s
Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Pelé e os parasitas.
Pelé e os parasitas.
Meu herói está lá, a Copa de 1970 está lá, o futebol ...

Ver mais

Branding a preço de banana.
Branding a preço de banana.
Quanto vale o branding? Pelo que estou vendo acontecer ...

Ver mais

O Tigre Branco. Ou poderia ser Cidade de Budah…
O Tigre Branco. Ou poderia ser Cidade de Budah…
Um grande comentário sócio-político sobre a divisão em ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Café Brasil 759 – Karl Popper e os negacionistas
Café Brasil 759 – Karl Popper e os negacionistas
Não devemos aceitar verdades universais a partir de ...

Ver mais

Café Brasil 758 – LíderCast César Menotti
Café Brasil 758 – LíderCast César Menotti
Há muito tempo tínhamos a ideia de trazer para o ...

Ver mais

Café Brasil 757 – O dono da firma
Café Brasil 757 – O dono da firma
Vamos então a mais um programa que fala do empreendedor ...

Ver mais

Café Brasil 756 – Netiqueta e as mulas digitais
Café Brasil 756 – Netiqueta e as mulas digitais
Usar a internet de forma responsável, é isso que trata ...

Ver mais

LíderCast 217 – Amyr Klink
LíderCast 217 – Amyr Klink
Meu nome é Amyr Klink, tenho 65 anos e eu construo viagens.

Ver mais

LíderCast 216 – Denise Pitta
LíderCast 216 – Denise Pitta
Empreendedora digital, dona do site Fashion Bubbles, ...

Ver mais

LíderCast 215 – Marco Antonio Villa
LíderCast 215 – Marco Antonio Villa
Historiador, professor, comentarista polêmico em rádio ...

Ver mais

LíderCast 214 – Bianca Oliveira
LíderCast 214 – Bianca Oliveira
Jornalista e apresentadora, hoje vivendo na Europa, ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

A guerra dos pelados
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
De 1912 a 1916 o Estado de Santa Catarina sofreu a Guerra do Contestado, conflito armado que opôs, de um lado, posseiros e pequenos produtores rurais, e de outro militares federais e estaduais. ...

Ver mais

A americanização do Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O imperialismo sedutor     “Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor Eu fui à  Penha, fui pedir à Padroeira para me ajudar Salve o Morro do Vintém, pendura a saia que eu quero ...

Ver mais

Economia da desigualdade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Economia da desigualdade “Os valores que conferem ao capitalismo sua legitimidade são prosperidade e liberdade para todos. […[ Se você concentra poder e renda em um pequeno grupo, o ...

Ver mais

Autonomia do Banco Central
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Caminhando rumo à autonomia do Banco Central ˜O desejo parece ser o de que a política econômica saia de uma vez por todas da alçada dos presidentes da república. […]. Delega-se para a diretoria ...

Ver mais

Cafezinho 365 – (IN)segurança Nacional
Cafezinho 365 – (IN)segurança Nacional
Nem precisa prender o Danilo Gentili, a simples ameaça ...

Ver mais

Cafezinho 364 – Isolacionismo intelectual
Cafezinho 364 – Isolacionismo intelectual
O viés de confirmação leva ao isolacionismo ...

Ver mais

Cafezinho 363 – Chapeuzinho Vermelho 4.0
Cafezinho 363 – Chapeuzinho Vermelho 4.0
No Chapeuzinho Vermelho 4.0, tá cheio de lobo se ...

Ver mais

Cafezinho 362 – Na bala!
Cafezinho 362 – Na bala!
Se a constituição brasileira não proíbe que o deputado ...

Ver mais

Quem faz o Café Brasil

Quem faz o Café Brasil

Luciano Pires -

Luciano gravando

Luciano Pires

Natural de Bauru, é escritor, cartunista, comunicador, apaixonado por música popular brasileira e pelas artes em geral. Cartunista premiado por duas vezes no Salão de Humor de Piracicaba, tornou-se colunista de várias revistas e sites. Foi durante 26 anos executivo de uma multinacional de autopeças, já esteve no Campo Base do Everest, no Aconcágua e no Polo Norte. É autor de cinco livros, o mais recente “DIÁRIO DE UM LÍDER”, lançado em 2012. Desde 2005 cria, dirige e apresenta o programa Café Brasil, fundamental para seu propósito de ajudar a desasnar o Brasil.

