s
Videocasts Café Brasil
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil 735 – Morrer de quê?
Café Brasil 735 – Morrer de quê?
Fala a verdade, quem é que não se pegou pensando sobre ...

Ver mais

Café Brasil 734 – Globalização e Globalismo
Café Brasil 734 – Globalização e Globalismo
Olha, vira e mexe a gente ouve falar em globalização e ...

Ver mais

Café Brasil 733 – Agro Resenha
Café Brasil 733 – Agro Resenha
O agronegócio, que talvez seja o mais espetacular caso ...

Ver mais

Café Brasil 732 – Os quatro Princípios da Objetividade
Café Brasil 732 – Os quatro Princípios da Objetividade
Que tempo de medos, não? Mas será um medo ...

Ver mais

Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Nos 14 anos em que produzimos podcasts, esta talvez ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

O boom no turismo regional no mundo pós-pandemia do coronavírus
Michel Torres
Estratégias para diferenciação e melhor aproveitamento da imensa demanda por hotéis e pousadas Um detalhe sobre a pandemia do coronavírus em curso é que as áreas com focos concentrados são ...

Ver mais

Boicote, Coelhinho?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O britânico Charles Cunningham entrou pra História de um jeito muito diferente. Em 1880, foi à Irlanda dirigir os negócios de um grande proprietário de terras local. Acabou entrando em desavenças ...

Ver mais

Aquém do potencial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Aquém do potencial  “A economia está sujeita a conveniências políticas que a levaram por maus caminhos. Por isso enfatizo tanto a gravidade da situação, na esperança de levar seus responsáveis ao ...

Ver mais

Forjado na derrota
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Forjado na derrota “A um escritor, assim como a um armador, não era permitido sentir medo.” Pat Conroy Conversando por telefone com minha irmã, depois de meses sem nos vermos por ...

Ver mais

Cafezinho 317 – Declaração de Princípios
Cafezinho 317 – Declaração de Princípios
Quando decidi que lançaria meu primeiro curso on-line, ...

Ver mais

Cafezinho 316 – Não somos estúpidos
Cafezinho 316 – Não somos estúpidos
Não, não é para mergulhar no otimismo cego, que é tão ...

Ver mais

Cafezinho 315 – Como nasce uma palestra
Cafezinho 315 – Como nasce uma palestra
É exatamente como um pintor, um escultor, um músico ...

Ver mais

Cafezinho 314 – Punguistas intelectuais
Cafezinho 314 – Punguistas intelectuais
Ser capaz de detectar as merdades deveria ser a ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09

Videocast Nakata – T02 09

Ciça Camargo -

REFLETINDO SOBRE MARCAS

Quando pensamos na construção de uma marca, o que você imagina? Certamente num logotipo de fácil identificação, numa propaganda, num cartão de visitas que o faça reconhecer a marca imediatamente ou mesmo um slogan que grude na cabeça e não saia mais. No entanto, nada isso é marca. Essas coisas são ferramentas para construção da marca.

Vou dar um exemplo. Imagine que você recebe a visita do José da Silva, que você não conhece. Tem um contado educado, tudo bem, estão ele lhe dá seu cartão de visitas, e você lê: José da Silva, coordenador de vendas, Nakata. Pronto! Não é mais o José da Silva. É o José da Silva da Nakata! Uau!

Percebeu? Se aquele “Nakata” é um símbolo bem trabalhado, passa a ser o que chamo de “fator UAU”. Quero fazer negócio com o José da Silva, pois ele é da Nakata, a marca que eu conheço e respeito!

Viu só? Marca vai muito além da representação física ou gráfica da empresa.

A marca é a percepção do cliente

Pelo título, já dá para ter uma base da onde eu quero chegar. A marca, no fim das contas, é intangível. Marca é o conjunto organizado de percepções  e de sentimentos  que identificam o indivíduo, a empresa, seus produtos e serviços e os diferenciam de seus eventuais concorrentes.

É só pensar comigo: se um vendedor atende você com uma lábia afiada, um corte de cabelo ajeitado e uma roupa cara, mas não transmite nenhuma confiança… Você continuaria a fazer negócio com ele? Ou voltaria para fazer um novo negócio?

Esses elementos são importantes, é claro, uma boa apresentação e argumentação são essenciais, mas não são tudo, pois a construção da marca está sendo feita a partir da percepção do cliente. De novo ela… É na cabeça do cliente que sua marca será construída.

A construção de marca é muito mais sensorial do que palpável. Por isso quero falar um pouquinho sobre reputação, um elemento-chave nessa longa equação que é a satisfação do cliente.

Construindo sua reputação

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar naquele mantra querido de profissionais de RH:

Pessoas são o nosso ativo mais importante.

Pois eu penso diferente:

Pessoas CERTAS são o nosso ativo mais importante

Percebeu? Eu quero que as pessoas certas trabalhem comigo. Se eu conseguir ter a meu lado  as pessoas certas, fica mais fácil construir a reputação da marca, a mantê-la e fazer com que seja percebida de forma positiva pelos clientes.

Um indivíduo já é suficiente para manchar a reputação da sua marca. Por isso, SEJA a pessoa certa para a sua empresa!

O consultor e escritor Michael Hammer, autor do livro Reengenharia, definiu muito bem:

Uma companhia não é definida por seus produtos e serviços, mas por seus processos.

A empresa na qual você trabalha, não é definida pelos produtos que ela fabrica ou os serviços que presta. Você não é definido pelos produtos que vende ou o serviço que presta.

O que define você e sua empresa é o jeitão com que você faz isso. Jeitão, entendeu? É por seu jeitão que as pessoas vão escolher você e não o outro vendedor. Sua empresa e não a outra.

Com seu jeitão, você faz o cliente se apaixonar por você. Com seu jeitão, você mostra o quanto é uma pessoa nutritiva. É seu jeitão, que ajudará a construir ou destruir a reputação tanto de sua empresa como de você mesmo.

Entendeu? Preste atenção no seu jeitão.