSÃO.

À medida que um termo CRESCE em EXTENSÃO decresce em INTENSÃO.

A Árvore de Porfírio (ilustração no alto do texto) ilustra a relação inversa entre a extensão e a intensão dos termos. Bem como a RELAÇÃO entre estas e a definição e a divisão.

A árvore é uma divisão progressiva, essencial e dicotômica, que vai da substância do SUMMUM GENUS até a INFIMA SPECIES homem.

No topo está o SUMMUM GENUS (a classe mais alta), que é a Substância. Note que não há mais nada acima no universo, que não possa ser descrito pelo termo “substância”, pois não há gênero ACIMA e do qual possa ter com parte sua o que seja chamado de substância. Enquanto que na base está o INFIMA SPECIES (a forma mais baixa) que é a mais baixa e menor das espécies. Na ilustração lá no topo do texto, na base da árvore você vê a palavra “HOMO” (homem, em latim), que se divide em dois grupos: SORTES e PLATO. Pois bem, PLATO é Platão, o filósofo; e SORTES (grande quantidade, em latim) significa todos os outros homens que não são Platão.

Dada a estrutura apresentada na figura lá de cima, não há mais como descer abaixo dessa divisão. Há Platão (homem individual) e todos os outros indivíduos no mundo. Qualquer outra divisão além dessa irá desfazer a definição de HOMO (homem). E, por favor, entenda que não estou excluindo as mulheres, elas estão ali no SORTES, pois fazem parte de todos os outros indivíduos. Enfim, Platão é o INFIMA SPECIES que não pode tornar-se um gênero por divisão subsequente em espécies ESSENCIALMENTE DIFERENTES.

A divisão que emana do SUMMUM GENUS até a INFIMA SPECIES é, portanto, uma série completa: não pode ser continuada ACIMA daquela primeira, nem seguir ABAIXO desta última. Vamos a outro exemplo! Veja esse esquema abaixo, um outro exemplo da Árvore de Porfírio:

Note que cada termo entre o SUMMUM GENUS (substância) e a INFIMA SPECIES (homem) pode ser tanto um gênero quanto uma espécie. Isso ocorre porque eles estão entre os dois limites apontados no começo desta frase. E por conta disso, são relativos. Ou seja, o termo é um gênero daqueles ABAIXO dele, e uma espécie daqueles que estão ACIMA dele. Por exemplo: “Animal” é o gênero próximo de “Homem” (está logo acima dele no eixo principal, ou tronco da árvore); “Corpo” é uma espécie de “Substância” (pois está abaixo deste último). E antes que você pergunte se existe alguma outra espécie de substância que não seja “Corpo”, eu digo “alma” é outra espécie de “Substância”. Pois “alma” é uma espécie de Substância IMATERIAL.

Importante! Veja que a linha tracejada mostra um caminho específico da classe mais alta Substância até a forma mais baixa Homem. Demonstrando que quanto mais descemos na árvore, mais específico se torna o objeto.

Assim sendo, você nota que a Árvore de Porfírio ilustra a lei de relação inversa entre a EXTENSÃO e a INTENSÃO dos termos: à medida que é aumentada a intensão da substancia (pela adição dos atributos material, animado, sensível e racional), sua extensão é diminuída. Ou seja, quanto mais eu defino, intensifico os detalhes sobre algum objeto, menos espaço eu tenho (menos extensão) para acumular objetos diferentes dentro do mesmo grupo (termo).

Em outras palavras, quando eu digo que José nasceu no Brasil, mesmo essa limitação é vaga. Ou seja, o termo “brasileiro” ainda tem bastante extensão. Mas basta eu acrescentar que José é Recifense, que esse acréscimo intensificou mais o significado da naturalidade dele, pois agora eu e você sabemos que José é brasileiro porque ele nasceu em Recife.

 

Por hoje é só. Volte por aqui em quinze dias para mais!

Ver Todos os artigos de Alexandre Gomes