POSICIONAMENTO:

O Café Brasil pertence a mim, Luciano Pires, que sou o único responsável pelo conteúdo nele veiculado. Os demais componentes da equipe são contratados para exercer suas funções.

No espectro político, se ainda é possível usar esses conceitos, estou muito mais próximo de uma posição conservadora do que do progressismo de esquerda. Acredito que a sociedade não pode viver fora da lei. Que a ordem é o melhor clima possível para o respeito aos direitos individuais e coletivos. Que os fins não justificam os meios. Que a anarquia, o desrespeito à autoridade constituída e a promoção da indisciplina social não são demonstrações de espírito democrático. Que o governo não deve se intrometer na vida das pessoas, a não ser na regulamentação de algumas – eu disse algumas – atividades que precisam de um balizamento. Acredito na privatização, na democracia representativa, na propriedade privada. Acredito que toda violação da ordem jurídica é um ataque aos ideais democráticos. Acredito na primazia da lei sobre a vontade das pessoas ou os interesses de grupo. Abomino a pregação ideológica nas escolas, a militância partidária na imprensa e a intolerância aos que pensam diferente. Acredito na liberdade individual. Acredito em não fazer aos outros o que não quero que façam a mim. Acredito no respeito às opiniões e no direito das pessoas fazerem suas escolhas pessoais.

Resumindo: quero um mundo melhor, igualzinho a você. Talvez divirjamos sobre a forma de chegar lá, e isso deve ser discutido. Mas no final, queremos o mesmo.

Esses são os valores que balizam o Café Brasil e, repito: sou o único responsável pelo conteúdo que é nele veiculado.

 lala

Lalá Moreira

DJ e radialista desde 1981, começou profissionalmente na Rádio Cidade. Durante 10 anos foi o responsável pela plástica da Rádio Jovem Pan 2 (quem não se lembra do Djalma Jorge?) onde nasceu o Get’up, programa para mais de 42 emissoras da rede em todo o Brasil, onde dividia a apresentação com o rapper Xis. Em 2005 criou o Black Songs, programa semanal com 4 horas de duração que fecha as noites de domingo na Transcontinental FM, emissora líder de audiência em São Paulo. Em 2009 inaugurou sua emissora de rádio Web em www.radiogetup.com.br, e a GET’UP! Produções, produtora especializada em produções de áudio para rádio, TV e mídias eletrônicas. Lalá pratica os estelionatos musicais do programa, cortando, editando, emendando e garantindo que o Café Brasil seja o podcast de melhor qualidade técnica do país.

quemfaz-cica

Ciça Camargo

Atriz de teatro, produtora e agitadora cultural, Ciça tem no currículo dezenas de realizações relacionadas às artes em geral, de turnês de artistas estrangeiros pelo Brasil ou brasileiros no exterior até mostras de dança e óperas. Produziu o “Show de Rádio” com a equipe de Luiz Henrique Romagnoli de 2006 a 2007, além de campanhas políticas em rádio e propagandas radiofônicas diversas. Ciça cuida da produção do programa, com pesquisa musical, contato com artistas e emissoras interessadas em transmitir o programa, além de montar o “Dlog” Café Brasil e a Cafepedia. É a Ciça quem garante que a ignorância do Luciano no idioma francês não destrua o programa ao citar nomes de filósofos.

 

xpirit

Xpirit

Quando decidimos que deveríamos reformular completamente o portal e as ferramentas de interação com nossos ouvintes e leitores, buscamos uma empresa que pudesse corresponder não apenas com o apuro técnico, mas com a manutenção de prazos e com atendimento à altura de nossas demandas. E não foi fácil. Seis visitas a seis empresas depois, chegamos à Xpirit por recomendação de uma amiga em comum. E o resultado aqui está: um novo sistema desenvolvido conforme nossas necessidades, uma migração complicadíssima de toneladas de conteúdos diversificados, uma nova loja e, mais importante, os diretores são fans do Café Brasil. Cumpriram os prazos, colaboraram com sugestões e propostas de novas funcionalidades, entregaram, enfim, a ferramenta que nós precisávamos. E ainda poderiam ter desenvolvido aplicativos, gerenciado redes sociais e mais uma porção de coisas.

O caras da Xpirit são os caras. E vão cuidar do lado nerd do Café Brasil.

www.xpirit.com.br