s
Iscas Intelectuais
Por dentro das Big Techs
Por dentro das Big Techs
Alguma coisa está mudando na cultura do trabalho, e ...

Ver mais

Um pouquinho de história
Um pouquinho de história
Um pouquinho de história só para manter as coisas em ...

Ver mais

Não olhe para cima
Não olhe para cima
Não olhe para cima é uma comédia para ser levada a ...

Ver mais

Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Café Brasil 806 – Não recuse imitações – Revisitado
Café Brasil 806 – Não recuse imitações – Revisitado
Então... semana passada recebi uma daquelas notícias ...

Ver mais

Café Brasil 805 – O Estupro da Mente
Café Brasil 805 – O Estupro da Mente
Muito bem! No episódio passado, eu introduzi o conceito ...

Ver mais

Café Brasil 804 – Psicose de formação em massa
Café Brasil 804 – Psicose de formação em massa
O termo Mass Formation Psychosis, psicose de formação ...

Ver mais

Café Brasil 803 – Enquanto houver sol
Café Brasil 803 – Enquanto houver sol
E aí? Pronto pro ano novo? Tá complicado, é? Muita ...

Ver mais

Lídercast 227 – Luzia Costa
Lídercast 227 – Luzia Costa
Hoje trazemos Luzia Costa, que criou a franquia ...

Ver mais

LíderCast 227 – Leticia Zamperlini e Cristian Lohbauer
LíderCast 227 – Leticia Zamperlini e Cristian Lohbauer
No programa de hoje temos Leticia Zamperlini e Cristian ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Os novos Odoricos
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Dias Gomes (1922-1999) foi um grande autor de romances, peças teatrais e novelas. Também pertencia à Academia Brasileira de Letras, nos bons tempos em que ser escritor era pré-requisito óbvio ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 5 – Predicáveis: Classificação e Números (parte 4)
Alexandre Gomes
Os PREDICÁVEIS representam a mais completa classificação das relações que podem ser afirmadas DE UM PREDICADO. em relação a um sujeito, TANTO QUANTO as categorias (do ser) são a mais completa ...

Ver mais

Expectativas em relação à China
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Expectativas em relação à China “Embora ainda seja prematuro especular sobre os delineamentos básicos de uma nova e inevitável ordem internacional, a evolução dos acontecimentos parece apontar ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 5 – Formas Proposicionais A E I O (parte 3)
Alexandre Gomes
As distinções apresentadas na lição anterior são as bases da CONCEITUAÇÃO e do MANEJO das proposições. Usando a qualidade, ou tanto a quantidade quanto a modalidade, como base, TODA PROPOSIÇÃO ...

Ver mais

Cafezinho 458 – Pedrinha no lago
Cafezinho 458 – Pedrinha no lago
Procure gente que valoriza o pensamento, que puxa para ...

Ver mais

Cafezinho 457 – Eu não sabia
Cafezinho 457 – Eu não sabia
O jornalista, crítico da mídia e filósofo amador ...

Ver mais

Cafezinho 456 – Humildade na liderança
Cafezinho 456 – Humildade na liderança
Quando você mistura ignorância com arrogância, pitadas ...

Ver mais

Cafezinho 455 – Para pensar direito
Cafezinho 455 – Para pensar direito
George Orwell escreveu: "Se as idéias corrompem a ...

Ver mais

Moralidade e Capitalismo 5: O Humanitarismo

Moralidade e Capitalismo 5: O Humanitarismo

Alessandro Loiola -

Como mencionado anteriormente, os reformistas sociais enxergam na ganância e na ambição os traços mais detestáveis das entranhas capitalistas. Mas estas características ancestrais são inerentes à condição humana e jamais serão extintas. Qualquer sistema político e econômico terá que lidar com elas.

Os defensores do capitalismo gostam de salientar que ele é o sistema que mais atende às necessidades humanas dentro dos recursos limitados que temos: a teoria da eficiência do mercado afirma que cada transação é mutuamente benéfica (ou, caso contrário, não ocorreria), levando a proveitos recíprocos. Mas a movimentação de capital não necessariamente resulta em melhor saúde, melhor educação, melhor tecnologia ou avanço científico. Além disso, o livre comércio possui seus próprios demônios: a estagnação dos lucros, a acentuação das desigualdades, a concentração de renda e uma busca desenfreada por um sucesso baseado em recordes cada vez maiores. O balé da especulação financeira, uma das festas mais concorridas do capitalismo, não tem qualquer preocupação em ser humanitário – mas tampouco deveria ser punido de alguma forma por isso.

Uma economia eficiente, para servir realmente a uma causa humanitária, deveria ter alguma forma de regulação para direcionar a criatividade rumo à produção de benefícios reais. Sem este tipo de Consequencialismo Utilitarista, a Moralidade do sistema capitalista tem o sério risco de tornar-se apenas um teatro de hedonistas.

Leis humanitárias devem ser negativas (elas dizem o que não deve ser feito, ao invés do que pode ou deve ser feito), gerais (abstratas o suficiente para serem aplicadas em situações futuras) e permanentes (só devem ser modificadas quando conflitarem com outras leis de maior valor). Uma conduta justa, portanto, consistiria em agir de acordo com estas leis, e uma sociedade justa seria aquela que funcionasse em obediência a elas. O capitalismo acomoda bem esta noção de justiça: as instituições de propriedade privada e livre mercado, por exemplo, protegem a vida e a liberdade de todos, a despeito de seu nível social.

O debate Moral em torno do capitalismo deveria centrar-se então não em uma condenação completa e irreversível do sistema, mas em como manter um livre mercado garantindo eficiência econômica com dignidade humanitária e discussões honestas sobre as gafes do modelo.

Ver Todos os artigos de Alessandro Loiola