s

Todo conteúdo do Café Brasil

Lidercast
LíderCast 233 – Flavia Zülzke

Flavia Zülzke é Head de Marketing, Branding, Comunicação e crescimento da Cultura Inglesa, e está coordenando uma mudança cultural provocada pela pandemia.

| 10/03/2022 - Luciano Pires
LíderCast 228 – Bruna Torlay

Hoje a convidada é Bruna Torlay, professora de filosofia, diretora de conteúdo da Revista Esmeril e comentarista da rádio Jovem Pan. Uma conversa sobre cultura, política e sociedade que deve deixar uns aí nervosos.

| 03/02/2022 - Luciano Pires
Trivium: Capítulo 5 – Predicáveis: Classificação e Números (parte 4)
Alexandre Gomes

Os PREDICÁVEIS representam a mais completa classificação das relações que podem ser afirmadas DE UM PREDICADO. em relação a um sujeito, TANTO QUANTO as categorias (do ser) são a mais completa classificação do ser tal como é (estou falando das categorias metafísicas de Aristóteles, já tão faladas antes nestas lições) e do ser tal como […]

| 21/01/2022 - Alexandre Gomes
Trivium: Capítulo 5 – Formas Proposicionais A E I O (parte 3)
Alexandre Gomes

As distinções apresentadas na lição anterior são as bases da CONCEITUAÇÃO e do MANEJO das proposições. Usando a qualidade, ou tanto a quantidade quanto a modalidade, como base, TODA PROPOSIÇÃO pode ser classificada como A, E, I ou O. Logo, temos as FORMAS (estruturas, modelos) A, E, I e O quantitativas – também chamadas categóricas […]

| 07/01/2022 - Alexandre Gomes
Trivium: Capítulo 5 – Características das Proposições (parte 2)
Alexandre Gomes

As PROPOSIÇÕES podem ser agrupadas por cinco características; e cada uma dessas se divide em duas classes. As cinco características são: a) referência à realidade, b) quantidade, c) qualidade, d) modalidade e, e) valor. Abaixo, uma exposição de cada uma delas. a) Referência à realidade: é a distinção FUNDAMENTAL, entre as proposições, é determinada pela […]

| 21/12/2021 - Alexandre Gomes
Trivium: Capítulo 5 – Proposições e sua Expressão Gramatical (parte 1)
Alexandre Gomes

DEFINIÇÕES E DISTINÇÕES Proposição e relação de termos. A proposição AFIRMA uma relação de termos. Em uma estrutura de palavras compostas de: um sujeito, uma cópula e um predicado. Os termos (sujeito e predicado) são a matéria da PROPOSIÇÃO; a cópula (termo restante) que relacionou os dois primeiros termos constitui a forma da PROPOSIÇÃO. Proposição […]

| 07/12/2021 - Alexandre Gomes
A catástrofe circular da escola brasileira
Gustavo Bertoche - É preciso lançar pontes.

A catástrofe circular da nossa escola: temos professores de fraca formação acadêmica, com salários miseráveis. Eles oferecem aos seus alunos pouca cultura e, por isso, não os elevam acima da média cultural da sociedade; ninguém pode dar o que não possui. Por conseguinte, aos 18 anos o brasileiro – formado em escola pública ou particular, […]

| 07/12/2021 - Gustavo Bertoche em É preciso lançar pontes.
Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?

A cultura é boa porque influencia diretamente a forma como nosso cérebro processa a informação.

| 29/11/2021 - Luciano Pires
Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?

A baixa cultura faz crescer a bunda, melhorar o gingado, ficar com alguém e se divertir um bocado, o que é muuuuuito bom. Mas é pouco.

| 26/11/2021 - Luciano Pires
Cafezinho 440 – Alta e baixa cultura

Baixa cultura é aquela que me faz bater o pé, mexer a bunda, gargalhar, sentir asco ou atração física, usar meus sentidos animais sem grandes preocupações intelectuais. E intelectualmente que me deixa exatamente onde estou.

| 22/11/2021 - Luciano Pires
Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)
Alexandre Gomes

Antes de tratar das regras da divisão lógica – pois pode parecer mais importante saber as regras de divisão que os tipos de divisão – será útil revisar alguns tópicos já tratados para melhor entender as regras. Lembra dos ELEMENTOS da DIVISÃO LÓGICA? o todo lógico; a base  – ou princípio – fundamental; e os […]

| 21/11/2021 - Alexandre Gomes
A americanização do Brasil
Luiz Alberto Machado - Iscas Econômicas

O imperialismo sedutor     “Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor Eu fui à  Penha, fui pedir à Padroeira para me ajudar Salve o Morro do Vintém, pendura a saia que eu quero ver Eu quero ver o Tio Sam tocar pandeiro para o mundo sambar   O Tio Sam está querendo conhecer a […]

| 05/03/2021 - Luiz Alberto Machado em Iscas Econômicas
Mainstream
Luiz Alberto Machado - Iscas Econômicas

Mainstream Tema atual e oportuno  “As indústrias criativas não são mais hoje em dia um tema exclusivamente americano: são um tema global.” Frédéric Martel Acabo de ler Mainstream. Concluído em 2010 e lançado no Brasil em 2012, o livro me havia sido recomendado por dois grandes professores, Jair Marcatti e Martin Cezar Feijó. Trata-se de uma […]

| 03/12/2020 - Luiz Alberto Machado em Iscas Econômicas
Perdemos Jorge Portugal e nossa capacidade de autodefinição
Jota Fagner - Origens do Brasil

“Esqueci de te falar, o Jorge Portugal deu entrada no Hospital do Estado de Salvador. Está em coma induzido, não está bem não. Acho que deu um problema no coração, que não estava conseguindo bombear. Deu parada cardíaca dentro da ambulância”, disse minha mãe, um tanto esbaforida, numa mensagem de voz pelo WhatsApp. Fiquei abalado, […]

| 06/08/2020 - Jota Fagner em Origens do Brasil
Tributo a Celso Furtado
Luiz Alberto Machado - Iscas Econômicas

Celso Furtado: 100 anos “O desejo obstinado de entender o Brasil pressupôs entender por que o país era subdesenvolvido, e, corolário, a mecânica do subdesenvolvimento. ´[…] Autor de cerca de 30 títulos, alguns definitivos para a história do pensamento econômico moderno, do Brasil e América Latina, o intelectual não se satisfez em apontar caminhos, foi […]

| 31/07/2020 - Luiz Alberto Machado em Iscas Econômicas
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes

Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o crescimento do QI – Quociente de Inteligência – médio foi de mais de 30 pontos. No Quênia e na Argentina, cresceu 25 pontos. Na Estônia e no Sudão, cresceu 12 pontos. E no Brasil? Ah, no Brasil aconteceu justamente o contrário. A queda do QI foi de quase 10 pontos nos últimos 100 anos. Talvez esse emburrecimento generalizado seja único na história da humanidade. O nosso QI médio é de 87, o que nos coloca, na média, no limite da deficiência intelectual.

Vamos nessa?

| 01/07/2020 - Luciano Pires