s
Videocasts Café Brasil
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil 753 – A sala dos professores
Café Brasil 753 – A sala dos professores
Professor...professor...professor... houve um tempo em ...

Ver mais

Café Brasil 752 – Jam Session
Café Brasil 752 – Jam Session
Uma das coisas mais fascinantes é a demonstração de ...

Ver mais

Café Brasil 751 – A hipocrisia nossa de cada dia
Café Brasil 751 – A hipocrisia nossa de cada dia
A Perfetto é patrocinadora do Café Brasil e… sabe ...

Ver mais

Café Brasil 750 – The Rocket Man
Café Brasil 750 – The Rocket Man
Algumas obras de arte são tão perfeitas, mas tão ...

Ver mais

LíderCast 216 – Denise Pitta
LíderCast 216 – Denise Pitta
Empreendedora digital, dona do site Fashion Bubbles, ...

Ver mais

LíderCast 215 – Marco Antonio Villa
LíderCast 215 – Marco Antonio Villa
Historiador, professor, comentarista polêmico em rádio ...

Ver mais

LíderCast 214 – Bianca Oliveira
LíderCast 214 – Bianca Oliveira
Jornalista e apresentadora, hoje vivendo na Europa, ...

Ver mais

LíderCast 213 – Brunna Farizel e Lucas Moreira
LíderCast 213 – Brunna Farizel e Lucas Moreira
Empreendedores, criadores de uma franquia inovadora, ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

Ford, polarização e “capitalismo sem riscos”
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Ford, polarização e “capitalismo sem riscos”  “A desindustrialização brasileira é resultado das intervenções equivocadas que fizemos. E o pior é que o setor empresarial, as lideranças do setor ...

Ver mais

Os economistas mais influentes da atualidade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Os economistas mais influentes da atualidade  “O que são as pessoas de carne e osso? Para os mais notórios economistas, números. Para os mais poderosos banqueiros, devedores. Para os mais ...

Ver mais

A sala de professores e a deseducação
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Comecei a dar aulas no Ensino Médio em 1999, quando estava no segundo ano da graduação em Filosofia. Ou seja: há mais de vinte anos comecei a freqüentar a sala de professores. Nesse ambiente ...

Ver mais

Leituras, conexões e reminiscências
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Leituras, conexões e reminiscências “Se você tiver uma maçã e eu tiver uma maçã e trocarmos nossas frutas, continuaremos com uma maçã cada. Mas, se você tiver uma ideia e eu tiver uma ideia e ...

Ver mais

Cafezinho 353 – Confie desconfiando
Cafezinho 353 – Confie desconfiando
Uma sociedade repleta de gente com excesso de confiança ...

Ver mais

Cafezinho 352 – O drama da esquina
Cafezinho 352 – O drama da esquina
Não espere os grandes dramas nacionais para agir.

Ver mais

Cafezinho 351 – Um autoritário pra chamar de seu
Cafezinho 351 – Um autoritário pra chamar de seu
As pessoas perderam completamente o bom-senso e já há ...

Ver mais

Cafezinho 350 – Sob o domínio do medo
Cafezinho 350 – Sob o domínio do medo
No mundo de hoje, caótico, competitivo e apressado, ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10

Videocast Nakata T02 10

Ciça Camargo -

REFLETINDO SOBRE LIDERANÇA

“Todo dia ela faz tudo sempre igual, me sacode às seis horas da manhã…”

O versinho escrito e cantado por Chico Buarque esconde muito mais pérolas do que as rimas cadenciadas. Quer ver?

Eu já falei 75% do que fazemos ao longo do dia é repetir o que fizemos no dia anterior. Assim é perfeitamente natural que desenvolvamos hábitos. E hábitos nada mais são que:

“Comportamentos que aprendemos e repetimos frequentemente, sem pensar como executá-los. Usos, costumes; maneira de viver; modo constante de comportar-se, de agir.”

Vou repetir aqui os pontos mais importantes: comportamentos que repetirmos sem pensar como executá-los. Entendeu? Repetir sem pensar.

E isso tem tudo a ver com a forma como o nosso cérebro funciona.

As duas medidas do hábito no cotidiano

Hábitos são fundamentais, pois nos ajudam a economizar energia. Quando adquirimos um hábito, não precisamos mais gastar neurônios fazendo escolhas, pensando em como agir. Entra no automático e nossa mente pode se dedicar a atividades outras. Habitos nos ajudam a sobreviver.

Quem aprendeu a dirigir um automóvel sabe como é. Quando criança, olhando seus pais dirigindo, aquela dança de troca de marchas e pedais e retrovisores, parece impossível! Mas aí você aprende e, com a prática, nem se dá conta do que está  fazendo enquanto conduz o carro. Virou hábito.

Com isso, podemos pensar naquele “repetir sem pensar como executar”, que pode rapidamente se transformar em algo negativo. Vamos ver.

A estabilidade do ambiente de fábrica

Uma fábrica é um lugar que produz um produto ou serviço, é cheio de controle e medições, possui foco na redução de custos e onde alguém diz a você o que fazer.

Identificou-se com essa definição? E não precisa ser um ambiente de uma fábrica cheia de máquinas. Qualquer empresa que siga essa definição pode ser considerada uma fábrica, até mesmo um escritório de advocacia, uma clínica ou um banco.

E fábricas dependem de estabilidade. Precisam de uma rotina que torne tudo previsível e controlado.

Num ambiente de rotinas, com o tempo, sem perceber você pode se transformar num robô, numa engrenagem que, caso aparente algum problema, pode ser facilmente substituída.

Viu como o hábito pode ser útil e prejudicial ao mesmo tempo? Onde está a saída?

Não deixe que a repetição limite a sua imaginação ou que incapacite o surgimento de novas ideias. Você tem que ser o elemento que agrega valor, que traz ideias, que busca incessantemente novas formas de ser mais produtivo. Agindo assim, mesmo sendo apenas uma engrenagem, será a engrenagem indispensável!

Foi Erasmo de Roterdã quem um dia disse que “Não há nada tão absurdo que o hábito não torne aceitável.”

Entendeu? O conformismo, a repetição, a limitação… Tudo isso faz com que absurdos passem a se tornar aceitáveis! Precisa chegar alguém de fora para nos abrir os olhos para uma atitude, um processo, um comportamento que não é mudado pois entrou na rotina e nos acostumamos com ele.

Portanto, temos que ser mais que bovinos resignados. Aqueles que se conformam e aceitam, repetem suas ações indefinidamente e nunca saem do lugar. Mas tenha em mente uma coisa: pessoas criativas, que questionam, devem entender que ambientes estáveis são resistentes a mudanças. Não gostam de quem inova, pois a inovação implica em mudanças. E mudanças provocam instabilidades. Tudo aquilo que a fábrica não quer, perceba?  

Por isso é fundamental aprender a argumentar. E, como um lutador de MMA, saber resistir aos golpes que com certeza virão.

Pense nisso. Só mudamos nossas vidas quando questionamos nossos hábitos e, em vez de amarras, os transformamos em ferramentas para aumentar nossa produtividade.