s
Artigos Café Brasil
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Durante o mais recente encontro do meu Mastermind MLA – ...

Ver mais

Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
A ilusão de transparência é uma armadilha comum em que ...

Ver mais

Café Brasil 932 – Não se renda
Café Brasil 932 – Não se renda
Em "Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith", ...

Ver mais

Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
A Declaração de Independência dos Estados Unidos foi um ...

Ver mais

LíderCast 328 – Criss Paiva
LíderCast 328 – Criss Paiva
A convidada de hoje é a Criss Paiva, professora, ...

Ver mais

LíderCast 327 – Pedro Cucco
LíderCast 327 – Pedro Cucco
327 – O convidado de hoje é Pedro Cucco, Diretor na ...

Ver mais

LíderCast 326 – Yuri Trafane
LíderCast 326 – Yuri Trafane
O convidado de hoje é Yuri Trafane, sócio da Ynner ...

Ver mais

LíderCast 325 – Arthur Igreja
LíderCast 325 – Arthur Igreja
O convidado de hoje é Arthur Igreja, autor do ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Vida longa ao Real!
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Vida longa ao Real!   “A população percebe que é a obrigação de um governo e é um direito do cidadão a preservação do poder de compra da sua renda. E é um dever e uma obrigação do ...

Ver mais

A Lei de Say e a situação fiscal no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A Lei de Say e o preocupante quadro fiscal brasileiro   “Uma das medidas essenciais para tirar o governo da rota do endividamento insustentável é a revisão das vinculações de despesas ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial   “O capitalismo é, essencialmente, um processo de mudança econômica (endógena). O capitalismo só pode sobreviver na ...

Ver mais

Cafezinho 632 – A quilha moral
Cafezinho 632 – A quilha moral
Sua identidade não vem de suas afiliações, ou de seus ...

Ver mais

Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
O episódio de hoje foi inspirado num comentário que um ...

Ver mais

Cafezinho 630 – Medo da morte
Cafezinho 630 – Medo da morte
Na reunião do meu Mastermind na semana passada, a ...

Ver mais

Cafezinho 629 – O luto político
Cafezinho 629 – O luto político
E aí? Sofrendo de luto político? Luto político é quando ...

Ver mais

O importômetro

O importômetro

Luciano Pires -

A Associação Comercial de São Paulo instalou no centro financeiro da cidade um grande placar luminoso chamado Impostômetro. O placar mostra em tempo real a quantidade de dinheiro arrecadada em impostos no país. No dia 13 de setembro de 2011 chegou à marca de R$ 1 trilhão no ano. Quer ver quanto é um trilhão? É isto: R$ 1.000.000.000.000,00…

A marca foi atingida 35 dias mais cedo que em 2010, indicando aumento de velocidade na arrecadação. Estimativas calculam que o brasileiro trabalha cerca de 150 dias por ano apenas para pagar impostos.

Um material que circula pela internet, chamado CARREGANDO O ELEFANTE, tem um raciocínio interessante logo na abertura:

Digamos que você receba de salário R$ 5 mil por mês. Impostos como o de Renda e o INSS, levarão 35% para o governo. Restarão R$ 3.250,00 que você usará para comprar os produtos e serviços que precisa e sobre os quais tornará a pagar impostos. O IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário elaborou uma tabela mostrando quanto pagamos de impostos quando compramos alguns produtos. É bom saber:

Produtos alimentícios básicos: Carne bovina, 18,63%. Frango, 17,91%. Peixe, 18,02%. Sal, 29,48%. Trigo, 34,47%. Arroz, 18%. Óleo de soja, 37,18%. Farinha, 34,47%. Feijão, 18%. Café, 36,52%. Açúcar, 40,4%. Leite, 33,63%. Macarrão, 35,20%. Biscoito, 38%.

Passagens aéreas, 8,65%. Transporte rodoviário interestadual de passageiros, 16,65%; transporte urbano, 22,98%. Medicamentos, 36%. Conta de água, 29,83%. Conta de luz, 45,81%. Conta de telefone, 47,87%. Cigarro, 81,68%. Gasolina, 57,03%. Achocolatado, 37,84%. Ovos, 21,79%. Frutas, 22,98%. Detergente, 40,50%. Sabão em pó, 42,27%. Desinfetante, 37,84%. Água sanitária, 37,84%. Sabonete, 42%. Shampoo, 52,35%. Condicionador, 47,01%. Desodorante, 47,25%. Aparelho de barbear, 41,98%. Papel Higiênico, 50%. Pasta de dentes, 42,00%.

Material escolar. Caneta, 48,69%. Lápis, 36,19%. Borracha, 44,39%. Papel sulfite, 38,97%. Mochilas, 40,82%. Régua, 45,85%. Pincel, 36,90%.

Bebidas. Água, 45,11%. Cerveja, 56%. Cachaça, 83,07%. Refrigerante, 47%.

Digamos que você precise de R$ 2.000,00 para cobrir esses gastos básicos. Desse valor, em média 40% serão impostos: R$ 800,00. Os produtos e serviços propriamente consumirão R$ 1.200,00. Daqueles R$ 3.250,00 restaram R$ 1.250,00…

É desse dinheiro que você terá que tirar escola, saúde, transporte e outros serviços que o governo deveria entregar em troca dos impostos pagos, mas que não entrega ou entrega com um nível de qualidade horroroso, obrigando você a buscar em outras fontes por sua conta. Em média, você gastará mais R$ 1.200,00.

Resumindo: dos R$ 5.000,00 que você recebeu pelo seu trabalho, R$ 2.550,00 foram para Impostos, R$ 1.200,00 para serviços que o governo deveria proporcionar, R$ 1.200,00 em produtos e serviços que você precisa para viver e R$ 50,00 restaram para você torrar com mulheres, bebidas e jogo.

Mas aguarde. Vem aí uma nova CPMF.

Como anda seu importômetro?

Luciano Pires